FCRS - Faculdade Católica Rainha do Sertão

      Engenharia de Produção

      FCRS - Faculdade Católica Rainha do Sertão
      Em Combate

      Preço para verificar

      Informação importante

      Tipologia Graduação
      Local Combate
      Duração 5 Anos
      • Graduação
      • Combate
      • Duração:
        5 Anos
      Descrição

      As perspectivas são boas para o engenheiro de produção. Em muitos casos, empresas como Nestlé, IBM, Oracle e Scania vão até as faculdades em busca de alunos que estão concluindo o curso. Cerca de 70% das contratações são feitas por bancos, administradoras de cartão de crédito e empresas multinacionais. As 30% restantes partem de indústrias.
      Dirigido a: É o ramo da engenharia que gerencia os recursos humanos, financeiros e materiais para aumentar a produtividade de uma empresa. O engenheiro de produção é peça fundamental em indústrias e empresas de quase todos os setores. Ele une conhecimentos de administração, economia e engenharia para racionalizar o trabalho, aperfeiçoar técnicas de produção e ordenar as atividades financeiras, logísticas e comerciais de uma organização. Define a melhor forma de integrar mão de obra, equipamentos e matéria.

      Instalações (1)
      Instalações e datas
      Início Localização
      Consultar
      Combate
      Rua Basílio Pinto S/N - Combate, 63900-000, Ceará, Brasil
      Ver mapa
      Início Consultar
      Localização
      Combate
      Rua Basílio Pinto S/N - Combate, 63900-000, Ceará, Brasil
      Ver mapa

      Perguntas & Respostas

      Levante suas perguntas e outros usuários poderão responder-te

      Programa

      É o ramo da engenharia que gerencia os recursos humanos, financeiros e materiais para aumentar a produtividade de uma empresa. O engenheiro de produção é peça fundamental em indústrias e empresas de quase todos os setores. Ele une conhecimentos de administração, economia e engenharia para racionalizar o trabalho, aperfeiçoar técnicas de produção e ordenar as atividades financeiras, logísticas e comerciais de uma organização. Define a melhor forma de integrar mão de obra, equipamentos e matéria prima a fim de avançar na qualidade e aumentara produtividade. Por atuar como elo entre o setor técnico e o administrativo, seu campo de trabalho ultrapassa os limites da indústria. O especialista em economia empresarial, por exemplo, costuma ser contratado por bancos para montar carteiras de investimentos. Esse profissional é requisitado, também, por empresas prestadoras de serviços para gerenciar a seleção de pessoal, definir funções e planejar escalas de trabalho.

      O mercado de trabalho
      As perspectivas são boas para o engenheiro de produção. Em muitos casos, empresas como Nestlé, IBM, Oracle e Scania vão até as faculdades em busca de alunos que estão concluindo o curso. Cerca de 70% das contratações são feitas por bancos, administradoras de cartão de crédito e empresas multinacionais. As 30% restantes partem de indústrias. No primeiro caso, o engenheiro de produção atua na gestão de carteiras e análise de investimentos de clientes bancários. No segundo, trabalha com logística, coordenação de produção e sistemas produtivos. Engenheiros com uma formação sólida também têm boas chances de seguir carreira no exterior. Outros dois ramos em evidência são o mercado acionário e o de transporte, com destaque para as concessionárias que administram rodovias. A maioria das vagas concentra-se no Sudeste, mais precisamente em São Paulo e no Sul. No Nordeste, o destaque é o pólo têxtil do Ceará.

      O curso
      No começo, o curso enfoca as disciplinas básicas de engenharia, com bastante cálculo, como matemática, física, química e informática. Depois entram as matérias específicas de produção, como gestão de investimentos, organização do trabalho e economia e estratégia de empresas. Nos últimos anos acrescentam-se as de sociais aplicadas, como administração e economia, e, na etapa final, o aluno começa o estudo específico da habilitação escolhida. Para se diplomar é preciso fazer estágio e apresentar uma monografia. Várias escolas oferecem o curso voltado para alguma habilitação específica, como mecânica ou civil.

      Duração média: cinco anos.

      Outros nomes: Eng. (eng. da prod. agroind.); Eng. Em Processos de Prod.

      O que você pode fazer
      Economia empresarial Gerenciar a vida financeira de uma empresa, definir a aplicação de recursos, lidar com custos, prazos, juros e previsão de vendas. Engenharia do trabalho Administrar a mão-de-obra, para a produção de bens ou a prestação de serviços. Avaliar custos, prazos e instalações para possibilitar a execução do trabalho. Desenvolvimento organizacional Analisar e definir a estrutura da empresa, de acordo com o mercado. Planejamento e controle Implantar e administrar processos de produção, da seleção de matérias-primas à saída do produto. Estabelecer padrões de qualidade e fiscalizar seu cumprimento. Gerenciar operações logísticas, como armazenagem e distribuição.

      Compare para escolher melhor:
      Ver mais