PDG - Programa de Desenvolvimento Gerencial

IDEMP - Instituto de Desenvolvimento Empresarial
Em Rio De Janeiro e Brasilia

Preço a consultar
Ou prefere ligar para o centro agora?
(55) ... Ver mais
Compare este curso com outros semelhantes
Ver mais

Informação importante

Descrição

O Programa de Desenvolvimento Gerencial - PDG visa ao aperfeiçoamento de gestores que necessitam desenvolver competências voltadas à maximização dos resultados organizacionais, por meio da percepção e exercício do papel de liderança. O programa é constituído por um conjunto de módulos integrados, requisito para...

Informação importante
Instalações

Instalações e datas

Início Localização
Consultar
Brasilia
Centro Empresarial Brasília Srtvs - Qd. 701 - Conjunto D - Bloco B - Sala 802 Asa Sul, 70340-907, Distrito Federal, Brasil
Ver mapa
Consultar
Rio De Janeiro
Av. Nilo Peçanha, 50 | Grupo 1901 | Centro, 20020-906, Rio de Janeiro, Brasil
Ver mapa

Programa

Apresentador

Equipe de professores do Programa de Desenvolvimento Gerencial - PDG

Carga horária

112 horas

Área de Interesse

Gestão de Pessoas

Apresentação

O Programa de Desenvolvimento Gerencial - PDG

visa ao aperfeiçoamento de gestores que necessitam desenvolver competências voltadas à maximização dos resultados organizacionais, por meio da percepção e exercício do papel de liderança.

O programa é constituído por um conjunto de módulos integrados, requisito para o desenvolvimento dos conhecimentos inerentes a uma gestão proativa e inovadora, abordando competências comportamentais relevantes ao exercício da liderança.

Os conteúdos dos módulos são apresentados como referências, dado que, por tratar-se de um projeto a ser especialmente desenhado para a instituição cliente, sua formatação final será definida de acordo com as competências a serem desenvolvidas, conforme diretrizes a serem definidas.

Embora este projeto esteja constituído por uma estrutura básica de sete módulos, com carga horária de 112 horas, a instituição cliente poderá optar por parte deles ou até mesmo pela introdução de temas específicos, gerando novos módulos, de acordo com as suas perspectivas e realidades organizacionais, o que acarretará definição de carga horária.

Formação das Turmas / Carga Horária

Em razão da metodologia aplicada - concentrada em práticas, debates, estudos de casos - as turmas estarão limitadas a vinte participantes. A duração de cada módulo será de 16 (dezesseis) horas, em dois dias.

MÓDULO I: DESENVOLVIMENTO DA COMPETÊNCIA EM LIDERANÇA

APRESENTAÇÃO

A competência em liderança é um dos diferenciais entre as organizações. A geração do conhecimento e da inovação, em ambiente de integração entre as pessoas, é o grande desafio das lideranças.

Neste cenário, o desafio que se coloca para os líderes é a habilidade de gerenciar, influenciar, orientar para resultados, e - principalmente - desenvolver pessoas, com o objetivo final de alinhar e reter talentos, experiências e competências às estratégias da organização.

O que cabe, então, ao gerente no contexto de superação de dificuldades do presente e preparação da organização para o futuro? Qual o seu papel como líder? Que competências necessita adquirir e desenvolver?

O propósito deste treinamento é apresentar respostas a estas e tantas outras questões que fazem parte do dia a dia gerencial, apresentando aos participantes os conhecimentos e habilidades para o desenvolvimento de competências em liderança, permitindo-lhes, assim, explorar ao máximo suas potencialidades como gestores nas suas organizações.

OBJETIVO GERAL

Apresentar conceitos e abordagens sobre a liderança e o papel do líder como agente de transformação em suas organizações, a partir de uma visão interiorizada dos talentos a serem desenvolvidos na construção do gestor-líder.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS

Os participantes deste treinamento estarão habilitados a lidar com situações práticas que envolvem:

  • O entendimento e a prática dos aspectos diferentes e complementares entre os conceitos dos papéis de gestor e de líder;
  • A explicitação das competências necessárias ao exercício da liderança;
  • A utilização de ferramentas para direcionar diferentes estilos de liderança;
  • A autoliderança como base para a geração de autoconfiança, inteligência emocional e autodesenvolvimento;
  • A consciência de como sua personalidade funciona e os seus efeitos positivos e dificultadores para o exercício da liderança;
  • O gerenciamento de variáveis que interferem diretamente na liderança, tais como: tempo, estresse, qualidade de vida e integridade moral do líder.


Resultados para os Participantes

  • Desenvolvimento de competências interpessoais e de gestão de pessoas para o exercício da liderança.
  • Conscientização do atual paradigma de liderança e o papel do gestor-líder na organização.
  • Avaliação de pontos fortes e de melhoria, no mapeamento das competências de liderança.
  • Entendimento da essência da liderança e da importância do autodesenvolvimento em atitudes e valores de conduta.


CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

  • O PAPEL DA LIDERANÇA COMO AGENTE DE TRANSFORMAÇÃO ORGANIZACIONAL
    • Entendendo o cenário atual e o desafio das organizações.
    • A evolução dos modelos de gestão e de liderança.
    • Os novos paradigmas organizacionais
    • Organizações de Aprendizagem: learning organizations.
    • Gerenciamento x liderança - a hora e a vez do líder.
    • O papel do gestor - líder: comprometimento, alinhamento com a estratégia organizacional e desenvolvimento do capital humano.
    • O gerente - líder no atual milênio.
    • Mudança de postura: gerenciando COM pessoas.
  • FERRAMENTAS E CONCEITOS DE LIDERANÇA
    • A construção da confiança e o caráter como bases para a liderança.
    • Teorias sobre os estilos de liderança.
    • Teoria do modelo situacional.
    • Aplicação do modelo de liderança situacional: estilos de liderança eficazes.
    • Avaliação dos pontos fortes e de melhoria pela aplicação de instrumento-diagnóstico de liderança-situacional.
    • Discussão de casos reais sobre os graus de adequação, na prática, dos estilos de liderança.
    • Síntese e discussão de ideias e conceitos de diversos autores.
  • CONSTRUÇÃO DE COMPETÊNCIAS EM LIDERANÇA
    • Autoliderança e autoconhecimento.
    • Inteligência emocional para a liderança: aplicação de instrumento-diagnóstico.
    • O modelo das inteligências múltiplas.
    • Funcionamento da personalidade segundo o modelo de Jung - Dominância cerebral.
    • Avaliação dos pontos fortes e de melhoria pela aplicação de instrumento-diagnóstico de personalidade.


METODOLOGIA

A metodologia é dinâmica e participativa, baseada no processo de aprendizagem vivencial, utilizando apresentações com recursos multimídia, exercícios diagnósticos, estudos e apresentação de casos.

MÓDULO II: GESTÃO DE EQUIPES DE ALTO DESEMPENHO

APRESENTAÇÃO

Em um ambiente global, a inovação, a aprendizagem, a integração e a sinergia entre as pessoas são fundamentais para a construção de organizações eficazes e alinhadas às necessidades dos seus clientes.

Com este foco, o presente treinamento visa ao aperfeiçoamento de gestores e membros de equipes que buscam esta sintonia, por meio da percepção do papel estratégico do trabalho em equipe e do papel do líder na construção e manutenção de equipes de alto desempenho, ampliando a compreensão dos participantes para o domínio pessoal e para o impacto da troca de experiências e conhecimentos na capacidade produtiva da equipe.

Resultados para os Participantes

  • Conscientização da força da liderança e da equipe de trabalho para a transformação da organização em uma organização de aprendizagem, com foco no capital humano e na concretização de sua missão, visão e valores.
  • Conhecimento do processo de construção de uma equipe, suas etapas, dificuldades encontradas e o estilo de liderança e poder a ser adotado em cada uma delas.
  • Aquisição de um estilo de liderança para a maximização do potencial das equipes e aprendizagem coletiva: o coaching de desempenho.
  • Utilização da inteligência emocional para obter a real sinergia das equipes de trabalho.
  • Alcance de metas individuais e metas de equipe, por meio do entendimento e vivência dos seus fatores motivacionais.
  • Avaliação de resultados em equipes por meio de um estilo de comunicação assertiva e baseada em objetividade, clareza, estilos de conversação, saber ouvir e feedbacks.
  • Entendimento e vivência dos princípios do coaching de desempenho, por meio do desenvolvimento de comportamentos assertivos e da utilização de ferramentas de comunicação específicas do coaching.


CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

  • ALINHAMENTO E CONSCIENTIZAÇÃO DA VISÃO PARA A EQUIPE
    • A construção e o compartilhamento de uma visão.
    • Definição de metas alinhadas à visão.
    • O papel do líder em significar uma visão.
  • MOTIVAÇÃO HUMANA E DESENVOLVIMENTO DOS POTENCIAIS DA EQUIPE
    • O papel do líder educador e o capital humano da equipe.
    • Motivação e significação da visão.
    • O líder coach focado em metas para assegurar desempenho motivado.
    • Técnicas de motivação e comprometimento.
  • RELACIONAMENTO E COMUNICAÇÃO INTERPESSOAL
    • Estilos de relacionamento interpessoal: aplicação de instrumento diagnóstico do uso da assertividade nas relações de trabalho.
    • Comunicação interpessoal: fatores de influência, decodificação da mensagem, ruídos na comunicação.
    • Técnicas e ferramentas de comunicação interpessoal: escuta ativa, paráfrase, estilos de conversação, feedback e abertura.
    • Construção de feedbacks: aplicação em casos reais.
  • COACHING PARA PROMOÇÃO DE GANHOS NO DESEMPENHO
    • Avaliando os "gaps" motivacionais/de competências na equipe: aplicação de instrumento diagnóstico.
    • Técnicas de coaching de liderança: questionamento socrático, escuta ativa e diálogo.
    • Exercícios práticos e casos reais.


METODOLOGIA

A metodologia é dinâmica e participativa, baseada no processo de aprendizagem vivencial, utilizando apresentações com recursos multimídia, exercícios diagnósticos, estudos e apresentação de casos.

MÓDULO III: GERENCIAMENTO DE CONFLITOS

APRESENTAÇÃO

Há muitos exemplos típicos, nos negócios, na vida em família e na sociedade, de como o conflito é mal interpretado e como a visão negativista sobre ele obstrui a habilidade de resolver efetivamente as diferenças. Na verdade, o conflito é algo complexo e obscuro para quem está diretamente vivendo os seus efeitos. Nas empresas, o conflito aparece como o lado sombrio da alma humana e, raramente, as pessoas se beneficiam a partir dele.

No mundo dos negócios, o conflito é um dos fatores de maior peso nos chamados custos invisíveis das organizações, pois vai corroendo as relações e prejudicando as possibilidades de alto nível de produtividade e rentabilidade decorrentes da sinergia das interações humanas. Extrair benefícios dos conflitos é ainda um grande desafio para as organizações e, em especial, para os líderes preocupados com o equilíbrio do tripé da competitividade: resultados x satisfação das pessoas x inovação.

Resultados para os Participantes

Os participantes deste treinamento estarão habilitados a perceber o lado positivo dos conflitos e da tensão criativa por eles gerada, para:

  • escolher o estilo adequado de manejo de conflitos;
  • desenvolver atitudes e habilidades eficazes para lidar com conflitos, beneficiando a si mesmos e à organização;
  • atuar prevenindo ou administrando o conflito, de forma a colher resultados favoráveis à sinergia das equipes e da manutenção das relações de confiança entre gestores e suas equipes de trabalho;
  • identificar a causa do conflito e os comportamentos a serem adotados de forma prática e vivencial;
  • identificar seus estilos de manejo preferidos, de forma a analisar criticamente a sua adequação às diversas situações que enfrenta no dia a dia;


CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

  • Visão tradicional e visão contemporânea do conflito: mudança do significado dos conflitos frente às mudanças organizacionais; como o erro é tratado hoje pelas organizações modernas; os estilos de liderança e poder na administração de conflitos.
  • Causas e naturezas dos conflitos: identificação da origem do conflito e de seu caráter sistêmico no contexto organizacional; reconhecimento da natureza ou origem do conflito e do grau de dificuldade respectivo.
  • Tipos de conflitos: classificação dos conflitos quanto ao número de agentes envolvidos e do grau de dificuldade para o seu enfrentamento.
  • Evolução e graus do conflito: o caráter do conflito como um processo evolutivo destrutivo quando não tratado; apresentação do modelo de nove graus ou níveis de desenvolvimento de um conflito; limitação do gestor em administrar versus o grau do conflito.
  • Poder e solução de conflitos: como solucionar conflitos dependendo da causa e do nível de envolvimento do gestor.
  • Habilidades comportamentais requeridas no manejo de conflitos: utilização do comportamento assertivo versus não assertivos e suas consequências.
  • Estilos de manejo de conflitos: os cinco padrões ou estratégias de lidar com os conflitos; caracterização, vantagens de utilização de cada um deles e critérios de escolha de uma determinada estratégia.
  • Abordagens para gerenciar as tensões e conflitos nas equipes de trabalho: aplicação em casos simulados e reais.
  • Conhecendo do estilo pessoal de manejo de conflitos: aplicação do instrumento de Thomas-Kilmann.
  • Planejamento preventivo como solução para lidar com os conflitos: papel do gestor em antecipar e perceber os problemas interpessoais antes do conflito crescer em seus níveis evolutivos.
  • Gerência proativa dos conflitos na empresa: comportamentos a serem adotados em diversas situações (com o gestor, pares e subordinados) visando a evitar o desenvolvimento de conflitos.


METODOLOGIA

A metodologia é dinâmica e participativa, baseada no processo de aprendizagem vivencial, utilizando apresentações com recursos multimídia, exercícios diagnósticos, estudos e apresentação de casos.

MÓDULO IV: A ESTRATÉGIA DE COMUNICAÇÃO E FEEDBACK GERENCIAL

APRESENTAÇÃO

Uma pesquisa da Harvard constatou que cerca de 70% dos problemas nas relações pessoas x trabalho se devem a falhas no processo de comunicação. O sucesso da comunicação interpessoal está muito mais na maneira de transmitir do que no conteúdo propriamente dito. Para que o outro compreenda o que desejamos, precisamos escolher a melhor maneira de nos apresentar a cada interlocutor.

Assim, a comunicação interpessoal é a principal ferramenta para a prática do feedback. A forma de falar pode convencer alguém que está recebendo um feedback corretivo ou pode desvalorizar um importante feedback positivo.

Uma das maiores necessidades das pessoas no trabalho é saber como estão se desempenhando. Os profissionais precisam saber se estão atendendo às expectativas de seus superiores ou não. As pessoas imaginam que estão indo bem quando não recebem reprimendas. E acreditam que estão mal quando são repreendidos.

É responsabilidade do gestor informar a seus liderados sobre o desempenho no trabalho, o que vai bem, o que deve melhorar.

O objetivo principal deste programa é alinhar com os participantes o entendimento pleno do processo de comunicação e feedback, de modo a manter transparente e efetivo o acompanhamento de desempenhos pessoais e das equipes.

A QUEM SE DESTINA

Gerentes, potenciais gerentes e líderes de equipes de empresas privadas e instituições públicas.

Resultados para os Participantes

  • Compreensão dos processos mentais que facilitam o processo de comunicação.
  • Utilização de diversas técnicas de comunicação que facilitam a compreensão, ser compreendido, reduzir mal-entendidos, criar empatia e conquistar a confiança do interlocutor.
  • Utilização de feedback positivo e corretivo, de forma clara, direta e efetiva, no acompanhamento dos colaboradores e da equipe.


TEMAS A SEREM ABORDADOS

  • Comunicação interpessoal
    • Modelos mentais: Mapa x Território.
    • Sistemas sensoriais: visual, auditivo e cinestésico.
    • Processo da comunicação.
    • Elementos da comunicação.
    • Observação e compreensão dos sinais não verbais.
    • O poder das palavras. Escolha das palavras certas.
    • Precisão na linguagem: cuidados com expressões e palavras.
    • Níveis de ouvir. Saber dizer NÃO. Assertividade.
    • Rapport: compreendendo e falando a linguagem do outro.
    • Calibração: Leitura precisa de sinais não verbais.
    • Método socrático: perguntas poderosas.
    • Fidelidade aos Fatos.
    • Metamodelo: Obter e oferecer informações de qualidade.
    • Planejamento de uma comunicação.
  • Feedback: conversando sobre os comportamentos
    • O que é feedback.
    • Importância do feedback.
    • Consequências da falta de feedback.
    • Periodicidade do feedback.
    • Informar desempenho e comportamento desejado.
    • Tipos de feedback positivo.
    • Tipos de feedback corretivo.
    • Atitudes para oferecer feedback positivo e corretivo.
    • Feedforward: sugestões para o futuro.
    • Plano de desenvolvimento do colaborador.
    • Metas e plano de ação para mudança de comportamento.


METODOLOGIA

Vivencial, com exercícios em grupo e simulações. A fundamentação teórica é apresentada de forma interativa, com a participação intensa dos participantes. Serão utilizados recursos do psicodrama, da programação neurolinguística e da aprendizagem acelerada. Todas as vivências são processadas, trazendo a experiência do momento para o dia a dia do participante.

MÓDULO V: ESTRATÉGIAS DE NEGOCIAÇÃO

APRESENTAÇÃO

Queiramos ou não, estamos negociando o tempo todo. O marido negocia com a esposa e filhos, o funcionário discute o projeto importante com seu chefe, as pessoas negociam até mesmo quando imaginam não estarem negociando.

No fundo todos somos negociadores e queremos participar das decisões que nos afetam. Só que, no mundo de velocidade e de incertezas em que vivemos, grande parte das vezes, empreendemos nossos processos de negociação baseados apenas no instinto e na improvisação, caindo nas armadilhas da barganha pura e simples. Nesses casos, os conflitos improdutivos tendem a aparecer com mais frequência, fazendo as pessoas saírem do processo insatisfeitas, desgastadas e estressadas. É nessas situações que as estratégias de negociação aparecem como a melhor maneira de as pessoas lidarem com as suas diferenças.

O objetivo deste programa é apresentar técnicas da negociação criativa, de forma a privilegiar o ganho mútuo no processo negocial. Assim os participantes poderão traçar as estratégias mais eficazes quando se defrontarem com "situações trancadas" nos seus relacionamentos cotidianos.

A abordagem conceitual segue basicamente os princípios do Projeto Harvard de Negociação, de Roger Fisher e William Ury, complementados com orientações de conceituados autores nacionais, exemplos e exercícios práticos.

Resultados para os Participantes

Ao final deste curso, os participantes terão conhecimento das principais técnicas de negociação:

  • Como se preparar adequadamente para uma boa negociação;
  • Como se portar em um diálogo negocial e quais as principais táticas;
  • Como fechar e manter um acordo;
  • Como sair de "situações trancadas";
  • Como lidar com as três mais importantes variáveis: poder, informação e tempo.


CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

  • INTRODUÇÃO
    • Indo direto ao ponto: o fator crítico de sucesso em uma negociação
    • Um caso de negociação criativa
    • O que é negociação
    • Os três pilares da negociação
  • O FATOR HUMANO NAS NEGOCIAÇÕES
    • Habilidades e perfil do negociador
    • Aspectos psicológicos que influenciam uma negociação
    • Necessidade X desejo
    • O que realmente influencia uma decisão
    • Comportamento pós-decisão - a dissonância cognitiva
    • Técnicas de abordagem - a Matriz Interesses X Recursos em Disputa.
  • TÉCNICAS EFICAZES DE NEGOCIAÇÃO
    • A negociação de ganhos mútuos - o enfoque cooperativo
      • O Projeto Harvard de Negociação
      • O Processo de Negociação:
    • preparação - construindo a MAPAN (Melhor Alternativa Para um Acordo Negociado);
    • interação - proposição, diálogo e troca;
    • acordo;
    • manutenção do acordo.
  • TÉCNICAS DE CRIATIVIDADE PARA SOLUCIONAR IMPASSES
    • Mecanismos da percepção
    • O que é criatividade
    • Técnicas de criatividade
    • Resolvendo "situações trancadas" com o pensamento lateral
    • O processo criativo para a exploração de oportunidades
  • SITUAÇÕES ESPECIAIS
    • Três variáveis importantes: poder, informação e tempo
    • Quando a outra parte é mais poderosa, não quer negociar ou usa truques sujos
    • Questões sobre princípios, pessoas e poder
    • Os cinco mandamentos das negociações eficazes
    • Os doze pecados do negociador brasileiro típico
  • UM OLHAR RETROSPECTIVO
    • Retrospecto e fixação
    • A partir daqui...


METODOLOGIA

Exposições conceituais apoiadas em exercícios lúdicos, dinâmicas de grupo e simulações práticas filmadas e analisadas.

MÓDULO VI: ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO - ADMIN. DO TEMPO, REUNIÕES EFICAZES

APRESENTAÇÃO

Praticar a boa administração do tempo requer disciplina e organização. O desafio é planejar, observar prioridades, conduzir/participar de reuniões produtivas, delegar, obter resultados e reservar tempo para pensar e planejar o futuro.

Este treinamento apresenta técnicas para organizar o trabalho, solucionando o cotidiano e liberando tempo para resolver o que realmente importa.

OBJETIVOS

  • Obtenção das técnicas para a organização do tempo, em proveito de melhor desempenho pessoal e da equipe, tornando o dia a dia mais produtivo e menos estressante.
  • Conhecimento de um processo simples e objetivo para a coordenação/participação em reuniões, tornando-as mais rápidas, participativas e com resultados mais produtivos.
  • Domínio das técnicas de delegação que permitem menos desperdício de tempo, melhores resultados nos trabalhos e menor desgaste com subordinados e equipe.


CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

  • AVALIANDO SUA ORGANIZAÇÃO PESSOAL E SEU TEMPO
    • Por que devo administrar meu tempo?
    • A importância da visão e dos objetivos claros.
    • Como estabelecer objetivos a partir de uma visão.
    • Como escolher critérios e determinar prioridades para a realização de objetivos.
    • Tarefas importantes ou urgentes: o que deve predominar?
    • A Matriz do Tempo de Merrill Douglass
  • SOLUÇÕES PARA MELHORAR SUA ORGANIZAÇÃO E SEU TEMPO
    • Pontos de estrangulamento: como descobri-los e superá-los.
    • Segredos para envolver subordinados e pares.
    • Agenda diária, planejamento semanal, informatização.
    • Uma organização pessoal que funciona: documentos, sua mesa, seu local de trabalho, seu computador.
    • Analógica ou digital: que agenda usar
  • VALE A PENA FAZER REUNIÕES?
    • Por que muitas reuniões fracassam?
    • O que é e o que não é uma reunião.
    • Planejando, organizando e conduzindo reuniões.
    • Fases da reunião e o que fazer em cada uma.
    • Instrumentos: Agenda de convocação e Ata de resultados.
    • Liderança e condução de reuniões.
    • Responsabilidades e papéis durante a reunião.
  • DELEGAÇÃO: COMO E POR QUE
    • Benefícios para os gerentes, para as organizações e para quem recebe delegação.
    • Barreiras psicológicas.
    • Delegando responsabilidade e autoridade juntas.
    • Delegar x atribuir x abdicar.
    • Os diferentes níveis da delegação.
    • Sequência para a delegação, etapa por etapa e o que fazer em cada uma.
  • E O QUE SE GANHA COM ISSO?
    • Ser eficaz num mundo que demanda cada vez mais qualidade e resultados.
    • Mais tempo e melhor organização no dia a dia, rendendo mais com menos pressão.
    • Você mais feliz usando seu tempo de forma inteligente e proativa.


METODOLOGIA

A metodologia procura estabelecer uma correlação entre a teoria apresentada, necessária para que se conheça o assunto em maior profundidade, e exercícios práticos, trabalhos em grupo e vivências que ajudarão os participantes a compreender e pôr em prática os conceitos aprendidos.

MÓDULO VII: QUALIDADE DE VIDA E GERENCIAMENTO DO ESTRESSE

APRESENTAÇÃO

O mundo em que vivemos demanda capacidades e habilidades de enfrentamento dos problemas em todos os campos de nossa vida: familiar, social, profissional, emocional, intelectual e espiritual. Podemos acessar tais capacidades e habilidades em um nível mais profundo e eficaz? Podemos aumentar nossa resiliência e sabedoria na rotina e na crise? Nossa inteligência emocional tem sido suficiente para dar conta do estresse? Essas perguntas dizem respeito a um fortalecimento de nossa maestria ou domínio pessoal.

Com esse foco, o presente treinamento visa a ampliar a capacidade de compreensão do participante sobre o funcionamento de suas capacidades ou inteligências para combater o estresse e como aumentar o poder de resolver problemas, com criatividade e alegria.

Resultados para os Participantes

  • Alcance de metas individuais de Qualidade em todos os campos da vida: física, emocional, profissional, intelectual, lazer, finanças, relacionamentos e espiritual.
  • Ampliação das capacidades e habilidades potenciais das pessoas para controle do estresse e regulação emocional.
  • Desenvolvimento do poder da intuição, criatividade e intencionalidade para enfrentamento de crises.


CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

  • ASPECTOS CONCEITUAIS E PRÁTICOS SOBRE QUALIDADE DE VIDA
    • as escolhas e o nosso livre arbítrio (viver na grandeza versus viver na mediocridade);
    • abordagem atual sobre Saúde integral e Qualidade de Vida;
    • o modelo das quatro inteligências do ser humano (QF - Inteligência Física, QI - Inteligência Intelectual; QE - Inteligência Emocional; QS - Inteligência Espiritual);
    • a Roda da Vida: as oito áreas da roda da vida e a construção de plano de ação para a melhoria de qualidade de vida nas áreas deficitárias.
  • ASPECTOS CONCEITUAIS E PRÁTICOS SOBRE GERENCIAMENTO DE ESTRESSE
    • estresse positivo e negativo;
    • efeitos físicos, mentais e emocionais do stress;
    • síndrome de Burnout (stress crônico associado ao trabalho);
    • avaliação do nível de stress;
    • gerenciamento preventivo do stress, via Qualidade de Vida e Saúde Integral;
    • identificação dos fatores estressores nos níveis físico, mental, emocional e espiritual.
  • ASPECTOS CONCEITUAIS E PRÁTICOS SOBRE INTELIGÊNCIA EMOCIONAL
    • controle e bom uso das emoções, reaprendizagem emocional, exercícios de regulação emocional;
    • ferramentas racionais de melhoria do QA (quociente de suporte às adversidades) via autorregulação emocional.
  • ASPECTOS CONCEITUAIS E PRÁTICOS SOBRE ESPIRITUALIDADE
    • a Inteligência Espiritual;
    • o poder da conectividade e da intencionalidade para criar resultados desejados;
    • exercícios para desenvolver a conectividade: a prática da meditação;
    • desenvolvimento da criatividade e da intuição;
    • superação de limites baseada na maestria ou domínio pessoal.


METODOLOGIA

A metodologia é dinâmica e participativa, baseada no processo de aprendizagem vivencial, utilizando apresentações com recursos multimídia, trabalhos de grupo, discussão de vídeos, exercícios, vivências, estudo e apresentação de casos.

O programa será desenvolvido através de: palestras; grupos de debate; trabalhos de grupo; discussão de vídeos; exercícios e vivências; estudos e apresentação de casos.

Equipe de professores do Programa de Desenvolvimento Gerencial - PDG

Rosa Porto - (Módulos I, II, III e VII)

Mestre em Engenharia pela UFRGS - Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Graduada em Psicologia, com diversas especializações: consultoria organizacional, dinâmica de grupo, análise transacional, arte terapia e gestalt- terapia. Especializada na Formação Holística de Base, pela Universidade Holística Internacional de Brasília. Coach de executivos, com formação internacional pelo Integrated Coaching Institute.

Professora da FGV - Fundação Getúlio Vargas / RJ, FDC - Fundação Dom Cabral - FDC e da UCAM - Universidade Cândido Mendes, em cursos de pós-graduação e programas de MBA.

Consultora e professora na área de desenvolvimento humano, liderança e qualidade de vida, atuou em inúmeros programas pra empresas privadas e instituições públicas, em diversos programas das áreas comportamental e gerencial.

Desenvolveu sua carreira profissional na PETROBRAS, nas áreas técnica, gerencial e de Recursos Humanos (Universidade Corporativa).

Professora do IDEMP

- Instituto de Desenvolvimento Empresarial.

Fernando Henrique da Silveira Neto (Módulo VI)

É professor na PUC- Rio do Depto. de Engenharia Industrial (Gerência de Projetos) e dos MBAs da FGV e do IBMEC. Especialista em desenvolvimento gerencial, apresentou cerca de 300 cursos e palestras para mais de 15.000 participantes no Brasil e em Portugal. Abordou nessas atividades temas como Gerenciamento de Projetos, Organização do Trabalho e Gestão do Tempo, Como Liderar Equipes e Reuniões Eficazes em empresas como Bancos do Brasil, Central, Bradesco e CEF, Claro, Embratel, Embraer, Furnas, Nestlé, Petrobras, Veracel, Sadia, TIM, Varig, VW e universidades como UNICAMP, UFES e UFJF.

Mestre em Engenharia Industrial - Métodos e Produção e Engenheiro Eletricista e de Telecomunicações pela PUC-Rio, é autor com Paul Dinsmore dos livros Gerenciamento de Projetos: como gerenciar seu projeto com qualidade, dentro do prazo e custos previstos (Ed. Qualitymark, 3a. reimpr, 2008) e Gerenciamento de Projetos e o fator humano: conquistando resultados através das pessoas (Ed. Qualitymark, 2006), e escreveu os livros Ganhe Tempo Planejando (Editora Gente, 5a. edição),

Professor do IDEMP

- Instituto de Desenvolvimento Empresarial.

Elizabeth Valeriano (Módulo IV)

MBA em Qualidade e Produtividade, pela UFF - Universidade Federal Fluminense, com Especialização em Desenvolvimento de Recursos Humanos, pela Fundação Getúlio Vargas - FGV/RJ.

Certificada Internacionalmente em Coaching, pela Integrated Coaching Institute e pela Lambent do Brasil. Qualificada para aplicação e interpretação do MBTI. Formações Comportamentais em Psicodrama Organizacional, Practitioner em Programação Neurolinguística.

Consultora especializada em programas de desenvolvimento gerencial e de supervisores, desenvolvimento de equipes, comunicação e relacionamento interpessoal, vendas e atendimento a clientes.

Desenvolveu programas de treinamento para inúmeras organizações, entre elas: Correios, CHESF, CPRM, Michelin, PETROBRAS, PETROS, Souza Cruz, Supergasbras, BANDES, DRESSER, INTO, Subsea7, Naturativa, Hotel Portobello, Hotel do Frade.

Mais de 20 anos de atuação em Recursos Humanos, com sólida experiência em atividades de desenvolvimento de pessoas.

Professora do IDEMP

- Instituto de Desenvolvimento Empresarial.

André Freitas - Módulo V

André Luiz de Freitas é consultor em Gestão Empresarial com foco em Gestão de Pessoas, especialista em Marketing pela Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM / RJ) e em Desenvolvimento do Potencial Criativo pelo Instituto Latino Americano de Criatividade e Estratégia (ILACE / SP), além de Engenheiro Mecânico (UNITAL / SP).

É professor da FGV / RJ nos MBA de Gestão Empresarial, de Gestão Estratégica da TI e de Marketing, lecionando as disciplinas Projeto Integrado de Negócios (PIN) e Liderança e Mudanças Empresariais. Também é professor no MBA de Administração e Sistemas de Informação da UFF - Universidade Federal Fluminense, lecionando as disciplinas Gestão de Projetos e Gestão de Pessoas. Foi professor da ESPM/RJ onde lecionou as disciplinas de Planejamento Estratégico, Ambiente Empresarial e Workshop de Criatividade, bem como de outras instituições de ensino, lecionando diversas disciplinas tais como, Formação de Consultores Empresariais, Ferramentas de Projeto, Estratégias e Técnicas de Negociação.

Desenvolveu trabalhos de consultoria e treinamento para GSK, SERPROS, Poder Judiciário/RJ, TRT/RJ, MP/RJ, Universidade Corporativa da PETROBRÁS, FININVEST, Mercedes Benz do Brasil, GR Serviços de Alimentação, KLÜBER Lubrication, PREVI, L'ORÉAL, Coats Corrente, TELETRIM, CETIP, GLOBOSAT, Rede GLOBO, GLOBOPAR, Produtos ROCHE, Hotel Meridien-Rio, Bureau Veritas (BVQI), Glaxo, Fleischmann & Royal, Mannesmann-Demag, SABESP, Merck, DDF/Philips, Becton‑Dickinson, e SENAC-SP e RJ.

É coautor do livro A Reforma do Poder Judiciário do Estado do Rio de Janeiro - Projeto de Fortalecimento e Modernização da Gestão, editado pela FGV/RJ. É autor de diversos artigos e cursos utilizando tecnologia de ensino eletrônico a distância (e‑learning).

Professor do IDEMP

- Instituto de Desenvolvimento Empresarial.


Compare este curso com outros semelhantes
Ver mais