Mestrado em Educação

Universidade Católica de Brasília
Em Taguatinga

R$27.174
Os usuários que se interessaram por esse curso também buscaram...
Ver mais

Informação importante

  • Mestrado
  • Taguatinga
  • Duração:
    12 Mêses
Descrição

O Programa de Mestrado e Doutorado em Educação da UCB visa à formação de pesquisadores e de profissionais da educação. Os mestres e doutores formados pela UCB podem seguir as carreiras de cientista pesquisador e/ou carreiras de magistério nos diferentes níveis, atuar em instituições sociais ou empresariais, na elaboração e desenvolvimento de projetos de pesquisa em educação, na gestão educacional

Informação importante
Instalações

Instalações e datas

Início Localização
Consultar
Taguatinga
Campus I - Q.S 07 Lote 01 Epct - Cep 71966700 - Águas Claras, 71966700, Distrito Federal, Brasil
Ver mapa

Programa

Apresentação


O Programa de Mestrado e Doutorado em Educação da UCB visa à formação de pesquisadores e de profissionais da educação. Os mestres e doutores formados pela UCB podem seguir as carreiras de cientista pesquisador e/ou carreiras de magistério nos diferentes níveis, atuar em instituições sociais ou empresariais, na elaboração e desenvolvimento de projetos de pesquisa em educação, na gestão educacional e na formulação e análise de políticas públicas, no nível executivo, de assessoramento ou de consultoria.


Criado em 1994, o Programa formou, até dezembro de 2009, 334 mestres em Educação. O Doutorado iniciou sua primeira turma no ano de 2009. Portanto, não houve tempo para formar doutores.


O Programa de Pós Graduação Stricto Sensu em Educação da UCB tem demonstrado nos últimos anos uma tendência contínua e cada vez mais consolidada de excelência acadêmica com inserção social. Importantes evidências podem ser inferidas da participação dos professores em associações, comitês, conselhos e consultorias variadas; das diversas parcerias inter e intra-institucionais; das atividades do Observatório de Violências nas Escolas (Parceria UCB-Mestrado em Educação-UNESCO); da Cátedra UCB/UNESCO 'Educação, Juventude, Sociedade', da abrangência geográfica do Programa e da própria situação dos egressos. Além disso, deve-se enfatizar a veiculação de notícias na mídia de massa sobre as pesquisas que realizamos.


a) Participação em associações, comitês, conselhos e consultorias: Professores têm participado de diferentes tipos de conselhos, que vão desde o Conselho Estadual de Educação, Conselho Nacional de Assistência Social do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Associação Nacional das Mantenedoras de Escolas e Universidades Católicas do Brasil, Fundação Universa, Conselho Consultivo de Projetos Financeiros; Comitê Executivo da Rede Internacional de Instituições de Ensino Superior Maristas e dois conselhos culturais. Professores nossos participam também de conselhos editoriais de seis periódicos, sendo que três internacionais, além de terem sido pareceristas ad hoc de 18 entidades (eventos e periódicos), incluindo a CAPES e o CNPq. Há ainda sindicatos da área educacional que possuem professores do Programa como membros da direção e instituições nacionais e internacionais (incluindo a UNESCO), das quais alguns de nossos professores participam como consultores.



b) Parcerias intra e interinstitucionais, nacionais e internacionais: O Programa em Educação tem estabelecido diversas parcerias tanto no âmbito da UCB, desenvolvendo projetos de pesquisa e eventos que contam tanto com a colaboração de professores de outros cursos, quanto com a colaboração de professores de outras instituições. No que diz respeito às parcerias intra-institucionais, desenvolvemos em 2009 projetos de pesquisa em parceria com o Mestrado em Psicologia e com o Mestrado em Gerontologia. Com este programa, iniciamos em 2007, a partir dos trabalhos conjuntos de 2006, uma parceria de pesquisa que culminou na criação do Grupo Lattes "Longevidade e Educação", na interface com as políticas públicas e a dinâmica curricular. Ainda no contexto das parcerias intra-institucionais, em 2008, por conta das atividades de docência, pesquisa e extensão, da Cátedra UNESCO e do Observatório de Violências nas Escolas - Brasil, houve uma gama de atividades do Programa de Pós-Graduação em Educação vinculadas à Graduação, incluindo docência de disciplinas nos cursos de graduação tanto de Pedagogia como de Psicologia, além da participação de alunos da Graduação em nossos projetos de pesquisa e em eventos de disseminação do conhecimento científico, entre outras atividades. Todas estas parcerias continuam em 2009.



No que se refere a parcerias externas, continua o projeto de pesquisa iniciado em 2006, em parceria com a Universidade Federal do Rio Grande do Sul ('Crianças e adolescentes em situação de risco psicossocial'). Este projeto deu início a um grupo de trabalho e a uma ampla rede de pesquisa vinculada à ANPEP por meio do GT Juventude, Resiliência e Vulnerabilidade. O GT é liderado pela Professora Silvia Koller (UFRGS) e tem a participação dos Professores Afonso Galvão e Kátia Brasil, do Programa de Pós-Graduação em Educação da UCB. Professores de várias universidades participam desta rede de pesquisa, incluindo UFSM, Universidade do Minho (Portugal), UCDB, UFAM, Universidad Federico Vilarreal (Peru), University of Urbana, Champaign (USA) e Universidad del Valle (Colômbia), entre várias outras. O Grupo Lattes 'Processos criativos e superdotação', envolve pesquisadores e estudantes de diversas universidades, incluindo, além do Programa de Pós-Graduação em Educação da UCB, que participa com os professores Eunice Alencar (líder) e Afonso Galvão, UnB, PUC-Campinas, Universidade São Francisco, UNIP-SP e PUC-RJ. Nesta linha estamos desenvolvendo também parcerias com a UNICAMP e com a PUC-Peru. O Programa, por meio deste grupo de pesquisa promoveu em abril do ano passado o Seminário Internacional de Criatividade, Altas Habilidades e Práticas Inovadoras em Educação. No contexto da linha de pesquisa 'Dinâmica Curricular e Ensino-Aprendizagem', além das já mencionadas parcerias relacionadas ao Grupo de Pesquisa Longevidade e Educação, estamos desenvolvendo também uma ampla rede de parcerias vinculadas ao tema 'Complexidade e educação'. A parceria com a Universidade de Barcelona continua. Em 2009, a Professora Maria Cândida Moraes, que é também professora visitante da Universidade de Barcelona, participou do Fórum Internacional e da IV Jornada sobre Transdisciplinariedad y ecoformación en la práctica: Buscando la Innovación y Creatividad Docente. Ademais, ao final de 2009, iniciamos uma parceria de pesquisa sobre formação de professores com a UFPB e a PUC- SP no contexto do programa PROCAD da CAPES. Este projeto de pesquisa, que conta com a participação das Professores Adelaide Dias (UFPB), Clarilza Prado Sousa e Vera Placco (PUC-SP) é coordenado em Brasília pelo Professor Afonso Galvão. Também estamos desenvolvendo, em vínculo com a Cátedra UNESCO, pesquisas na área de Pedagogia Social, lideradas pelo Professor Geraldo Caliman, em parceria com professores como Bernd Fichtner, da Universidade de Siegen, Alemanha e Sanna Hyynänen, da Universidade de Tempere, Finlândia.



Seguindo uma tendência natural que decorre do desenvolvimento dos trabalhos de ensino, pesquisa e extensão desenvolvidos pelo Observatório, foi criada, no começo de 2007, a Cátedra UNESCO/UCB, cujo título é 'Educação, Juventude, Sociedade', que é liderada pelo Programa em Educação (Professor Candido Gomes), mas tem um caráter interdepartamental e interinstitucional. O Observatório de Violências nas Escolas, criado em 2002, passou a ser uma instância da Cátedra. Muitas atividades foram desenvolvidas pelo Observatório, entrelaçando atividades de ensino, pesquisa e extensão, integrando uma teia de pesquisadores e universidades de diferentes continentes. Portanto, UNESCO e UCB decidiram aprofundar a sua parceria com a criação da Cátedra. Diversos programas de pós-graduação e graduação da UCB participam da Cátedra, incluindo o Mestrado em Psicologia, o Mestrado em Direito e os cursos de Graduação em Psicologia e Pedagogia. Além disso, a Cátedra conta com a participação associada do Programa de Mestrado e Doutorado em Psicologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul.



A Cátedra está aglutinando uma série de pesquisas e projetos desenvolvidos nos diferentes departamentos que dela fazem parte, na intersecção dos temas juventude, educação e sociedade. Os objetivos são tanto o de produzir conhecimento a ser publicado em periódicos, livros e capítulos e dissertações, quanto o de promover ou ajudar na promoção de eventos científicos. Não obstante o perfil acadêmico e de pesquisa, a Cátedra também possui objetivos sociais, que devem se desenvolver de forma vinculada aos projetos de extensão da UCB e de seus vários parceiros institucionais.



Parceria com a Graduação em Pedagogia: Os eventos do Programa de Educação têm tido ativa participação dos professores e alunos da Graduação em Pedagogia. A partir da elaboração do novo currículo da Pedagogia, foram criadas três disciplinas de pesquisa em educação que são vinculadas e administradas pelo Programa de Educação. O objetivo destas disciplinas é apresentar aos alunos da graduação os temas de pesquisa da Pós-Graduação e incentivá-los a participar das nossas pesquisas. As disciplinas permitem a vivência da pós-graduação na graduação e têm ajudado bastante na integração entre os dois programas.



Parcerias entre Programas Stricto Sensu do Centro-Oeste: Entre as universidades que integram o Fórum de Coordenadores dos Programas de Pós-Graduação em Educação da Região Centro-Oeste se estabelece um intercâmbio estruturado principalmente a partir da organização contínua dos Encontros de Pesquisa em Educação promovidas no âmbito do Fórum. Participaram das reuniões coordenadores de dez instituições: UFU, UNIUBE, UNITRI, UFG, UCG, UFMS, UCBD, UFMT, UnB E UCB. Isso possibilitou uma sólida parceria entre os participantes e, como produto destes eventos, podemos salientar a organização e publicação de livros e artigos com a contribuição de vários professores.



Minter UCB/ FAMA: Além das parcerias citadas, o Programa desenvolve um Mestrado Interinstitucional (modalidade Minter, prevista e aprovada pela Capes) em convênio com a Faculdade Atenas Maranhense - FAMA, de São Luís - MA. Os programas Minter visam a oferta de cursos de qualidade reconhecida em regiões distantes dos grandes centros produtores de conhecimento. O referido curso ocorre segundo os mesmos padrões daquele oferecido na sede, incluindo corpo docente, grade curricular e regimento. Corresponde, portanto, a um braço do Programa de Educação da UCB, formando mestres em outra região geográfica. Mas com a marca de qualidade do nosso Programa.



O Programa se estrutura em duas ÁREAS DE CONCENTRAÇÃO:



"Política e Administração Educacional" e "Ensino-Aprendizagem".


Às duas articulam-se três linhas de pesquisa (Política, Gestão e Economia da Educação; Dinâmica Curricular e Ensino-Aprendizagem; e Educação, Juventude, Sociedade).




ÁREA DE CONCENTRAÇÃO 'Política e Administração Educacional'

Nesta área predomina a visão macroscópica da educação e da sociedade, enfatizando-se a investigação dos aspectos políticos, econômicos e sociológicos da educação, em uma perspectiva sócio-historicamente contextualizada.


LINHAS DE PESQUISA vinculadas:

'Política, Gestão e Economia da Educação' - Investiga a formulação, implementação e avaliação de políticas, programas e projetos na área de educação, nos seus diferentes níveis e modalidades. É dedicada especial atenção aos aspectos ligados ao financiamento dos programas e ao impacto desses, no contexto da escola.



Educação, Juventude, Sociedade - Esta linha de pesquisa, vinculada à Cátedra homônima UCB/UNESCO tem se dedicado a investigar temas voltados à articulação dos três tópicos presentes no título da linha. No entanto, no conjunto dos projetos de pesquisa investigados aqui, predomina um interesse pela relação entre escolas, violências e risco psicossocial. A Cátedra 'Educação, Juventude, Sociedade' coordena também os trabalhos de outra parceria UCB/UNESCO vinculada ao Mestrado em Educação: O observatório de Violências nas Escolas. A linha de pesquisa 'Educação, Juventude, Sociedade trabalha na interface das duas áreas de concentração. Assim, se articula tanto com a área 'Política, Gestão e Economia da Educação', quanto com a área 'Ensino-Aprendizagem'.



ÁREA DE CONCENTRAÇÃO 'Ensino-Aprendizagem'.

Aqui predomina a visão microscópica, voltada para a instituição escolar e a sala de aula, sem perder de vista suas conexões com o contexto social. Envolve uma análise crítica das dimensões fundamentais da educação, do currículo e do processo de ensino-aprendizagem.



LINHAS DE PESQUISA vinculadas:


Dinâmica Curricular e Ensino-Aprendizagem - Investiga diferentes dimensões do currículo, a psicogênese do conhecimento, o ensino para a criatividade e para a expertise, a avaliação e as tecnologias adotadas nos diferentes níveis e modalidades de ensino. Busca identificar questões relacionadas com o sucesso escolar, bem como disfunções das práticas pedagógicas desenvolvidas em sala de aula.


Educação, Juventude, Sociedade - Esta linha de pesquisa está vinculada às duas áreas. Veja acima a descrição.



MESTRADO EM EDUCAÇÃO



Total de 30 créditos, sendo 24 créditos para disciplinas e 6 créditos para a elaboração da Dissertação.



Os 24 créditos para disciplinas equivalem a 8 disciplinas de 3 créditos cada, sendo 5 disciplinas optativas (15 créditos) e 3 disciplinas obrigatórias (9 créditos) - "Metodologia da Pesquisa" e "Educação Brasileira" para ambas as áreas, e:

§ "Processo Educacional e Dinâmica Curricular" para a área 'Ensino-Aprendizagem';

§ "Política e Gestão da Educação: Fundamentos" para a área 'Política e Administração Educacional'.



Os 6 créditos para a elaboração da Dissertação equivalem a 3 componentes curriculares obrigatórios: Dissertação I (1 crédito), Dissertação II (2 créditos) e Dissertação III (3 créditos).



Logo, ao todo são 6 componentes curriculares obrigatórios (15 créditos) e 5 componentes curriculares optativos (15 créditos).



O prazo para obtenção do título de Mestre é de, no mínimo, 12 meses e, no máximo, 24 meses.




DISCIPLINAS OBRIGATÓRIAS

Metodologia da Pesquisa: Concepções da natureza da ciência, da construção do conhecimento e do método do trabalho científico. Conflito de paradigmas e várias modalidades de investigação. Revisão da literatura utilizando os recursos disponibilizados pela internet e pela intranet. Características dos delineamentos de pesquisas quantitativas, experimentais e não experimentais. Principais abordagens da pesquisa qualitativa. Técnicas e instrumentos de coleta de dados. Elaboração de projeto de pesquisa.

Educação Brasileira: A disciplina visa oferecer uma visão abrangente da educação brasileira, destacando as principais realizações das últimas décadas e os desafios presentemente enfrentados, bem como os aspectos sócio-econômicos e culturais, que têm condicionado o seu desenvolvimento.

Política e Gestão da Educação: Fundamentos: Papel do Estado em educação, nos níveis federal, estadual e municipal. Políticas públicas e gestão educacional como campo de pesquisa. Interface entre elaboração e implementação de política educacional. Análise de políticas educacionais recentes no Brasil e respectivos debates teóricos. Os novos paradigmas da gestão educacional e escolar e sua explicação teórica.
OBSERVAÇÃO: obrigatória para área de concentração de Política e Administração Educacional.

Processo Educacional e Dinâmica Curricular: Discutir concepções de Educação e de Currículo à luz das dimensões filosóficas, psicológicas, sociais e políticas, considerando as mudanças da sociedade e a exigência de Uma Nova Ordem na dinâmica do processo educacional como um todo e especificamente do processo de ensino-aprendizagem.
OBSERVAÇÃO: obrigatória para área de concentração de Ensino e Aprendizagem.

DISCIPLINAS OPTATIVAS

Altas Habilidades e Talentos: Concepção de altas habilidades, talento e superdotação. Altas habilidades e talentos na perspectiva da teoria das múltiplas inteligências. Os antecedentes do talento e das altas habilidades. O talento criador. Programas e práticas para alunos que se destacam por um potencial superior. Desenvolvimento sócio-emocional do aluno com altas habilidades; dificuldades emocionais e ajustamento. A educação do aluno com altas habilidades em diferentes países.

Avaliação da Educação: Ensino-Aprendizagem: O curso é desenhado para professores ou futuros professores que atuam no ensino médio e/ou superior. A idéia é fazer da aula uma experiência de aprendizagem interativa e construtiva onde as vivências e os conhecimentos dos participantes são tão importantes quanto às idéias e as experiências apresentadas nos textos dos vários autores que serão estudados. Por isso, tópicos e atividades poderão ser incorporados ao programa na medida em que se revelarem de interesse. O curso é constituído de duas partes: na primeira, predominantemente teórica, serão analisados os fundamentos histórico-filosóficos e os desenvolvimentos mais recentes das diferentes conceituações e abordagens metodológicas na área da avaliação do ensino-aprendizagem. Na segunda parte, serão analisadas as experiências dos alunos-professores, enquanto educadores interessados em melhorar sua atuação, sobretudo, no que diz respeito à avaliação em sala de aula.

Avaliação da Educação: Programas e Projetos: Teoria e prática da avaliação educacional de Programas e Projetos.

Criatividade e suas Implicações Educacionais: As distintas dimensões da criatividade. Teorias da criatividade e suas contribuições aos processos de ensino e aprendizagem. Fatores facilitadores e inibidores ao desenvolvimento de habilidades criativas. Criatividade e o currículo. Programas e técnicas de desenvolvimento de habilidades criativas. O papel da escola no desenvolvimento da criatividade.

Desafios Contextuais e Recursos Sociais na Aprendizagem: A disciplina situa, num primeiro momento através de uma aproximação sociológica, os principais desafios e condicionamentos vividos por adolescentes e jovens no contexto social e que tendem a incidir negativamente sobre o processo de ensino e aprendizagem. Conceitos de necessidades humanas, pobreza, risco social, violência e marginalidade. Estudo das principais teorias interpretativas do desvio social e da delinqüência juvenil. Um segundo momento focaliza, em chave pedagógica, recursos metodológicos para a prevenção (primária, secundária e terciária) e a inclusão social.

Economia e Gestão da Educação: A economia da educação e suas implicações para a gestão. Financiamento e custos da educação: quanto custa e quem paga por ela. Aplicações ao ensino médio no Brasil.

Educação Brasileira: A disciplina visa oferecer uma visão abrangente da educação brasileira, destacando as principais realizações das últimas décadas e os desafios presentemente enfrentados, bem como os aspectos sócio-econômicos e culturais, que têm condicionado o seu desenvolvimento.

Ensino-Aprendizagem: Questões Contemporâneas: A disciplina explora o processo de ensino-aprendizagem a partir de uma série de tópicos presentes na pesquisa contemporânea da área. Estes incluem teorias cognitivas da aprendizagem e teorias social construcionistas, com ênfase em Vygotsky, Mead, Donaldson e Bruner. A disciplina aborda também a relação entre motivação, emoção, inteligência e aprendizagem. Finalmente, todos estes aspectos são revistos de modo integrado na última unidade do curso, que explora o estudo individual deliberado como processo que leva à expertise, área que também é trabalhada do ponto de vista conceitual e empírico.

Estatística na Educação: A disciplina apresenta, de maneira simples, a teoria da estatística descritiva e inferencia, e a prática da análise estatística usando modernos recursos de informática. Cada aluno aplica os conhecimentos adquiridos, analisando dados disponíveis da área educacional e apresentando u relatório dos resultados.

Filosofia da Educação: A disciplina visa apresentar uma visão das principais correntes filosóficas que influenciaram o pensamento educacional brasileiro, destacando e aprofundando o estudo do contexto e obra de alguns educadores do período contemporâneo.

Filosofia e Ética da Educação: O objetivo da disciplina é compreender o ato de filosofar como um princípio inovador e sistematizador do pensamento e entender a ética como um projeto de construção da dignidade humana, estabelecendo uma articulação entre esses conhecimentos para aperfeiçoar o ideário e a prática do processo educativo. É desenvolver a arte de viver (ética) e pensar (filosofia) no mundo contemporâneo.

Gestão de Instituições de Ensino: A disciplina tem por objetivo aprofundar as teorias em administração e seus diversos conceitos aplicados à gestão das instituições de ensino, públicas e particulares, nos diversos graus de ensino. Pretende tratar o tema nas perspectivas institucional, do mercado educacional e do macro-ambiente educacional do país. Possibilitará, ainda, a análise e a crítica de distintos modelos de gestão. A disciplina irá oportunizar a análise, a pesquisa e o debate sobre as diversas áreas da gestão, com ênfase em gestão de processos, planejamento, gestão de pessoas, marketing educacional e gestão do conhecimento. O tema será considerado em uma abordagem "multireferencial" e irá considerar as relações entre as distintas correntes filosóficas e sociológicas em educação e a gestão de instituições de ensino.

História da Educação no Brasil: O Humanismo Pedagógico dos Jesuítas; as Reformas Pombalinas do Ensino; o Positivismo e a Educação na 1.ª República; o Movimento Renovador da Educação Nacional; conflitos e tendências manifestos no processo de aprovação da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional; a Reforma do Ensino Superior (1968) e do Ensino de 1.º e 2.º graus (1971); a nova LDB; e o Neoliberalismo na Educação.

Metodologia da Educação Superior: Centrada no Aluno: Fundamentos teóricos da instrução centrada no aluno (ICA): abordagens condutistas e humanista. Primórdios da ICA: a instrução programada, fichas didáticas, módulos de ensino, Método Keller e audiotutoria. Abordagens contemporâneas da ICA: o contrato de estudo, ensino a distância (EAD) e instrução via computador. Pesquisas relacionadas com a ICA. Prática em delineamento, produção, análise, acompanhamento e avaliação da ICA.

Metodologia da Educação Superior: Centrada no Grupo - Escolas, teorias e modelos relacionados com a afetividade no contexto escolar. A taxonomia de Objetivos Educacionais, Domínio Afetivo: estrutura, fundamentos e pesquisa. Inteligência emocional e aprendizagem escolar. Metodologias e estratégias empregadas na aprendizagem afetiva: fundamentos e prática.

Avaliação da aprendizagem afetiva: teorias, modelos e instrumentos; pesquisas focalizando a aprendizagem afetiva e seus construtos.

Metodologia da Educação Superior: Centrada no Professor - Teorias de aprendizagem aplicáveis à aprendizagem de adultos. Características de professores universitários oriundas da pesquisa nacional e estrangeira. A Taxonomia de Objetivos Educacionais e a formulação de objetivos para o ensino universitário. Abordagens dedutivas e indutivas no ensino universitário. O construto " clareza" e seu papel na instrução. Questionamento na instrução e seu papel na instrução. Recursos de apoio à instrução centrada no professor. Abordagens indutivas e sua prática na instrução universitária. Integração de descritores, métodos e procedimentos na instrução centrada no professor.

Projeto de Dissertação: Tópicos especiais de metodologia da pesquisa: validade e fidedignidade; amostragem; revisão da literatura com os recursos da internet e da Intranet. Referencial teórico ou marco teórico. Orientação na elaboração do projeto de dissertação. O estilo na redação de trabalhos acadêmicos; Modelo de projeto de dissertação e normas da ABNT adotadas pela UCB.

Política e Gestão da Educação: Ações: Papel do Estado na educação, nos três níveis: nacional, regional e local. Relações entre política social e política educacional. Interface entre elaboração e implementação de política educacional. Debates teóricos atuais sobre análise de políticas. Modelos de análise de políticas.

Política e Gestão da Educação: Sistemas e Escolas: O papel do Estado na Educação, nos três níveis: nacional , regional e local. O estudo dos sistemas de educação em seus aspectos políticos, estruturais e funcionais. Novos paradigmas da gestão educacional e escolar - sua explicação teórica.

Sociologia da Educação: Paradigmas em sociologia da educação: histórico e tendências. Educação social. Escola como instituição social.

Superdotados: Educação e Ajustamento: Concepções de superdotação. A superdotação na perspectiva da teoria das múltiplas inteligências. Os antecedentes do talento e da superdotação.

Desenvolvimento do talento criador: O desenvolvimento de habilidades de liderança. Programas e práticas da educação do superdotado. Desenvolvimento sócio-emocional do superdotado: dificuldades e ajustamento. A educação do superdotado em diferentes países.

Juventude, Educação, Sociedade: Juventude e sociedade contemporânea. Aspectos psicológicos, modos de produção da subjetividade e da cultural. Identidade juvenil e princípios ético-filosóficos; relações entre juventude, delinqüência, criminalidade organizada transnacional e violências. Perspectivas em educação, saúde e política social para juventude. O trabalho com a adolescência e a juventude em suas configurações contemporâneas e em seus loci emergenciais. Dispositivos de intervenção, institucionais e éticos singulares para atenção à juventude. Políticas públicas para a juventude e para as violências nas escolas.

Complexidade, Aprendizagem e Conhecimento: A partir de uma visão complexa ou ecossistêmica da realidade, pautada no reconhecimento da complexidade, da interdependência, da interatividade entre fenômenos, eventos e processos, bem como entre sujeito, objeto, tecnologias e instituições, pretende-se analisar quais são os princípios e macro-conceitos estruturantes do Pensamento Complexo que colaboram para o desenvolvimento de estratégias didáticas inovadoras, mais adequadas à evolução do pensamento científico atual. Pretende-se, também, analisar as relações entre informação, conhecimento e aprendizagem, dialogia e mediação pedagógica a partir destes referenciais teóricos e verificar suas implicações para mudanças nas práticas pedagógicas desenvolvidas nos ambientes de aprendizagem, virtuais ou presenciais. Novos fundamentos ontológicos, epistemológicos e metodológicos da educação

Desenvolvimento Humano e Educação: Constituição do sujeito e processos de desenvolvimento e aprendizagem nos contextos sócio-educativos e escolares, na perspectiva de teorias psicanalíticas e psicogenéticas. Escola, conhecimento e infância: subjetividade e cultura. Formação de professores e praxis educativa: novos dispositivos de formação pessoal e profissional docente e análise de processos inter e intra-subjetivos na relação ensinar-aprender.

Indivíduo, Educação e Sociedade: Risco e Proteção na perspectiva interacionista

As perspectivas sócio-históricas na construção da subjetividade e das redes sociais. O papel histórico da educação e das organizações escolares enquanto promotoras do desenvolvimento sócio-emocional e da aprendizagem formal. Risco e proteção enquanto conceitos e alternativas de compreensão das relações escolares e efetivos caminhos de construção de estratégias de intervenção.




Pedagogia Social

Teorias das necessidades humanas. Marginalidade, exclusão social e risco. Paradigmas que interpretam historicamente a exclusão social e a delinqüência juvenil. Pedagogia Social: concepções e objeto. Pedagogia social no Brasil. Âmbitos de atuação da Pedagogia Social. Respostas da educação aos problemas comportamentais dos jovens. Metodologia pedagógica em âmbito sócio-educativo: teorias, práticas e métodos de pesquisa. O educador social identidade, campo, competências.



Educação e Risco Psicossocial: Violência e Cotidiano Escolar

Estudo sobre a educação e sua relação com a violência e com o risco psicossocial ao desenvolvimento humano. O papel da educação e das organizações escolares para o desenvolvimento sócio-afetivo e para a aprendizagem. Referências teóricas e conceituais sobre violência, delinqüência, risco e saúde mental.







Os usuários que se interessaram por esse curso também buscaram...
Ver mais