Sistemas de Informação

ULBRA Universidade Luterana do Brasil
Em Canoas

Preço a consultar
Ou prefere ligar para o centro agora?
(55) ... Ver mais
Compare este curso com outros semelhantes
Ver mais

Informação importante

  • Graduação
  • Canoas
  • Duração:
    48 Mêses
Descrição

Informação importante
Instalações

Instalações e datas

Início Localização
Consultar
Canoas
V. Farroupilha, Nº 8001 · Bairro São José, 92425-900, Rio Grande do Sul, Brasil
Ver mapa

Programa

O Curso

O profissional de Sistemas de Informação deve dispor de uma sólida formação conceitual (conhecimento explícito) aliada a uma capacidade de aplicação destes conhecimentos científicos em sua área de atuação (conhecimento tácito) de forma a agregar valor econômico à organização e valor social ao indivíduo.

Neste sentido, as competências (conhecimento explícito e conhecimento tácito) do profissional de Sistemas de Informação podem ser agrupadas em Competências Tecnológicas e de Gestão, e Competências Humanas.

Competências Tecnológicas e de Gestão

  • Compreender a dinâmica empresarial decorrente de mercados mais exigentes e conscientes de seus direitos e das novas necessidades sociais, ambientais e econômicas;

  • Participar do desenvolvimento e implantação de novos modelos de competitividade e produtividade nas organizações;

  • diagnosticar e mapear, com base científica, problemas e pontos de melhoria nas organizações, propondo alternativas de soluções baseadas em sistemas de informações;

  • Planejar e gerenciar os sistemas de forma a alinhá-los aos objetivos estratégicos de negócio das organizações;

  • Modelar, especificar, implementar, implantar e validar os sistemas de informações;

  • Auxiliar os profissionais das outras áreas a compreenderem a forma com queos s istemas de informação podem contribuir para as áreas de negócio;

  • Participar do acompanhamento e monitoramento da implementação da estratégia da organização, identificando as possíveis mudanças que podem surgir pela evolução da tecnologia.


Competências Humanas

  • Expressar idéias de forma clara, empregando técnicas de comunicação apropriadas para cada situação;

  • Participar e conduzir processos de negociação para o alcance de objetivos;

  • Participar e criar grupos com intuito de alcançar objetivos;

  • Ter uma visão contextualizada da área de Sistemas de Informação em termos políticos, sociais e econômicos;

  • Identificar oportunidades de negócio e criar e gerenciar empreendimentos para a concretização dessas oportunidades;

  • Atuar social e profissionalmente de forma ética.


Mercado de Trabalho

Com o panorama atual, em que temos uma sociedade baseada no uso da informação e do conhecimento, o uso de recursos virtuais e tecnológicos é abundante, portanto, é natural que todos os setores da economia procurem automatizar seus processos tornando-os mais eficientes, proporcionando maiores ganhos e diferenciais competitivos.

Assim, é natural que todos os setores da economia necessitem e demandem sistemas computacionais, sejam bancos, lojas, hospitais, indústrias, empresas de telecomunicações, entre outros. E essa demanda gera uma forte demanda por profissionais de Sistemas de Informação em praticamente todos os segmentos do mercado.

Além disso, surgem continuamente novas empresas e produtos associados à informática. E, para cada novo dispositivo/software, surge uma nova demanda por profissionais qualificados. E esta forte demanda aumentou a carência de profissionais da área de Computação e Sistemas no país. Algumas estimativas apontam um déficit mundial de cerca de 300 mil profissionais, sendo 50 mil só no Brasil.

Atualmente, no Brasil temos mais vagas de emprego para trabalhar na área de Computação e Informática, que profissionais aptos disponíveis para ocuparem estas vagas. Ou seja, existem muitas oportunidades nesta área, sendo que também é uma das áreas com a melhor média salarial do país.


Projeto Pedagógico

Missão e Visão do Curso

Sistemas de Informação objetiva ser um excelente curso da área de tecnologia da informação, contribuindo com a comunidade em seu crescimento cultural, econômico, social e tecnológico, através da informática.

Tem como visão conseguir uma adaptabilidade político-pedagógica, visando o acompanhamento da evolução do processo de desenvolvimento regional, contribuindo não somente com o suporte tecnológico, mas também com a promoção de uma cultura voltada às inovações.

Sua missão é viabilizar acesso ao mercado de trabalho na área de tecnologias da informação, superando as expectativas dos clientes e do mercado, estimulando o empreendedorismo em informática e formando profissionais aptos a desenvolverem-se em meio aos avanços tecnológicos.

Planejamento e Filosofia Curricular

No bacharelado em Sistemas de Informação, pela própria natureza interdisciplinar do curso, o estudante deve construir conhecimentos e competências/habilidades nas áreas de Informática e Administração e em outras áreas complementares. No entanto, o foco central de formação, que se institui nas inter-relações dessas áreas, é o desenvolvimento de Sistemas de Informação e sua integração no contexto das organizações.

Esse foco deve voltar-se à organização curricular, tendo presente o desenvolvimento de uma formação técnica e humanística, geral e especializada.

Adequação da Concepção Curricular à Fundamentação Teórico-metodológica do Curso

Formação em Computação: a área de formação em computação deve primar por conhecimentos abrangentes, porém não em profundidade, na área teórica da computação e da matemática, esta última tendo em vista a necessidade de formação lógica. Contudo, deve ter aprofundamento em engenharia de software, redes de computadores, banco de dados, sistemas operacionais e outros aspectos relacionados a tecnologias, visando o uso adequado e eficiente de tecnologias na solução dos problemas do domínio da aplicação contextualizados nas organizações.

Formação em Sistemas de Informação: a área de formação em Sistemas de Informação deve abordar sólidos conhecimentos em teoria geral de sistemas, fundamentos de sistemas de informação, modelagem de sistemas organizacionais, gerenciamento de projetos, aspectos de segurança e auditoria de sistemas, assim como gestão e planejamento de sistemas de informação, sendo esta área um elo que interliga a área da computação com a de administração.

Formação em Administração/Organizacional: esta área deve contemplar uma visão abrangente de teorias da administração, podendo ser também adequada uma visão abrangente nas áreas de administração, contabilidade e economia, mas principalmente, na área de organizações, dar ênfase aos aspectos relacionados à aplicação de sistemas de informação e seus impactos organizacionais, do ponto de vista dos níveis decisórios (estratégico, tático e operacional) e funcionais (áreas de produção, marketing, finanças, recursos humanos, organização e métodos, etc.). Outra importante ênfase está relacionada ao estímulo e capacitação para o empreendedorismo na área de tecnologia.

Formação Complementar: o profissional de Sistemas de Informação estará envolvido em equipes de trabalho nas quais o relacionamento interpessoal, a capacidade de comunicação, de análise crítica, de interpretação, entre outros aspectos, permeiam a qualidade do trabalho. Portanto, além da formação técnica, é imprescindível que o estudante desenvolva competências/habilidades de comunicação, relacionamento, organização do trabalho em grupos e de compreensão adequada ao contexto social, na perspectiva de uma atuação pessoal e profissional eficaz e, ao mesmo tempo, construtiva, justa, ética e responsável.

Aspectos Inovadores entre o Ensino, Pesquisa e Extensão

Considerando que o funcionamento do curso é noturno, e que grande parte dos alunos trabalha durante o dia, estes não têm tempo suficiente para dedicar-se a atividades de pesquisa e extensão.

Assim, além de simplesmente desenvolver conhecimentos e habilidades em sala de aula, faz-se importante ao egresso do curso garantir a possibilidade de experiência profissional, assim como incentivar a vivência científica. Ambas situações citadas estão previstas neste projeto pedagógico.


Atividades Acadêmicas


A experiência profissional é garantida diretamente na forma de uma disciplina específica chamada de Estágio Supervisionado em Sistemas de Informação. Nela, o aluno deve cumprir carga horária em uma empresa, realizando atividades relacionadas ao perfil do egresso do curso. Além disso, a experiência profissional também é promovida através de disciplinas como Desenvolvimento de Sistemas de Informação.
A vivência científica é incentivada indiretamente durante toda a vida do acadêmico, e diretamente através da disciplina de Atividades Complementares. Esta disciplina ocorre durante todo o curso, apesar dela estar inserida na Matriz Curricular no último semestre do curso. Neste último semestre, o aluno matricula-se nela e tem que comprovar a participação de atividades de extensão e pesquisa diretamente relacionadas à área de Sistemas de Informação. São atividades consideradas desde feiras e eventos comerciais, até congressos e atividades científicas, sendo que as científicas têm peso superior na avaliação da disciplina.

Em relação à pesquisa, a Universidade oferece bolsas de iniciação científica de 20h para que alunos atuem diretamente com pesquisa, juntamente com professores orientadores

Os acadêmicos também são incentivados a participar de diversas atividades de extensão, entre estas os projetos sociais voltados para a Inclusão Digital.

Visando proporcionar a participação destes alunos em atividades diretamente relacionadas à pesquisa científica, o curso mantém grupos voluntários de pesquisa que, diferentes das pesquisas convencionais que envolvem um ou dois professores e de um a quatro alunos, são compostos por diversos alunos pesquisando sobre temas abrangentes. Nestes grupos não é exigido dos alunos a dedicação de 20h, e sim cada aluno especifica, na sua entrada no grupo, os horários de sua participação e as atividades que irá desenvolver.





Compare este curso com outros semelhantes
Ver mais