Enfermagem

FITS - Faculdade Integrada Tiradentes
Em Maceio

Preço a consultar
Ou prefere ligar para o centro agora?
55) (... Ver mais

Informação importante

  • Graduação
  • Maceio
  • Duração:
    4 Anos
Descrição

Propiciar ao profissional Bacharel em Enfermagem uma formação generalista humana, crítica e reflexiva com base em referenciais técnico científicos, sócio-políticos e culturais, com competência e habilidade para intervir, decidir sobre os problemas/situações de saúde e interagir com compromisso profissional no âmbito da pesquisa, pautado no rigor científico, intelectual e ético,.
Dirigido a: O Projeto Pedagógico do curso de Enfermagem propõe a formação de competências e habilidades que vão subsidiar as ações assistenciais, através das práticas investigativas, educativas, gerenciais e de iniciação científica com a elaboração do Trabalho de Conclusão do Curso.

Informação importante
Instalações

Instalações e datas

Início Localização
Consultar
Maceio
Av. Comendador Gustavo Paiva, 5017 B., 57038-000, Alagoas, Brasil
Ver mapa

Programa

Objetivos


Gerais

Propiciar ao profissional Bacharel em Enfermagem uma formação generalista humana, crítica e reflexiva com base em referenciais técnico científicos, sócio-políticos e culturais, com competência e habilidade para intervir, decidir sobre os problemas/situações de saúde e interagir com compromisso profissional no âmbito da pesquisa, pautado no rigor científico, intelectual e ético, considerando ainda o senso de responsabilidade social, o compromisso com a cidadania e a promoção da saúde integral dos indivíduos, famílias.

Específicos

- Construir um ambiente que promova a formação de profissionais de enfermagem comprometidos com o cuidado humanizado e solução de problemas de saúde, reconhecendo sua importância no contexto das políticas sociais, identificando os perfis epidemiológicos das populações e atuando nos programas de assistência integral à saúde da mulher, da criança, do adolescente, do adulto e do idoso;

- Instrumentalizar o discente para organizar, coordenar e participar de equipes multiprofissionais no âmbito de sua formação, gerenciando e executando ações que visem o bem-estar da comunidade com base no compromisso, responsabilidade e empatia tanto no campo dos recursos físicos e materiais como de informações;

- Levar o aluno a refletir e evoluir sua criticidade consolidando o pensamento científico no campo da enfermagem, estabelecendo relações com a ciência, tecnologia e sociedade no âmbito da contemporaneidade;

- Contribuir para a formação de profissionais que possam compor estruturas consultivas e deliberativas do sistema de saúde podendo assessorar órgãos, empresas e instituições privadas ligadas a projetos de saúde;

- Formar promotores de saúde que considerem a importância do autocuidado, buscando seu bem-estar como enfermeiro e cidadão para que possam contribuir na redução dos estressores associados a pratica profissional da enfermagem.




Perfil Profissiográfico

O egresso do Curso de Graduação em Enfermagem da Faculdade Integrada Tiradentes - FITs terá formação generalista, humanista, crítica e reflexiva. Profissional qualificado para o exercício de Enfermagem, com base no rigor científico e intelectual e pautado em princípios éticos. Capaz de conhecer e intervir sobre os problemas/situações de saúde-doença mais prevalentes no perfil epidemiológico nacional, com ênfase na sua região de atuação, identificando as dimensões bio-psico-sociais dos seus determinantes. Capacitado a atuar, com senso de responsabilidade social e compromisso com a cidadania, como promotor da saúde integral do ser humano.

O curso busca uma formação centrada no desenvolvimento integral do aluno como cidadão, objetivando a adequação dos conteúdos programáticos visando alcançar o perfil de homem-profissional-cidadão comprometido profissionalmente com participação na construção de um padrão de assistência de qualidade desejável à população, capaz de intervir no processo de saúde-doença, garantindo a integralidade da assistência quer individual ou coletiva nos diferentes níveis de atenção.

Com a formação profissional o enfermeiro obtém a participação como membro atuante da equipe de enfermagem e de saúde, desempenhando ações na equipe multidisciplinar e interdisciplinar, promovendo medidas assistenciais, educativas e gerenciais de acordo com as necessidades adequadas ao ser humano sob a sua responsabilidade. O enfermeiro posiciona-se responsavelmente pela assistência de enfermagem enquanto coordenação técnica, administrativa e científica da equipe de enfermagem, atuam na prestação da assistência de enfermagem, quer planejando, desempenhando ou avaliando as atividades de rotina ou de alta complexidade que exigem o trabalho direto como profissional enfermeiro, como preconiza a Lei do Exercício Profissional da Enfermagem.

Desta forma caracteriza-se os traços de perfil do aluno para obter a capacidade de coordenação das atividades próprias de sua formação profissional e desenvolver a habilidade para o cuidar das pessoas com necessidades humanas básicas comprometidas, valorizando o relacionamento humano e investindo cada vez mais na qualidade de vida da população.

O Projeto Pedagógico do curso de Enfermagem propõe a formação de competências e habilidades que vão subsidiar as ações assistenciais, através das práticas investigativas, educativas, gerenciais e de iniciação científica com a elaboração do Trabalho de Conclusão do Curso.

As Competências Gerais e Habilidades Terminais estão centradas na:

- Atenção à Saúde: os profissionais de saúde, dentro de seu âmbito profissional, devem estar aptos a desenvolver ações de prevenção, promoção, proteção e reabilitação da saúde, tanto em nível individual quanto coletivo. Cada profissional deve assegurar que sua prática seja realizada de forma integrada e contínua com as demais instâncias do sistema de saúde, sendo capaz de pensar criticamente, de analisar os problemas da sociedade e de procurar soluções para os mesmos. Os profissionais devem realizar seus serviços dentro dos mais altos padrões de qualidade e dos princípios da ética/bioética, tendo em conta que a responsabilidade da atenção à saúde não se encerra com o ato técnico, mas sim, com a resolução do problema de saúde, tanto em nível individual como coletivo;

- Tomada de Decisões: o trabalho dos profissionais de saúde deve estar fundamentado na capacidade de tomar decisões visando o uso apropriado, eficácia e custo-efetividade, da força de trabalho, de medicamentos, de equipamentos, de procedimentos e de práticas. Para este fim, os mesmos devem possuir competências e habilidades para avaliar, sistematizar e decidir as condutas mais adequadas, baseadas em evidências científicas;

- Comunicação: os profissionais de saúde devem ser acessíveis e devem manter a confidencialidade das informações a eles confiadas, na interação com outros profissionais de saúde e o público em geral. A comunicação envolve comunicação verbal, não-verbal e habilidades de escrita e leitura; o domínio de, pelo menos, uma língua estrangeira e de tecnologias de comunicação e informação;

- Liderança: no trabalho em equipe multiprofissional, os profissionais de saúde deverão estar aptos a assumir posições de liderança, sempre tendo em vista o bem estar da comunidade. A liderança envolve compromisso, responsabilidade, empatia, habilidade para tomada de decisões, comunicação e gerenciamento de forma efetiva e eficaz;

- Administração e Gerenciamento: os profissionais devem estar aptos a tomar iniciativa, fazer o gerenciamento e administração tanto da força de trabalho, dos recursos físicos e materiais e de informação, da mesma forma que devem estar aptos a ser empreendedores, gestores, empregadores ou lideranças na equipe de saúde;

- Educação Permanente: os profissionais devem ser capazes de aprender continuamente, tanto na sua formação, quanto na sua prática. Desta forma, os profissionais de saúde devem aprender a aprender e ter responsabilidade e compromisso com a sua educação e o treinamento/estágios das futuras gerações de profissionais, proporcionando condições para que haja beneficio mútuo entre os futuros profissionais e os profissionais dos serviços, inclusive, estimulando e desenvolvendo a mobilidade acadêmico/profissional, a formação e a cooperação através de redes nacionais e internacionais.

Competências e Habilidades Específicas:

O Enfermeiro deve possuir, também, competências técnico-científicas, ético-políticas, sócio-educativas contextualizadas que permitam:

- atuar profissionalmente, compreendendo a natureza humana em suas dimensões, em suas expressões e fases evolutivas;

- incorporar a ciência/arte do cuidar como instrumento de interpretação profissional;

- estabelecer novas relações com o contexto social, reconhecendo a estrutura e as formas de organização social, suas transformações e expressões;

- desenvolver formação técnico-científica que confira qualidade ao exercício profissional;

- compreender a política de saúde no contexto das políticas sociais, reconhecendo os perfis epidemiológicos das populações;

- reconhecer a saúde como direito e condições dignas de vida e atuar de forma a garantir a integralidade da assistência, entendida como conjunto articulado e contínuo das ações e serviços preventivos e curativos, individuais e coletivos, exigidos para cada caso em todos os níveis de complexidade do sistema;

- atuar nos programas de assistência integral à saúde da criança, do adolescente, da mulher, do adulto e do idoso;

- ser capaz de diagnosticar e solucionar problemas de saúde, de comunicar-se, de tomar decisões, de intervir no processo de trabalho, de trabalhar em equipe e de enfrentar situações em constante mudança;

- reconhecer as relações de trabalho e sua influência na saúde;

- atuar como sujeito no processo de formação de recursos humanos;

- responder às especificidades regionais de saúde através de intervenções planejadas estrategicamente, em níveis de promoção, prevenção e reabilitação à saúde, dando atenção integral à saúde dos indivíduos, das famílias e das comunidades;

- considerar a relação custo-benifício nas decisões dos procedimentos na saúde;

- reconhecer-se como coordenador do trabalho da equipe de enfermagem;

- assumir o compromisso ético, humanístico e social com o trabalho multiprofissional em saúde.

- promover estilos de vida saudáveis, conciliando as necessidades tanto dos seus clientes/pacientes quanto às de sua comunidade, atuando como agente de transformação social;

- usar adequadamente novas tecnologias, tanto de informação e comunicação, quanto de ponta para o cuidar de enfermagem;

- atuar nos diferentes cenários da prática profissional, considerando os pressupostos dos modelos clínico e epidemiológico;

- identificar as necessidades individuais e coletivas de saúde da população, seus condicionantes e determinantes;

- intervir no processo de saúde-doença, responsabilizando-se pela qualidade da assistência/cuidado de enfermagem em seus diferentes níveis de atenção à saúde, com ações de promoção, prevenção, proteção e reabilitação à saúde, na perspectiva da integralidade da assistência;

- coordenar o processo de cuidar em enfermagem considerando contextos e demandas de saúde;

- prestar cuidados de enfermagem compatíveis com as diferentes necessidades apresentadas pelo indivíduo, pela família e pelos diferentes grupos da comunidade;

- compatibilizar as características profissionais dos agentes da equipe de enfermagem às diferentes demandas dos usuários;

- integrar as ações de enfermagem às ações multiprofissionais;

- gerenciar o processo de trabalho em enfermagem com princípios de Ética e de Bioética, com resolubilidade tanto em nível individual como coletivo em todos os âmbitos de atuação profissional;

- planejar, implementar e participar dos programas de formação e qualificação contínua dos trabalhadores de enfermagem e de saúde;

- planejar e implementar programas de educação e promoção à saúde, considerando a especificidade dos diferentes grupos sociais e dos distintos processos de vida, saúde, trabalho e adoecimento;

- desenvolver, participar e aplicar pesquisas e/ou outras formas de produção de conhecimento que objetivem a qualificação da prática profissional;

- respeitar os princípios éticos, legais e humanísticos da profissão;

- interferir na dinâmica de trabalho institucional, reconhecendo-se como agente desse processo;

- utilizar os instrumentos que garantam a qualidade do cuidado de enfermagem e da assistência à saúde;

- participar da composição das estruturas consultivas e deliberativas do sistema de saúde;

- assessorar órgãos, empresas e instituições em projetos de saúde;

- cuidar da própria saúde física e mental e buscar seu bem-estar como cidadão e como enfermeiro;

- reconhecer o papel social do enfermeiro para atuar em atividades de política e planejamento em saúde.

A formação do Enfermeiro deve atender as necessidades sociais da saúde, com ênfase no Sistema Único de Saúde (SUS), e assegurar a integralidade da atenção e a qualidade e humanização do atendimento.

O curso enfatiza o reconhecimento da importância do papel do Enfermeiro diante do contexto sócio-político-cultural do país como agente de mudança para o estabelecimento das ações de enfermagem dentro do processo de assistência à saúde concernente às políticas de saúde que visam à adequação da formação qualitativa e quantitativa de recursos humanos.

O aluno é preparado para ter a capacidade de atuar com compromisso profissional assegurando ao indivíduo sob sua responsabilidade o cuidado visando à promoção, proteção, manutenção e recuperação da saúde.

Assim o PPC de Enfermagem busca uma formação centrada no desenvolvimento integral do aluno como cidadão, através da adequação dos conteúdos programáticos, a fim de formar o perfil do enfermeiro comprometido profissionalmente com participação na construção de um padrão de assistência de qualidade desejável à população, capaz de intervir no processo de saúde-doença, garantindo a integralidade da assistência quer individual ou coletiva nos diferentes níveis de atenção.



Campo de Atuação

O Curso de Enfermagem confere ao aluno o título de Bacharel em Enfermagem, forma o enfermeiro generalista com capacidade para desenvolver ações assistenciais, educativas, gerenciais e de investigação científica em saúde e em enfermagem, com conhecimento geral e específico.

Com base nos princípios científicos que envolvem a atenção à saúde do ser humano, nos diversos níveis de complexidade, partindo da compreensão das ciências humanas, sociais e biológicas, assegurando conhecimento, desenvolvimento e desempenho da assistência de enfermagem, que incluem obrigatoriamente os conteúdos teóricos em sala de aula e ou práticos em laboratórios, ou ainda sob a forma de ensino clínico e de estágios supervisionados certificando a responsabilidade técnica do enfermeiro.

Tem como objetivo formar profissionais de enfermagem com capacidade de reflexão crítica pertinente ao seu papel profissional com competência baseada em princípios técnico-científicos e éticos na manutenção e na recuperação da saúde, promovendo a melhoria da qualidade de vida da população frente à realidade brasileira.

O enfermeiro atende a demanda das necessidades de saúde da população em nível de prevenção, promoção, proteção e reabilitação da saúde, realizando sua prática integrada as instâncias do Sistema de Saúde.

As funções do enfermeiro se desenvolvem em:

  • Instituições hospitalares gerais e especializadas, desenvolvendo a assistência curativa, assegurando a prevenção das complicações e seqüelas, bem com a recuperação do indivíduo em sua integralidade.

  • Serviços de Saúde Pública, Unidades Básicas de Saúde na assistência, planejamento, execução, avaliação e gerenciamento dos serviços.

  • Nos ambulatórios das Secretarias de Saúde do Estado e do Município e da rede particular, favorecendo a continuidade dos tratamentos.

  • Nas instituições de ensino de Enfermagem, compreendendo a rede oficial de ensino de fundamental e médio, formando auxiliares e técnicos de enfermagem e de nível superior, participando da formação educacional do enfermeiro, assegurando o processo de formação de recursos humanos nas diversas categorias da equipe de enfermagem.

  • Em centro de convivências e creches, favorecendo a manutenção da saúde da criança, adolescente e famílias.

  • Instituições asilares na atenção à saúde do idoso.

  • Empresas em geral, assegurando a saúde do trabalhador.

  • Organizações não governamentais, desenvolvendo o trabalho de enfermagem na assistência individual e coletivo das populações.

  • Serviços de atendimento domiciliar, home care, garantindo a atenção à saúde do individuo e família.

  • Clínicas de enfermagem, como profissional autônomo, em atividades assistenciais, consultoria, assessoria e auditoria, terapias alternativas.

  • Pesquisa científica de enfermagem: elaboração, acompanhamento e realização de projetos, que vão direcionar a qualidade da prática profissional e da qualidade de vida da população.


Informações Complementares


Titulação
Bacharel em Enfermagem
Duração do curso
4 anos
Turno
Matutino-Vespertino e Vespertino-Noturno
Número de vagas:
100 (50 por turno)