Pós-Graduação Lato-Sensu CEPCOP - Centro de Ensino, Pesquisa e Clínica em Psicanálise

Universidade Santa Úrsula
Em Botafogo

Preço a consultar
Compare este curso com outros semelhantes
Ver mais

Informação importante

  • Pós-Graduação
  • Botafogo
Descrição

Promover a integração entre a Graduação e a Pós- Graduação através do Curso de Especialização e de atividades complementares de Pesquisa e Extensão.Possibilitar a integração ensino/pesquisa/clínica através da produção docente e discente.

Informação importante
Instalações

Instalações e datas

Início Localização
Consultar
Botafogo
Rua Farani, 42 - Botafogo, 22231-020, Rio de Janeiro, Brasil
Ver mapa

Programa

Apresentação

O CENTRO DE ENSINO, PESQUISA E CLÍNICA EM PSICANÁLISE - CEPCOP congrega o Curso de Especialização em Psicanálise, o Curso de Especialização em Teoria Psicanalítica, o Curso de Atualização Teórico- clínica, os Cursos de Extensão e outras atividades complementares como os Mini-cursos, os Encontros de Controvérsias em Psicanálise, os Encontros de Pesquisa, os Encontros Clínicos e os Encontros de Formação Permanente. O CEPCOP conta ainda com um Serviço especializado de atendimento à comunidade, conjugado ao estágio supervisionado oferecido ao corpo discente. Um Projeto de Mestrado aguarda a oportunidade para sua implantação.

As atividades do CEPCOP são integradas e desenvolvidas em estreita articulação com a programação curricular da graduação e da pós- graduação de modo a possibilitar mais amplamente a discussão teórico-clínica em Psicanálise. Na concepção do Centro, a análise crítica das teorias e práticas psicanalíticas e áreas afins, bem como a reflexão acerca do trabalho prático realizado levam à produção de novos conhecimentos. Estes, por sua vez, implicam em transformação da prática, num processo contínuo de retroalimentação. Como nos ensina Freud, em Psicanálise tratamento e pesquisa coincidem.

CONCEPÇÃO DO CEPCOP

Princípios e Fundamentos

Visando o aprofundamento e sistematização do conhecimento em psicanálise, o CEPCOP foi criado em 1977. No Brasil, este foi o primeiro curso universitário de pós-graduação a oferecer uma especialização em psicanálise.

Ao longo desses 24 anos a trajetória do CEPCOP seguiu sempre uma direção principal - a psicanálise como marco de referência. Ao mesmo tempo, foi priorizando cada vez mais a relação clínica/pesquisa que caracteriza a psicanálise como um campo teórico-prático sempre em movimento.

A integração clínica/pesquisa, em sua articulação com o ensino, determinou uma ampliação da estrutura do CEPCOP com a montagem de um setor clínico para gerenciar um serviço de atendimento clínico à comunidade, conjugado ao estágio supervisionado oferecido ao corpo discente. Além disso, foi criado um setor de pesquisa, responsável pela estrutura e acompanhamento das atividades de pesquisa do CEPCOP. Este setor abrange: as orientações de monografias, nas quais os professores acompanham os projetos de pesquisa dos alunos de graduação e de pós - graduação e os grupos de pesquisa coordenados pelos professores. Tais grupos são constituídos em função de suas áreas de interesse para os quais são convidadas a participar as pessoas interessadas. Juntamente com o setor clínico e o de pesquisa, o CEPCOP manteve seu setor curricular que congrega a programação regular do curso. Em conjunto, esses setores têm promovido atividades complementares de Extensão ligadas à prática clínica, à reflexão sobre aspectos teóricos, ao desenvolvimento de pesquisa, através da realização de eventos onde toda a produção psicanalítica é discutida e avaliada.

O CEPCOP, já em sua trigésima sétima turma, desenvolveu ao longo deste tempo uma estrutura que excede o âmbito de um curso de especialização. Inicialmente tal estrutura foi criada para atender a alunos e ex-alunos que demandavam prosseguir sua formação em âmbito universitário pela possibilidade de um estudo sistemático e aberto ao desenvolvimento de pesquisas. Hoje, a estrutura do CEPCOP conta com outros dispositivos além dos cursos de especialização propriamente ditos. Esta ampliação permitiu o acompanhamento da grande demanda de reciclagem e formação permanente que existe na área de psicanálise . Oferecemos a alunos, ex-alunos e demais profissionais interessados, mini-cursos, cursos de extensão, Encontros de Formação Permanente, Projeto Controvérsias em Psicanálise, Encontros de Pesquisa e Encontros Clínicos, bem como o Curso de Atualização teórico-clínica e a possibilidade de participar dos grupos de pesquisa existentes no CEPCOP.

Até agora vimos, portanto, atendendo esta demanda de permanência maior na Universidade. Há por outro lado, muitos profissionais com renomada experiência em psicanálise e áreas afins, docentes e não docentes, que se interessam pela pesquisa em psicanálise realizada na universidade. Estes podem beneficiar-se com o convívio universitário e enriquecê-lo com suas contribuições e prestígio. Dispor de um lugar na universidade ao qual possam vincular seus projetos de pesquisa - individuais e integrados - possibilitaria a estes profissionais obter um importante forum de debates para sua produção e intercâmbio, como também, e através disso, buscar junto às diferentes agencias recursos financeiros que incentivem esta produção. A Universidade por outro lado, ao oferecer esta oportunidade a profissionais interessados em pesquisa poderia passar a contar, entre suas atividades, com a produção científica de doutores, recém- doutores, mestres, especialistas ou ainda psicanalistas de notório saber em suas áreas de atuação.

A fim de viabilizar uma vinculação desta produção de pesquisa em psicanálise com a Universidade Santa Úrsula, o CEPCOP formalizou seu funcionamento num âmbito mais amplo, instituindo o CEPCOP como Centro. A sigla CEPCOP foi mantida, passando desse modo a significar CENTRO DE ENSINO, PESQUISA E CLÍNICA EM PSICANÁLISE. Com esta ampliação, o CEPCOP pode acolher projetos de pesquisa não somente de nossos alunos e docentes, como vem sendo feito até agora, como também os projetos de pesquisa individuais ou integrados de outros profissionais interessados que submeterão seus projetos à apreciação do colegiado do CEPCOP- USU e a um conjunto de regras bem definidas.

De um Curso de Especialização lato-sensu, o CEPCOP tornou-se um CENTRO DE ENSINO PESQUISA E CLÍNICA EM PSICANÁLISE que congrega, além dos Cursos de Especialização e Atualização, atividades complementares de Extensão que incluem: Mini-cursos, Eventos de Formação Permanente, Encontros Clínicos e de Pesquisa, possibilitando maior circulação de idéias e uma troca fecunda intra e inter grupos. De acordo com a orientação da Universidade Santa Úrsula, a ampliação do âmbito do CEPCOP foi pautada na idéia de formação permanente.

O CEPCOP está inserido num enquadre institucional marcado pela prevalência da pesquisa transdisciplinar e plurivalente. A transformação do CEPCOP em CENTRO ampliou o alcance de seu funcionamento como espaço permanente de ensino, clínica e de pesquisa em psicanálise.

Com tal abrangência o CEPCOP estreitou os laços de trabalho com o curso de Graduação em Psicologia e encontra-se capaz de realizar uma série de intercâmbios e convênios com outras universidades no plano nacional e internacional (como a Universidade de Sorbonne, Paris VII e VIII) que já tem seus programas de pós-graduação em psicanálise estruturados desta forma e outras instituições não universitárias.


Objetivos do CEPCOP

Objetivos Gerais

Promover a integração entre a Graduação e a Pós- Graduação através do Curso de Especialização e de atividades complementares de Pesquisa e Extensão.
Possibilitar a integração ensino/pesquisa/clínica através da produção docente e discente.
Incentivar a articulação teoria e prática investigando os efeitos recíprocos de uma sobre a outra, tendo em vista que a Psicanálise, enquanto prática clínica e teórica, está inserida necessariamente no campo da pesquisa.
Contribuir através da perspectiva psicanalítica para a discussão da problemática social e contemporânea.
Objetivos Específicos

Contribuir para a capacitação e habilitação de profissionais para o exercício da prática clínica.
Proporcionar a formação de professores e pesquisadores na área de Psicanálise, possibilitando a produção e a crítica do conhecimento nesta área.
Desenvolver atividades na área de publicação e pesquisa, procurando reforçar uma tradição de investigação em Psicanálise e viabilizando a divulgação desta produção.
Promover a realização de monografias de graduação e pós- graduação a partir de projetos de pesquisa que tenham relevância, implicando em contribuição para a área, de acordo com as linhas de pesquisa do CEPCOP , em consonância com as linhas de pesquisa do IPP.
Promover a habilitação de profissionais através de cursos específicos tanto em nível de pós-graduação (Especialização), quanto de Extensão.
Incentivar discussões clínicas que considerem os laços sociais contemporâneos e seus efeitos subjetivos.
Perfil Profissional do Egresso

O egresso do CEPCOP apresenta consistente formação teórico-clínica em Psicanálise, aliada a sólidos princípios éticos e consciência crítica aguçada, no confronto produtivo com a diferença, frente aos desafios que a contemporaneidade apresenta.

O egresso do CEPCOP encontra-se capacitado a sustentar um laço de trabalho criativo, no exercício da liberdade e responsabilidade. O egresso do curso de Psicologia encontra no CEPCOP uma ampla gama de atividades de Extensão que além de aprofundar temas de seu interesse pode motivá-lo para o prosseguimento de seus estudos em nível de pós-graduação.

O aluno regular do Curso de Especialização em Psicanálise encontra-se - a partir da aquisição de subsídios teórico-práticos e da defesa de monografia de conclusão do Curso - habilitado a desenvolver sua atividade clínica e de Pesquisa em Psicanálise, em consonância com as diferentes demandas sociais, adequando-se à realidade do nosso tempo. Todavia o egresso tem perfeita noção de que o trabalho de capacitação não se esgota no curso, necessitando de reciclagem constante.

Nessa direção, a criação de um espaço de Formação Permanente foi se impondo cada vez mais e muitos egressos do CEPCOP manifestaram interesse em permanecer na Universidade. Para isto contamos com o Programa de Desenvolvimento da Atividade Clínica e Docente do Núcleo de Associados do CEPCOP que tem por finalidade congregar os ex-alunos e outros interessados em sustentar um laço de trabalho com a psicanálise no CEPCOP/USU.


Pós-Graduação Lato-Sensu - Estrutura Curricular


No âmbito do Ensino, o CEPCOP oferece:

a) ATIVIDADES DE EXTENSÃO que complementam o currículo regular do Curso de Graduação em Psicologia;

b) PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU: Curso de Especialização em Teoria Psicanalítica e Curso de Especialização em Psicanálise.

Todas as disciplinas do currículo de Especialização podem ser cursadas - mediante seleção - por alunos do Curso de Graduação em Psicologia (exceção feita àquelas referidas ao atendimento clínico). Depois de graduado, caso o egresso se inscreva no Curso de Especialização, poderá requerer isenção das disciplinas anteriormente cursadas enquanto Extensão.

Além das atividades em nível de Pós-graduação Lato Sensu o CEPCOP implementará, a curto prazo, um programa de Pós-graduação Stricto Sensu. Com esse objetivo, elaborou um projeto para a implantação de um Programa de Mestrado em Psicanálise. A criação desse Programa vem contribuir efetivamente para a discussão aprofundada dos fundamentos da Psicanálise na articulação indissociável da Clínica com a Pesquisa bem como para a consolidação da Universidade como local que congrega diferentes saberes e disciplinas, cada uma com sua perspectiva própria.

Estrutura Curricular - Extensão e Especialização

Cada disciplina do currículo regular de Especialização ( com exceção das referidas diretamente ao atendimento clínico - Seminários Clínicos e Estágios Supervisionados) poderá ser cursada isoladamente pelos alunos do Curso de Graduação em Psicologia na modalidade de EXTENSÃO.

O Programa de Especialização está constituído por dois módulos: o 1º denominado de ESPECIALIZAÇÃO EM TEORIA PSICANALÍTICA - é destinado a todo profissional com 3º grau completo, interessado em aprofundar e sistematizar seus conhecimentos em Teoria Psicanalítica. O 2º denominado de ESPECIALIZAÇÃO EM PSICANÁLISE - é destinado a todo profissional legalmente autorizado a clinicar. O currículo está distribuído em disciplinas obrigatórias e disciplinas eletivas, conforme explicitado a seguir:

DISCIPLINAS OBRIGATÓRIAS

1º Módulo: Especialização em Teoria Psicanalítica(480 h/a, sem incluir a monografia) consta de:

Disciplinas Introdutórias que visam:
uma primeira abordagem das concepções básicas da Psicanálise (Conceitos Fundamentais da Psicanálise)
incluindo aí não só uma retomada histórica do movimento psicanalítico (Gênese da Psicanálise)
mas também a discussão de aspectos controvertidos do mesmo (Prática de Ensino I - A Especificidade da Psicanálise e sua transmissão)
e da atitude do psicanalista frente à sua tarefa (Introdução à Ética em Psicanálise)


Disciplinas Estruturais, destinadas a:
Incentivar o pensamento crítico reflexivo acerca do desenvolvimento do modelo teórico psicanalítico referente ao psiquismo (Teoria Freudiana I a III) bem como das estruturas clínicas (Psicopatologia Psicanalítica I a III).


Disciplinas Instrumentais, que objetivam:
Desenvolver e incentivar a área de publicação e pesquisa, procurando reforçar uma tradição de investigação em Psicanálise (Monografia, Iniciação à Pesquisa).
Possibilitar a articulação da teoria com a prática pela reflexão acerca da transmissão em Psicanálise (Prática de Ensino II).


2º Módulo: Especialização em Psicanálise (480 + 120 h/a, sem incluir a monografia e o estágio). Inclui as disciplinas do 1º módulo, as quais se acrescentam :

Disciplinas Instrumentais destinadas a:
Fornecer recursos teórico-clínicos que permitam interrogar a experiência psicanalítica em sua especificidade (Prática Psicanalítica I e II)
Possibilitar a articulação da teoria com a prática pela reflexão acerca do desenvolvimento do trabalho prático realizado (Seminário Clínico I e II).
Possibilitar o gradual aperfeiçoamento da atuação clínica, a partir de estágio supervisionado (Estágio Supervisionado I a III).


DISCIPLINAS ELETIVAS

As disciplinas Eletivas relativas ao Módulo I e II são distribuídas em:

Tópicos de Psicanálise I
Disciplinas estruturais, relacionadas ao estudo de autores como Lacan, Winnicott entre outras.
Tópicos de Psicanálise II
Disciplinas estruturais, relacionadas a temas específicos de Psicanálise , tais como o Inconsciente, Teoria das Pulsões, Psicose, Mal Estar na Cultura, Dinamismo em Psicanálise, Melancolia - Neurose Narcísica, Interpretação dos Sonhos.
Tópicos de Psicanálise III
Disciplinas contextuais, relacionadas a articulação da Psicanálise com temas afins, tais como Linguagem em Psicanálise, Psicanálise e Filosofia, entre outros.
Tópicos de Psicanálise IV
Disciplinas instrumentais relacionadas à práticas específicas, tais como Psicanálise com Criança, Psicoterapia de Casal, entre outras.
PARTE PRÁTICA

PESQUISA de conclusão de curso (Monografia) com a respectiva orientação (l ano e meio de orientação de monografia) e posterior defesa perante banca examinadora - para o 1º e 2º módulo.
ESTÁGIO supervisionado com o atendimento à comunidade realizado na clínica do CEPCOP com a respectiva supervisão (1 ano e meio a 2 anos de atendimento e supervisão) - só para o 2º módulo.
Observação:

O elenco das disciplinas eletivas não é fixo, variando de acordo com a prioridade do momento. É indispensável cursar menos uma disciplina de cada tópico, num mínimo de 4 disciplinas.
Cada disciplina (obrigatória e eletiva) é ministrada com uma carga semestral de 30 h/a que corresponde a 2 h/a por semana.


Pesquisa: Setor de pesquisa do CEPCOP



Concepção e organização

CEPCOP conta com um Setor de Pesquisa - implantado desde 1988, há treze anos portanto - que funciona como núcleo de fomento e apoio à pesquisa. Com uma coordenação específica, submetida à Coordenação Geral do CEPCOP o Setor de Pesquisa foi concebido originalmente como órgão responsável por organizar a estrutura básica que permitiria aos alunos da graduação e pós-graduação realizarem atividades práticas de pesquisa. Atualmente, com a transformação do CEPCOP em Centro de Ensino, Pesquisa e Clínica em psicanálise o Setor de Pesquisa encontra-se em vias de ampliar seu escopo de atuação para apoiar e instrumentalizar tanto o desenvolvimento de projetos de pesquisa individuais e de Monografias de conclusão de curso quanto atividades contínuas de pesquisa desenvolvidas no Centro.

Tendo em vista que a tradição de pesquisa universitária na área de psicanálise deve ser constantemente renovada e reforçada, o Setor de pesquisa do CEPCOP tem pautado sua atuação sobretudo em atividades que possam colaborar para a explicitação e o detalhamento da especificidade da pesquisa em psicanálise. Fazem parte deste projeto, tanto o treinamento diferenciado ministrado aos alunos de graduação e pós-graduação, quanto a estrutura de apoio permanente disponibilizado a cada pesquisador ou grupo no sentido da elaboração e seleção das táticas de pesquisa adequadas àquele projeto que se deseja desenvolver ou ainda a realização semestral do Encontro de Pesquisa do CEPCOP.

Os alunos de graduação e pós-graduação ingressam no Setor de Pesquisa do CEPCOP seja para desenvolverem Monografias de conclusão de curso, seja como estagiários de pesquisa, participando das atividades práticas de pesquisa desenvolvidas no Centro. Para os alunos que vão cursar as disciplinas ligadas à Monografia o treinamento de pesquisa inicia-se na disciplina Orientação de Monografia I (para alunos da Graduação em Psicologia) e Iniciação à Pesquisa (para os alunos dos Cursos de Especialização). Este treinamento é acompanhado pelo Setor de pesquisa e visa desenvolver as habilidades específicas requeridas no contexto da discussão científica - capacidades de argumentação e exposição científicas bem como de seleção e revisão crítica da literatura existente - que possibilitem ao aluno produzir estudos monográficos sobre temas escolhidos da psicologia e psicanálise dentro das regras pertinentes. Além disso o processo de introdução do aluno à atividade de pesquisa é desenvolvido de modo a possibilitar a formação de uma massa crítica capaz de avaliar as metodologias e conceitos atualmente empregados na pesquisa em psicologia e psicanálise e ressaltar a dimensão cognitiva da prática do psicólogo e do psicanalista, com vistas a ampliar as possibilidades de construção e engajamento em programas de pesquisa. Para isto procuramos atuar no sentido de propiciar recursos para uma reflexão acerca do discurso científico e da produção de saber em geral e na direção de uma familiarização com as diversas práticas de pesquisa, fontes bibliográficas.

OBJETIVOS

Propiciar atividades práticas de investigação científica através do desenvolvimento de trabalhos monográficos em psicologia e psicanálise sob tutela do orientador.
Aprimorar a capacidade argumentativa e crítica do aluno.
Desenvolver as habilidades específicas requeridas na exposição e discussão de conceitos e teorias do discurso científico.
Incentivar e instrumentalizar a elaboração e execução de projeto de pesquisa.
Acompanhar o aluno no desenvolvimento, seleção e elaboração da estratégia de pesquisa visando a realização de Monografia de conclusão de curso.
Desenvolver métodos de investigação e coleta de dados que possibilitem ao aluno extrair e analisar informações pertinentes à sua área de interesse.
Elaboração de Anteprojeto de pesquisa

Graduação
Os alunos do Curso de graduação de Psicologia são incentivados a desenvolver um trabalho de monografia para o qual contam com orientação e acompanhamento do corpo docente designado para este fim.

As monografias versam sobre temas de relevância para a psicologia/psicanálise, ou que tenham estas como um de seus eixos, e devem obedecer às normas em vigor para elaboração, apresentação e avaliação de monografias.

As referidas monografias serão elaboradas sob orientação de um professor do Corpo Docente escolhido num processo de seleção entre as opções de preferência do aluno, segundo a distribuição das vagas disponíveis. A orientação de monografia será realizada durante dois períodos. O primeiro dos quais será dedicado a elaboração de projeto de pesquisa - com seleção e elaboração de táticas de pesquisa, levantamento preliminar da bibliografia a ser estudada, definição do tema de interesse e metodologia; e o segundo dirigido ao desenvolvimento da monografia propriamente dita.

Pós-graduação
Os alunos dos Cursos de Especialização do CEPCOP devem, entre outros requisitos, ser aprovados em um trabalho final de curso (Monografia) para obterem o Certificado de Especialista.

As monografias serão sobre temas da psicanálise, ou que tenham a psicanálise como um de seus eixos, e devem obedecer às normas em vigor para elaboração, apresentação e avaliação de monografias.

As referidas monografias serão elaboradas sob orientação de um professor do Corpo Docente do CEPCOP escolhido num processo de seleção entre as opções de preferência do aluno, segundo a distribuição das vagas disponíveis.

A monografia será elaborada durante três períodos em que o aluno deverá concluir: a) um projeto de pesquisa (ao fim do 1º período de orientação); b) monografia (ao fim dos dois períodos subsequentes).

Os alunos defenderão suas monografias perante Bancas Examinadoras constituídas pelo professor orientador, um professor convidado do Corpo Docente do CEPCOP, e um examinador convidado de fora do CEPCOP com a titulação mínima de Mestre.

As defesas serão públicas e realizadas num Encontro de Pesquisa promovido pelo CEPCOP a cada início de período letivo.

a) Atividades contínuas de pesquisa

Voltado para a constituição de grupos de pesquisa que desejem desenvolver projetos de pesquisa no CEPCOP.

As pesquisas no CEPCOP possuem uma peculiaridade. Cada Professor desenvolve Pesquisas a partir das quais se organizam suas atividades de Extensão ( Mini- Cursos) , Orientação de Monografias, organização de Disciplinas Eletivas. De um modo geral o professor desenvolve suas pesquisas com os alunos que lhe escolheram como supervisor e/ou como orientador, com os quais já trabalha semanalmente, de forma grupal ou individual e formando grupos de estudos.

As Pesquisas desenvolvidas pelo professor estão vinculadas, em geral à produção das Teses de Mestrado e de Doutorado e dão prioridade à articulação com a questão da Qualidade de vida e a Saúde Mental da Comunidade. Muitas das pesquisas tomaram como ponto de partida questões que surgem no dia a dia da Clínica do CEPCOP.

Há pesquisas ligadas diretamente com a Clínica:, a Sedução do analista, Final de Análise (Angela Coutinho), a questão do Narcisismo a questão da Melancolia ( Enaide Bezerra Barros), Questões da Fantasia na Clínica ( Dionysia Rache de Andrade). De aqui surgiram questões de vital importância para a Clínica na Comunidade como as seguintes: Abuso Sexual ( desenvolvida por Angela Coutinho), problemas da adolescência (Fernanda Costa-Moura), Psicanálise em Instituição :Condições de Possibilidade e Obstáculos (Paulo Vidal), etc.

Pesquisas que articulam a Psicanálise com o Social : um olhar psicanalítico sobre a cultura brasileira (Dionysia Rache de Andrade) , A Horda Selvagem: Das Massas e do Político em Freud ( Paulo Vidal).

Dentro dessa articulação, várias Pesquisas se detém na questão do Sujeito Contemporâneo : Borderline, (Nahman Armony). Há pesquisas que ainda dentro dessa articulação tratam das novas formas de Mal-estar.(Enaide Bezerra Barros), e Declinando O Declínio do Pai( Paulo Vidal).

Há ainda Pesquisas que articulam a Psicanálise com a Filosofia: A Causa em Psicanálise Fernanda Costa Moura, Foucault e a Psicanálise( Angela Coutinho).

Estas Pesquisas tem sido desenvolvidas na Pós-graduação, mas também são oferecidas aos alunos de Graduação. Indiretamente os alunos de graduação vem usufruindo das pesquisas realizadas através da participação em mini-cursos, nos encontros de Formação Permanente, nos encontros de Pesquisa e nos projetos de Controvérsias em Psicanálise. Isto fica evidenciado quando os alunos de Graduação chamam os professores e alunos que estão realizando pesquisas, para apresentá-las na Semana da Psicologia.

Encontros de Pesquisa

Panorama privilegiado da produção do CEPCOP, os Encontros de Pesquisa são eventos promovidos semestralmente desde 1997 e abertos ao público em geral, que incentivam e discussão e troca de experiência com outros profissionais e grupos engajados na prática da pesquisa em psicanálise. Nesta tarefa desafiadora que é pensar a pesquisa em psicanálise estes eventos propiciam conhecer e divulgar as iniciativas na área e incrementar o debate * principal via para estabelecer uma tradição específica de pesquisa.

Programado para os Meses de Junho e Novembro os Encontros de Pesquisa do CEPCOP será destinado a :

apresentação e defesa pública de monografia de conclusão dos Cursos de Especialização do CEPCOP perante bancas compostas por membros do Corpo Docente do CEPCOP e outros professores ou colegas convidados.



Compare este curso com outros semelhantes
Ver mais