Odontologia

FCRS - Faculdade Católica Rainha do Sertão
Em Combate

R$92.634
Os usuários que se interessaram por esse curso também buscaram...
Ver mais

Informação importante

  • Graduação
  • Combate
  • Duração:
    10 Semestres
Descrição

O Curso de Graduação em Odontologia se insere nas ações do Instituto Filosófico Teológico Nossa Senhora Imaculada Rainha do Sertão, baseando suas atividades no ensino, pesquisa e extensão. Em muitas situações estas atividades se interpenetram impossibilitando distinguir quando se está fazendo uma ou outra; em outras é possível distinguí-las com clareza.
Dirigido a: O Cirurgião dentista deve atuar tendo como preocupação a promoção da saúde bucal da população, num contexto onde embora exista um trabalho preventivo, ainda é muito evidente a prevalência de cáries e doenças periodontais.

Informação importante
Instalações

Instalações e datas

Início Localização
Consultar
Combate
Rua Basílio Pinto S/N - Combate, 63900-000, Ceará, Brasil
Ver mapa

Programa

Informações
Duração: 10 Semestres
Turno: Integral
Campus: Integral
Portaria: 20/01/2006
Mensalidade: R$ 1.543,90
Coordenador(a): Francisco Aurelio Lucchesi Sandrini

Contextualização
O Curso de Odontologia da Faculdade Católica Rainha do Sertão está aprovado e autorizado pelo MEC através da publicação de sua Portaria no DOU (Diário Oficial da União).
"A saúde é direito de todos e dever do Estado, garantido mediante políticas sociais e econômicas que visem à redução do risco de doenças e de outros agravos e ao acesso universal e igualitário às ações e serviços para sua promoção, proteção e recuperação." (Artigo 196 da Constituição Federal de 1988).
Consciente da necessária interiorização do ensino superior em nosso país e diante da realidade brasileira, em que apenas uma restrita parcela da população tem acesso ao atendimento dentário, a Faculdade Católica Rainha do Sertão optou pela oferta do Curso de Odontologia numa região tão carente de atenção como é o Sertão Central do nosso Estado do Ceará. Região que abrange um contingente populacional de 650 mil habitantes distribuídos em 28 municípios, dos quais 70 mil estão em Quixadá.

O Curso de Graduação em Odontologia da Faculdade Católica está concebido sob princípios humanístico-cristãos que possibilitem ao aluno ser sujeito ativo e protagonista da aprendizagem, tendo o professor como facilitador e mediador deste processo buscando a formação integral e adequada do estudante através de uma articulação entre o ensino, a pesquisa e a extensão.

O currículo do curso, que tem a duração mínima de 5 anos, segue as orientações das Diretrizes Curriculares do MEC e o Projeto Pedagógico direciona-se para a construção de um perfil acadêmico e profissional que assegure a flexibilidade, a diversidade e a qualidade da formação oferecida ao estudante, garantindo uma sólida formação básica, preparando o futuro graduado para enfrentar os desafios das rápidas transformações da sociedade, do mercado de trabalho e das condições de exercício profissional.

Como forma de integração entre teoria e prática, a Faculdade Católica oferece estágios, programações de eventos acadêmicos, desenvolve projetos de pesquisa e atividades voltadas para a comunidade, estreitando a relação entre os alunos e a sociedade.

A Faculdade prestará atendimento à comunidade através do atendimento de pacientes do Sistema Único de Saúde, vinculados aos programas das práticas terapêuticas supervisionadas que ocorrem junto ao Hospital Maternidade Jesus Maria José e Clínicas de Odontologia.

Os programas atendem a cinco grandes áreas de atuação da Odontologia:
Dentística;
Periodontia;
Endodontia;
Cirurgia;
Prótese;

Odontopediatria/Orotodontia Preventiva. É com a finalidade de possibilitar um ensino de qualidade que forme profissionais capacitados e qualificados para atuarem no mercado de trabalho que a Faculdade Católica oferece este Curso de Odontologia, tão promissor e de tamanha relevância para nossa sociedade e região.

Formas de Avaliação
Avaliações dos alunos serão baseadas nas competências, habilidades e conteúdos curriculares desenvolvidos durante o Curso.

O Projeto de Avaliação do Ensino e da Aprendizagem pretende ter uma definição clara do que se quer avaliar e como se dará essa avaliação.

O que avaliar
A ênfase da avaliação da aprendizagem será as competências que se hão de formar nos alunos para que estes adquiram o perfil desejado. Os conteúdos serão entendidos e usados mais como um meio para o aluno demonstrar a aquisição das competências selecionadas para sua formação.

Como avaliar
Avaliar competências baseando-se em procedimentos inovadores, diversificados e interdependentes, usando instrumentos diversificados, a fim de consolidar a avaliação e a medida.

A estratégia central para avaliar questões que envolvam valores como ética, relação interpessoal, respeito às diferenças, desempenho, etc. requer a participação atuante e comprometida dos alunos no processo de sua aprendizagem/avaliação, o que inclui estabelecer critérios para a promoção de uma avaliação de auto-gestão consciente e auto-avaliação criteriosa. Deve haver orientação necessária a cada caso e em cada situação, conforme as bases de um ensino preocupado em que o aluno aprenda e se desenvolva.

A avaliação requer que todos os passos do processo ensino/aprendizagem tenham sua relevância, por isso que as modalidades de avaliação diagnóstica, formativa e somativa serão aqui empregadas.

A avaliação diagnóstica será utilizada no processo seletivo de ingresso ao curso, por meio da análise dos resultados do vestibular, para classificação e inclusão no curso.

A avaliação formativa será a modalidade marcante de acompanhamento do desenvolvimento da aprendizagem dos alunos. A avaliação de processo permitirá não somente a verificação da situação do aluno, mas também será útil para corrigir falhas nas estratégias pedagógicas e nos materiais didáticos utilizados.

A avaliação somativa terá como principal finalidade a classificação ao final de cada disciplina. Nessa modalidade de avaliação deverão ser considerados os conteúdos aprendidos pelo aluno e os procedimentos e atitudes relativos à prática fisioterápica vinculada a cada tema avaliado, tudo isso atrelado a um contexto significativo.

Para se obter uma avaliação fidedigna, as técnicas e instrumentos avaliativos deverão ser diversificados e viáveis, com objetivos claros para a aplicação de cada um.

O projeto pretende abranger situações de auto-avaliação e avaliação compartilhada, sempre na intenção de facilitar a verificação das competências adquiridas, selecionando as técnicas e os instrumentos a serem utilizados. Adiante se apresenta um elenco básico dessas técnicas e dos principais instrumentos de verificação, o que não significa dizer que esses se esgotam nos exemplos discriminados.

Principais Técnicas
Entrevistas, observações, realização de eventos acadêmicos, aplicação de testes de conhecimento e supervisão de atividades discentes.

Principais Instrumentos
Testes e provas escritas, registros e anotações organizados para fins determinados, trabalhos escritos individuais, incluindo monografia, trabalhos de equipe, apresentação oral ou procedimental (por meio da organização de dinâmicas dirigidas/executadas pelos alunos).

Todas as técnicas e instrumentos empregados deverão ter critérios definidos. Eis alguns critérios básicos que possibilitam a avaliação da aprendizagem em sua dimensão da aquisição do saber:

·grau de participação do aluno em atividades que exijam produção individual e em equipe;
·planejamento, organização, coerência de idéias e clareza na elaboração de trabalhos escritos ou destinados à demonstração de seu domínio profissional;
·valores que indiquem uma postura harmoniosa entre os envolvidos no processo da aprendizagem (a serem definidos pelos próprios alunos, sob a orientação docente);
·desempenho cognitivo;
·criatividade e o uso de recursos diversificados.
Outros critérios deverão ser definidos pelos alunos e docentes.

Mercado de Trabalho Atenção à saúde
Os Cirurgiões dentistas, dentro de seu âmbito profissional, devem estar aptos a desenvolver ações de prevenção, promoção, proteção e reabilitação da saúde, tanto em nível individual quanto coletivo. Cada profissional deve assegurar que sua prática seja realizada de forma integrada e contínua com as demais instâncias do sistema de saúde, sendo capaz de pensar criticamente, de analisar os problemas da sociedade e de procurar soluções para os mesmos. Os profissionais devem realizar seus serviços dentro dos mais altos padrões de qualidade e dos princípios da ética/bioética, tendo em conta que a responsabilidade da atenção à saúde não se encerra com o ato técnico, mas sim, com a resolução do problema de saúde, tanto em nível individual como coletivo;

Tomada de decisões
O trabalho dos Cirurgiões dentistas deve estar fundamentado na capacidade de tomar decisões visando o uso apropriado, eficácia e custo-efetividade, da força de trabalho, de medicamentos, de equipamentos, de procedimentos e de práticas. Para este fim, os mesmos devem possuir competências e habilidades para avaliar, sistematizar e decidir as condutas mais adequadas, baseadas em evidências científicas;

Comunicação
Os Cirurgiões dentistas devem ser acessíveis e devem manter a confidencialidade das informações a eles confiadas, na interação com outros profissionais de saúde e o público em geral. A comunicação envolve comunicação verbal, não-verbal e habilidades de escrita e leitura; o domínio de, pelo menos, uma língua estrangeira e de tecnologias de comunicação e informação;

Liderança
No trabalho em equipe multiprofissional, os Cirurgiões dentistas deverão estar aptos a assumir posições de liderança, sempre tendo em vista o bem estar da comunidade. A liderança envolve compromisso, responsabilidade, empatia, habilidade para tomada de decisões, comunicação e gerenciamento de forma efetiva e eficaz;

Administração e gerencimentos
Os profissionais devem estar aptos a tomar iniciativa, fazer o gerenciamento e administração tanto da força de trabalho, dos recursos físicos e materiais e de informação, da mesma forma que devem estar aptos a ser empreendedores, gestores, empregadores ou lideranças na equipe de saúde;

Educação permanente
Os Cirurgiões dentistas devem ser capazes de aprender continuamente, tanto na sua formação, quanto na sua prática. Desta forma, os Cirurgiões dentistas devem aprender a aprender e ter responsabilidade e compromisso com a sua educação e o treinamento/estágios das futuras gerações de profissionais, proporcionando condições para que haja beneficio mútuo entre os futuros profissionais e os profissionais dos serviços, inclusive, estimulando e desenvolvendo a mobilidade acadêmico/profissional, a formação e a cooperação através de redes nacionais e internacionais.

O Curso de Graduação em Odontologia deve assegurar, também, a formação de profissionais com competências e habilidades específicas para:

·respeitar os princípios éticos inerentes ao exercício da Odontologia;
·atuar em todos os níveis de atenção à saúde, integrando-se em programas de promoção, manutenção, prevenção, proteção e recuperação da saúde, sensibilizados e comprometidos com o ser humano, respeitando-o e valorizando-o;
·atuar multiprofissionalmente, interdisciplinarmente e transdisciplinarmente com extrema produtividade na promoção da saúde baseado na convicção científica, de cidadania e de ética;
·reconhecer a saúde como direito e condições dignas de vida e atuar de forma a garantir a integralidade da assistência, entendida como conjunto articulado e contínuo das ações e serviços preventivos e curativos, individuais e coletivos, exigidos para cada caso em todos os níveis de complexidade do sistema;
·exercer sua profissão de forma articulada ao contexto social, entendendo-a como uma forma de participação e contribuição social;
·conhecer métodos e técnicas de investigação e elaboração de trabalhos acadêmicos e científicos;
·desenvolver atenção odontológica individual e coletiva;
·identificar em pacientes e em grupos populacionais as doenças e distúrbios buco-maxilo-faciais e realizar procedimentos adequados para suas investigações, prevenção, tratamento e controle;
·cumprir investigações básicas e procedimentos operatórios;
promover a saúde bucal e prevenir doenças e distúrbios bucais;
·comunicar e trabalhar efetivamente com pacientes, trabalhadores da área da saúde e outros indivíduos relevantes, grupos e organizações;
·obter e eficientemente gravar informações confiáveis e avaliá-las objetivamente;
·aplicar conhecimentos e compreensão de outros aspectos de cuidados de saúde na busca de soluções mais adequadas para os problemas clínicos no interesse de ambos, o indivíduo e a comunidade;
·analisar e interpretar os resultados de relevantes pesquisas experimentais, epidemiológicas e clínicas;
·organizar, manusear e avaliar recursos de cuidados de saúde efetiva e eficientemente;
·aplicar conhecimentos de saúde bucal, de doenças e tópicos relacionados no melhor interesse do indivíduo e da comunidade;
·participar em educação continuada relativa a saúde bucal e doenças como um componente da obrigação profissional e manter espírito crítico, mas aberto a novas informações;
·participar de investigações científicas sobre doenças e saúde bucal e estar preparado para aplicar os resultados de pesquisas para os cuidados de saúde;
·buscar melhorar a percepção e providenciar soluções para os problemas de saúde bucal e áreas relacionadas e necessidades globais da comunidade;
·manter reconhecido padrão de ética profissional e conduta, e aplicá-lo em todos os aspectos da vida profissional;
estar ciente das regras dos trabalhadores da área da saúde bucal na sociedade e ter responsabilidade pessoal para com tais regras;
·reconhecer suas limitações e estar adaptado e flexível face às mudanças circunstanciais;
colher, observar e interpretar dados para a construção do diagnóstico;
·identificar as afecções buco-maxilo-faciais prevalentes;
·propor e executar planos de tratamento adequados;
·realizar a preservação da saúde bucal;
·comunicar-se com pacientes, com profissionais da saúde e com a comunidade em geral;
·trabalhar em equipes interdisciplinares e atuar como agente de promoção de saúde;
·planejar e administrar serviços de saúde comunitária;
·acompanhar e incorporar inovações tecnológicas (informática, novos materiais, biotecnologia) no exercício da profissão.
A formação do Cirurgião Dentista deverá contemplar o sistema de saúde vigente no país, a atenção integral da saúde num sistema regionalizado e hierarquizado de referência e contra-referência e o trabalho em equipe.

Objetivo
O Curso de Graduação em Odontologia se insere nas ações do Instituto Filosófico Teológico Nossa Senhora Imaculada Rainha do Sertão, baseando suas atividades no ensino, pesquisa e extensão. Em muitas situações estas atividades se interpenetram impossibilitando distinguir quando se está fazendo uma ou outra; em outras é possível distinguí-las com clareza.

O curso de graduação em Odontologia tem por objetivos principais:

·Encorajar o reconhecimento de conhecimentos, habilidades e competências adquiridas fora do ambiente escolar;
·Incentivar o trabalho de pesquisa e investigação científica, visando o desenvolvimento da ciência e da tecnologia e da criação e difusão da cultura e, desse modo, desenvolver o entendimento do homem e do meio em que vive;
·Promover a divulgação de conhecimentos técnico, científico e cultural que constituem patrimônio da Humanidade e comunicar o saber através do ensino, das publicações e de outras formas de comunicação;
·Suscitar o desejo permanente de aperfeiçoamento profissional e cultural e possibilitar a correspondente concretização, integrando os conhecimentos que vão sendo adquiridos numa estrutura intelectual sistematizadora do conhecimento de cada geração;
·Estimular o conhecimento dos problemas do mundo presente, em particular os nacionais e regionais, prestar serviços específicos à comunidade e estabelecer com esta uma relação de reciprocidade;
·Promover a extensão, aberta à participação da população, visando a difusão das conquistas e benefícios resultantes da pesquisa científica e tecnológica e da criação cultural geradas na instituição;
·Superar os desafios das condições de exercício profissional e de produção do conhecimento, permitindo variados tipos de formação e habilitações diferenciadas em um mesmo programa;
·Estimular práticas de estudo independente, visando uma progressiva autonomia intelectual e profissional;
·Articular Educação Superior e Saúde, objetivando a formação geral e específica dos egressos/profissionais com ênfase na promoção, prevenção, recuperação e reabilitação da saúde;
·Indicar competências comuns gerais que formem um profissional atualizado com referenciais nacionais e internacionais de qualidade.
·Fortalecer a articulação da teoria com a prática, valorizando a pesquisa individual e coletiva, assim como os estágios e a participação em atividades de extensão;
·Realizar periódicas avaliações do Curso, utilizando instrumentos variados que sirvam para informar às instituições, aos docentes e aos discentes acerca do desenvolvimento das atividades do processo ensino-aprendizagem;
Perfil de Egresso
Sintonizados com as Diretrizes Curriculares do Curso de Graduação em Odontologia, promanadas do Conselho Nacional de Educação, espera-se que nossos formandos, com este novo currículo, aproximem-se do perfil idealizado.

Cirurgião dentista, com formação generalista, humanista, crítica e reflexiva, para atuar em todos os níveis de atenção à saúde, com base no rigor técnico e científico. Capacitado ao exercício de atividades referentes à saúde bucal da população, pautado em princípios éticos, legais e na compreensão da realidade social, cultural e econômica do seu meio, dirigindo sua atuação para a transformação da realidade em benefício da sociedade. A atuação desse profissional não se restringirá aos grandes centros urbanos, mas também aos pequenos, seja como autônomo ou prestador de serviços, que seja um profissional capaz de interagir com a sociedade e que tenha capacidade de liderança e sensibilidade social. Que tenha uma vasta vivência clínica, com técnicas sofisticadas de cura sustentada por uma sólida base em ciências básicas. Que possa exercer a profissão em consultório privado, mas que se adapte bem a equipes multidisciplinares e serviços socializados.

O Cirurgião dentista deve atuar tendo como preocupação a promoção da saúde bucal da população, num contexto onde embora exista um trabalho preventivo, ainda é muito evidente a prevalência de cáries e doenças periodontais.

Assim, o curso objetiva que o egresso tenha um profissional caracterizado por:

Aprender a aprender
Por meio da aquisição de instrumentos da compreensão, associação e expressão, adquirindo as habilidades necessárias para manter-se atualizado em seus conhecimentos.

Aprender a fazer
Demonstrando a capacidade de interagir com o meio desenvolvendo práticas e conhecimentos qualitativos, compreendendo que o fazer como dimensão humana pode e deve ser melhorado, continuamente.

Aprender a viver juntos
Demonstrando a capacidade de participar e contribuir com os outros no desenvolvimento de todas as atividades humanas: aprendendo a construir coletivamente; compreendendo que o conhecimento na área da saúde é multiprofissional e transdisciplinar.

Aprender a ser
Ser capaz de desenvolver-se como pessoa crítica e autônoma, com juízos de valor próprios e demonstrando atitudes de respeito e valorização da vida humana; aprendendo a ser-com-o outro.

Os usuários que se interessaram por esse curso também buscaram...
Ver mais