ULBRA Universidade Luterana do Brasil

      Automação Industrial

      ULBRA Universidade Luterana do Brasil
      Em Canoas

      Preço para verificar
      Ou prefere ligar para o centro agora?
      (55) ... Ver mais

      Informação importante

      Tipologia Tecnólogo
      Local Canoas
      Duração 3 Anos
      • Tecnólogo
      • Canoas
      • Duração:
        3 Anos
      Descrição

      Tecnólogo em Automação Industrial .
      Dirigido a: O curso deve garantir aos alunos egressos a aquisição de competências profissionais que os tornem aptos para a inserção em setores profissionais nos quais haja utilização de tecnologias em Automação Industrial, visando principalmente à formação de profissionais qualificados a operar, instalar, manter e administrar as diversas áreas automatizadas na indústria.

      Instalações (1)
      Instalações e datas
      Início Localização
      Consultar
      Canoas
      V. Farroupilha, Nº 8001 · Bairro São José, 92425-900, Rio Grande do Sul, Brasil
      Ver mapa
      Início Consultar
      Localização
      Canoas
      V. Farroupilha, Nº 8001 · Bairro São José, 92425-900, Rio Grande do Sul, Brasil
      Ver mapa

      Perguntas & Respostas

      Levante suas perguntas e outros usuários poderão responder-te

      Programa

      Modalidade:

      Curso Superior de Tecnologia

      Forma profissional capaz de gerenciar as áreas automatizadas na indústria, a projetar sistemas automatizados eficientes, a integrar tecnologias, a desenvolver projetos utilizando recursos de computação gráfica, a utilizar microcontroladores voltados para a automação industrial, a controlar o funcionamento de equipamentos e de instalações industriais, a programar, instalar, operar e dar manutenção em equipamentos com comando numérico computadorizado e controladores lógicos programáveis, a aplicar técnicas de gerenciamento da qualidade e a coordenar as atividades de sua equipe de trabalho nas diferentes fases de execução das tarefas· Concomitantemente, prepara o profissional para a vivência social e a inserção no mercado de trabalho, desenvolvendo e estimulando o ser criativo, crítico, participativo e inserido no contexto sociopolítico e cultural·



      Profissão: Tecnólogo em Automação Industrial

      O Tecnólogo em Automação Industrial é um profissional a serviço da modernização das técnicas de produção utilizadas no setor industrial, atuando na execução de projetos, instalação e supervisão de sistemas de integração e automação. Esse profissional caracteriza-se pela atuação na automatização dos chamados "processos contínuos" que envolvem a transformação ininterrupta de materiais, por meio de operações biofísicoquímicas.
      Na sua atividade de execução de projetos, instalação e supervisão de sistemas de automação, são bastante empregadas, por este profissional, tecnologias como CLP, sensores, transdutores, SDCD, redes industriais, controles de temperatura, pressão, vazão, atuadores eletropneumáticos, sistemas supervisores, entre outras.
      A carga horária do curso é de 2516 horas, correspondendo a 148 créditos, que podem ser integralizados em seis semestres. As disciplinas são ministradas no turno da noite, de segunda à sexta-feira, das 19h10min às 22h30min. Algumas disciplinas especiais poderão ser ofertadas aos sábados.


      Diferenciais

      · Curso noturno, permitindo o trabalho ou estágios durante o período diurno.
      · Curso generalista enfocando as grandes áreas da automação industrial: eletroeletrônica, automação, instrumentação, controle, informática e produção industrial. Há uma leve tendência a enfatizar aplicações de instrumentação e informática industrial durante o curso em função das necessidades atuais do mercado.
      · Equilíbrio entre disciplinas de ciências básicas e profissionais desde o primeiro semestre do curso, enfocando as grandes áreas da Automação Industrial.
      · Inserção do aluno nos campos de atuação da Automação Industrial desde o 1º semestre, propiciando a interação entre teoria e prática, valorizando a integração interdisciplinar e oportunizando a realização de estágio já no primeiro ano do curso.
      · Corpo docente formado por engenheiros-professores com larga experiência profissional, qualificação acadêmica e excelente relacionamento professor-aluno.
      · O curso conta com um dos maiores laboratórios de Manufatura Integrada por Computador do Brasil (CIM).
      · Convênios assinados com as maiores empresas do setor produtivo do Rio Grande do Sul.
      · Sete laboratórios específicos à disposição dos alunos:
      · Laboratório de Automação e Controle;
      · Laboratório de Eletrônica e Telecomunicações;
      · Laboratório de Máquinas Elétricas;
      · Laboratório de Eletrônica Digital e Microprocessadores;
      · Laboratório de Eletrotécnica e;
      · Laboratório de Projetos Eletroeletrônicos.
      · Bolsas: PROUNI, Monitorias, e outras.
      · Financiamento de Estudos: FIES, APLUB e Bancos conveniados.
      · Pagamento de mensalidades através de cartão de crédito.
      · Visitas às obras, instalações, indústrias de manufatura, indústrias petroquímicas e organizações de engenharia, oportunizadas ao longo do curso, sempre acompanhadas por professores das respectivas disciplinas.
      · Cursos de nivelamento, sem ônus, nas áreas de matemática, português e informática.
      · Aconselhamento individual das matrículas semestrais pela Coordenação do Curso.


      Objetivos
      O curso tem por objetivo geral propiciar ao aluno uma formação profissional de Tecnólogo em Automação Industrial. O curso deve garantir aos alunos egressos a aquisição de competências profissionais que os tornem aptos para a inserção em setores profissionais nos quais haja utilização de tecnologias em Automação Industrial, visando principalmente à formação de profissionais qualificados a operar, instalar, manter e administrar as diversas áreas automatizadas na indústria.
      O curso objetiva também a capacitação dos alunos para propor intervenções nos processos de fabricação; para utilizar os conhecimentos, os recursos e as técnicas da área para a gestão de processos produtivos; para participar no desenvolvimento de produtos; para definir processos de fabricação e controle de máquinas e equipamentos; para receber, montar, testar e acompanhar a instalação de máquinas e equipamentos em geral, através do estudo das especificações técnicas, observação das normas técnicas e de segurança; para coordenar e assistir tecnicamente os profissionais que atuam na instalação, montagem, operação de máquinas e equipamentos em geral e ter condições de identificar nichos de mercado, utilizando seu espírito empreendedor e contribuindo para o desenvolvimento sustentável e a criação de novos postos de trabalho.
      O foco principal concentra-se na educação tecnológica para o mercado de trabalho industrial, incentivando o conhecimento e a aplicação das mais recentes tecnologias em sistemas geradores de movimentos, controle de movimentos mecanizados, informática industrial e instrumentação.
      O curso superior de tecnologia em Automação Industrial tem como objetivo formar profissionais capazes de gerenciar as áreas automatizadas na indústria; operar sistemas automatizados; integrar tecnologias; participar de projetos utilizando recursos de computação gráfica, programar sistemas microprocessados voltados para a automação industrial; controlar o funcionamento de equipamentos e de instalações industriais; programar, instalar, operar e dar manutenção em equipamentos com comando numérico computadorizado e controladores programáveis; para o desenvolvimento de atividades técnicas e administrativas, intervindo nos processos produtivos.
      Entre outras coisas, o curso promove para:
      · Despertar o espírito empreendedor nos alunos do curso.
      · Capacitar os alunos para montar e operar sistemas de alta complexidade tecnológica.
      · Proporcionar aos alunos condições para realizarem visitas técnicas a empresas onde existam processos automatizados.
      · Envolver os docentes e alunos em atividades de pesquisa e extensão nas áreas afins.
      · Habilitar os alunos para trabalhos em equipe e liderança de grupos.
      · Proporcionar aos alunos experimentações em laboratórios, participações em seminários, conferências, exposições etc.
      · Despertar os futuros profissionais sobre as necessidades de preservação, buscando novas formas de desenvolvimento sem a destruição da natureza.
      · Imbuir o aluno de uma forte postura ética.
      · Inculcar nos alunos a necessidade da educação continuada.



      Atividades de Pesquisa
      O Curso de Automação Industrial constituiu dois grupos de pesquisa registrados no CNPq:
      · Sistemas de Medição e Instrumentação
      · Energia e Tecnologias para o Desenvolvimento Sustentável

      Sistemas de Medição e Instrumentação
      O grupo caracteriza-se por apresentar trabalhos científicos, técnicos e de consultoria ligados à área de instrumentação eletroeletrônica, eletro-mecânica, aquisição e processamento de sinais e imagens aplicados às engenharias elétrica, mecânica e de materiais. Os assuntos de maior interesse do corpo de pesquisadores estão relacionados ao desenvolvimento de sistemas eletrônicos, eletromecânicos para controle e medição de grandezas físicas. Dentre as principais competências dos participantes do grupo pode-se destacar o desenvolvimento de: 1. Células de carga; 2. Condicionadores de sinais diversos; 3. Sistemas de aquisição e processamento de sinais diversos (biometria, telemetria, eletrônica médica, parâmetros relacionados a corrosão, entre outros); 4. Medição e caracterização de ruído e vibrações; 5. Sistemas microcontrolados (hardware e software) para aquisição, processamento e controle de processos (servomecanismos, atuação de sistemas, etc.).

      Energia e Tecnologias para o Desenvolvimento Sustentável

      O grupo atua de forma transdisciplinar desenvolvendo pesquisas e projetos nas seguintes áreas: eficiência energética; fontes renováveis de energia (solar direta, hidráulica, eólica e biomassa); sistemas de co-geração, com ênfase no aproveitamento do gás natural; e, em planejamento energético. Os trabalhos são desenvolvidos com recursos próprios da Universidade e através de convênios com prefeituras municipais, secretarias de estado, concessionárias de energia elétrica, com a PETROBRÁS e com empresas públicas e empresas privadas, envolvendo professores pesquisadores, alunos de pós-graduação, alunos de graduação e técnicos da instituição.




      Compare para escolher melhor:
      Ver mais