Psicologia

Centro Universitário São Camilo
Em Pompéia

Preço a consultar
Ou prefere ligar para o centro agora?
55 11... Ver mais

Informação importante

  • Graduação
  • Pompéia
  • Duração:
    10 Semestres
Descrição

É a profissão que atua no diagnóstico, prevenção e terapêutica dos fenômenos psicológicos junto ao indivíduo, famílias, organizações e comunidades.

Informação importante
Instalações

Instalações e datas

Início Localização
Consultar
Pompéia
Rua Raul Pompéia, 144 Pompéia - São Paulo - Sp, 05025-010, São Paulo, Brasil
Ver mapa

Programa

A profissão de psicólogo
É a profissão que atua no diagnóstico, prevenção e terapêutica dos fenômenos psicológicos junto ao indivíduo, famílias, organizações e comunidades.

Diferenciais do curso e de sua estrutura pedagógica
A Psicologia da São Camilo é um curso que conta com a tradição do grupo camiliano no ensino em Saúde e na prestação de serviços de qualidade nos seus hospitais, clínicas, creches e equipamentos sociais próprios.

Na autorização à abertura, o MEC avaliou que o curso de Psicologia merecia conceito máximo em todos os quesitos investigados.

Histórico do curso
O curso de Psicologia foi autorizado à abertura pela Portaria SESu/MEC nº 1.065 de 08/12/2006 - D.O.U. de 11/12/2006.

Como estabelecem as novas diretrizes curriculares dos cursos de Psicologia, é concedido o grau de Psicólogo e, em nosso curso, o aluno escolhe a ênfase de Psicologia Clínica na Saúde ou Psicologia Social Comunitária, com disciplinas e estágios específicos a partir do 3º. ano.
Mas a formação é generalista, pois existem estágios básicos em Clínica Escola própria, além da possibilidade de estágios optativos em outras áreas da Psicologia, como nas empresas ou escolas.

Trata-se de uma estrutura pedagógica e institucional que responde aos mais novos anseios da Psicologia brasileira, de constituição de um saber e de uma prática sintonizados com as complexas demandas de um país como o Brasil.

Vantagens de se estudar na São Camilo
· Liderança, tradição e valores bioéticos do grupo camiliano no ensino e gestão de serviços de Saúde.
· Projeto pedagógico atualizado e com clareza em suas ênfases de formação.
· Alto nível acadêmico e profissional do corpo docente.
· Excelência da infra-estrutura em laboratórios e recursos didáticos.
· Único a proporcionar dinâmicas grupais ao longo de todo o curso

Infra-estrutura
· Biotério e Laboratório de Neurociências e Psicologia Experimental.
· Laboratório de Avaliação Psicológica.
· Laboratório de Vivências Corporais e Expressivas.
· Laboratório de Anatomia.
· Laboratório de Biologia.
· Clínica-Escola própria (em implantação)
· Bibliotecas e Auditórios.
· Espaço de convivência e refeições.

Principais parcerias
Conforme o padrão estabelecido pelos cursos camilianos da área de Saúde, estão sendo encaminhados convênios com hospitais, clínicas, creches e equipamentos sociais próprios e da rede pública e privada.

Áreas de atuação
Psicologia Clínica: atua na avaliação, aconselhamento e psicoterapia individual junto a casais, famílias e grupos em consultórios, equipes multiprofissionais de clínicas e organizações públicas e privadas.

Psicologia Hospitalar:trata-se da clínica na Saúde e junto às organizações sociais que tratam das políticas de Saúde e compreensão terapêutica dos aspectos psicológicos inerentes ao adoecer e busca de condições de vida saudáveis. Trabalha-se no hospital geral e de especialidades, junto às pessoas com problemas gástricos, urológicos, ginecológicos, oncológicos, entre outros, incluindo a especialidade psiquiátrica.

Neuropsicologia: atua em interface com a neurologia e a psiquiatria, avaliando funções mentais superiores, como a inteligência, memória e atenção, visando a avaliação, desenvolvimento e reabilitação.

Psicologia Social: atua junto às organizações, movimentos e políticas sociais visando a cidadania plena dos grupos, instituições e comunidades.

Psicologia Jurídica:assessora as instituições jurídicas com os subsídios psicológicos envolvidos na compreensão e intervenção de situações relacionadas às práticas e políticas de segurança e justiça social.

Psicologia Escolar: intervenção e assessoria junto aos processos bio-psico-sociais implicados no desenvolvimento educacional, em atividades junto a alunos, familiares, professores e trabalhadores do sistema escolar.

Psicologia Organizacional: atua nas empresas e organizações de trabalho como um todo, nas questões que envolvem relacionamentos interpessoais das equipes e a carreira dos trabalhadores, em processos como seleção, treinamento, desenvolvimento profissional e programas de qualidade de vida no trabalho.

Histórico da profissão
Na cultura ocidental, a Psicologia inicialmente confundia-se com as indagações filosóficas sobre a mente e a alma humana, a psykhé, conforme atestam trabalhos como a Peri Psyches do filósofo Aristóteles, na antiguidade grega. Com a consolidação da ciência na idade moderna, as investigações sobre o psíquico tomaram a forma de pesquisas controladas sobre as sensações corporais, a percepção e a consciência dentro de disciplinas das faculdades de Medicina, como a Fisiologia.

O marco formal da estruturação da ciência psicológica é a montagem de um laboratório psicofisiológico em 1879, na Alemanha pelo médico e filósofo Wilhelm Wundt. Lá, se realizavam estudos sobre o paralelismo entre os processos mentais e fisiológicos. Em 1893 mais 24 destes laboratórios psicofisiológicos já tinham sido montados nas universidades norte-americanas, sinalizando o início da rápida expansão da Psicologia. Este crescimento continua até os dias de hoje, quando a Psicologia se tornou uma ciência e profissão de múltiplas faces e socialmente muita influente.

A Psicologia é a disciplina científica onde são abordadas as questões humanas que envolvem fenômenos como o comportamento aparente, as emoções, a percepção, a inteligência, o caráter e, de forma geral, a experiência do homem consigo mesmo e nos seus relacionamentos com as pessoas, nas organizações e como protagonista de processos sociais. Também os animais são pesquisados, pois a psicologia comparada que estuda modelos animais traz muitos esclarecimentos sobre o comportamento e os processos mentais humanos.

A diferença entre o conhecimento psicológico e o saber filosófico, religioso, artístico e do senso comum baseia-se nesta referência metodológica ao método científico, que impõe precisão nas perguntas a serem feitas sobre o homem, além do uso de estratégias como testes, observação sistemática, experiências, pensamento crítico e uma contínua revisão de suas idéias e conclusões.

Além disto, a Psicologia sempre diz respeito a uma ampla diversidade de práticas em diferentes contextos, como no consultório particular, escola, hospital, empresas e em outras organizações, além das ações cada vez mais importantes de promoção dos direitos humanos junto aos grupos socialmente vulneráveis.

A interface da Psicologia com as áreas biomédicas e humanas se reflete nas grades curriculares, pois o aluno estuda conteúdos de ambas as áreas. Por isto, são oferecidas disciplinas mais biológicas como Neurofisiologia e Psicopatologia e outras mais relacionadas às ciências humanas, como a Filosofia, Antropologia, Psicologia Social e Psicanálise. Em outras disciplinas, como Psicologia da Aprendizagem, do Desenvolvimento na infância, adolescência, vida adulta e envelhecimento ou Psicologia da Personalidade, o diálogo ciências biológicas e ciências humanas é ainda mais evidente.

No Brasil, a preocupação com os fenômenos psicológicos já acontecia nas teses e práticas de instituições educacionais e médicas desde o final do século XIX, ampliando-se às empresas na década de 20.

A profissão foi regulamentada pelo Congresso Nacional em 27.08.62, estabelecendo como função privativa do Psicólogo a utilização de métodos e técnicas psicológicas com os seguintes objetivos: diagnóstico psicológico; orientação e seleção profissional; orientação psicopedagógica; solução de problemas de ajustamento e a colaboração em assuntos psicológicos ligados a outras ciências.

O Conselho Federal e os Conselhos Regionais de Psicologia foi instituído pela Lei 5.766 de 20.12.71, sendo a autarquia de direito público que orienta, fiscaliza e disciplina a profissão de psicólogo, zelando pela observância dos princípios éticos, contribuindo para o desenvolvimento da Psicologia como ciência e profissão.

A regulamentação legal deu amparo à prática dos primeiros psicólogos brasileiros, que atuavam nas escolas, clínicas privadas e na área organizacional, inicialmente mais voltada às empresas, na seleção e treinamento de trabalhadores.

Hoje, estas áreas não constituem espaços tão distintos, mas sim enfoques em mútuo diálogo.
A fecundidade prática e conceitual da Psicologia é ilustrada pela extensão dos tipos de abordagem dos cursos de especializações cadastrados no Conselho Federal de Psicologia: Psicanálise, Psicodrama, Terapia Cognitivo-Comportamental, Grupoterapia, Terapia de Casal e Família, Gestalt-terapia, Análise Bioenergética, Psicologia Hospitalar, Neuropsicologia, Psicomotricidade, Psicossomática, Psicopedagogia, Psicoterapia na Abordagem Fenomenológico-existencial, Psicologia Jurídica e Psicologia do Esporte.


Onde ocorre o estágio?
Estágios obrigatórios: Clínica Escola, Hospitais ou Organizações Comunitárias. Estágios optativos: Escolas e Empresas, entre outros.

Quando ocorre o estágio?
A partir do 3º ano do curso

Onde atua o profissional?
Psicólogos Clínicos psicoterapeutas e Neuropsicologos, em consultórios, clínicas e instituições;

Psicólogos Hospitalares, em hospitais e outras organizações de Sáude;

Psicólogos Sociais, em projetos e movimentos sociais junto à comunidades, grupos e organizações.

Psicólogos Jurídicos, em assessorias, fóruns, presídios e outras organizações relacionadas à segurança e justiça social.

Psicólogos Organizacionais, em consultorias, empresas e organizações de trabalho.

Psicólogos Escolares, em consultórios, assessorias e organizações relacionadas ao ensino e aprendizagem.

Pesquisa acadêmica e docência.



Pode fazer pós-graduação?
Sim, tanto especialização (Lato Sensu e MBA), quanto Mestrado e Doutorado ( Stricto Sensu).

Em quê?
Psicanálise, Psicodrama, Recursos Humanos, Terapia Familiar, entre outras.