Mestrado Acadêmico em Desenvolvimento Regional

Universidade do Contestado
Em Canoinhas

Preço a consultar
Compare este curso com outros semelhantes
Ver mais

Informação importante

  • Mestrado
  • Canoinhas
Descrição

O Programa de Mestrado em Desenvolvimento Regional terá como objetivo geral promover o ensino e a pesquisa na área do desenvolvimento regional orientados pelos pressupostos multi e interdisciplinar, tendo a região do Contestado como contexto referencial de análise inicial.
Dirigido a: Portadores de diploma de nível superior em curso de graduação de duração plena, devidamente registrado, podendo também ser aceitos estrangeiros diplomados por instituições estrangeiras, desde que seus diplomas sejam convalidados por orgão compente no Brasil.

Informação importante
Instalações

Instalações e datas

Início Localização
Consultar
Canoinhas
Rua Roberto Elke, 86 Canoinhas - Sc, 89460-000, 89460-000, Santa Catarina, Brasil
Ver mapa

Programa

O PROGRAMA
O Programa de Mestrado Acadêmico em Desenvolvimento Regional promoverá abordagens científicas sobre problemas, cuja discussão, em geral, não irrompeu o nível da superficialidade do senso comum, que ainda permanece como traço identitário definido. Em outras palavras, será preciso compreender os vários aspectos de um processo de estagnação ou decadência econômica e os seus efeitos políticos e culturais, como foi o caso das regiões cujas economias cresceram com base na simples extração de recursos naturais, sem a preocupação histórica com a diversificação produtiva, o tratamento da questão ambiental, a agregação de valores e a presença política ativa dos diversos segmentos na sociedade.



Outro importante ponto a destacar é o direcionamento da investigação científica para a compreensão dos aspectos culturais produzidos em cada sociedade, podendo vinculá-los ao desenvolvimento regional, identificando barreiras e estímulos no tempo histórico e em relação ao futuro.



Nesse rumo, a devida orientação do corpo docente do proposto programa, quanto aos propósitos enunciados, deverá estimular, entre os professores, pesquisadores e os futuros alunos do mestrado, ambiente favorável à promoção da reflexão ética e crítica sobre o desenvolvimento, com o esperado impacto na sociedade regional.



Nessa perspectiva, o Programa de Mestrado parte por considerar aspectos das iniciativas de desenvolvimento regional, planejadas e/ou em execução e, a partir delas, recuperar seus pontos de divergência e transformá-los em processos políticos, decisórios e convergentes como referencial teórico, metodológico, ético e cultural, desafio que o Programa se propõe a perseguir.




OBJETIVOS
O Programa de Mestrado em Desenvolvimento Regional terá como objetivo geral promover o ensino e a pesquisa na área do desenvolvimento regional orientados pelos pressupostos multi e interdisciplinar, tendo a região do Contestado como contexto referencial de análise inicial.



Em específico, o programa objetiva:

- Fortalecer o papel da Universidade como agente disseminador do conhecimento científico para fomento do desenvolvimento regional;

- Construir prática de ensino e pesquisa multi e interdisciplinar para que se estabeleça influência recíproca e solidária entre teoria e prática e que permita uma visão global da complexidade apresentada pelo tema do desenvolvimento regional;

- Formar profissionais com capacidade técnica, científica e ética, para a atuação em instituições públicas ou privadas;

- Avaliar a capacidade das políticas educacionais como instrumento para o desenvolvimento regional;

- Analisar a influência e a eficácia das políticas públicas nas relações de complementaridade entre as esferas pública e privada;

- Revitalizar a identidade cultural e política do Contestado;

- Interpretar os modelos de gestão pública e social, nas escalas das políticas do desenvolvimento: local, regional, nacional e internacional;

- Analisar as iniciativas de desenvolvimento agrossilvopastoril para a região do Contestado;

- Estimular pesquisas para a integração do planejamento regional ao municipal, analisando as condições da organização dos espaços urbano e rural para a melhoria de qualidade de vida;

- Instrumentalizar a elaboração de projetos de intervenção que visem à integração da comunidade regional.


PÚBLICO ALVO
Portadores de diploma de nível superior em curso de graduação de duração plena, devidamente registrado, podendo também ser aceitos estrangeiros diplomados por instituições estrangeiras, desde que seus diplomas sejam convalidados por orgão compente no Brasil.



PERFIL DO PROFISSIONAL
O Programa deverá promover a formação e o aprimoramento de profissionais de diferentes áreas do conhecimento, para atividades de ensino, pesquisa, assessoria , consultoria, avaliação e planejamento, em instituições públicas e privadas, reparando-os para interagir na organização política-social e econômica, visando ao desenvolvimento regional.

Esse profissional deverá ter autonomia intelectual e capacidade crítico analítica de articular teorias, métodos e práticas sociais na sua atuação em processos multidisciplinares, bem como, compreender a realidade regional a partir de pressupostos interdisciplinar, no trato das questões, situações e necessidades de cada contexto, que assegurem o desenvolvimento regional.



Competências dos Egressos
Pelo conjunto de conhecimentos proporcionados pelo Programa, os egressos deverão ser capazes de:

- Desenvolver atividades de cunho multi e interdisciplinar no contexto do desenvolvimento regional;

- Difundir conhecimentos produzidos para o desenvolvimento e planejamento regional e municipal;

- Contribuir para a consolidação do processo educacional instalado do contexto, como elemento inerente ao desenvolvimento;

- Propor políticas públicas que se integrem nos projetos de desenvolvimento regional;

- Elaborar projetos na área agrossilvopastoril voltados ao desenvolvimento integrado;

- Promover o desenvolvimento de processos alternativos e necessários para a qualidade de vida e da cidadania, a partir de uma concepção interativa entre Estado e sociedade.


ESTRUTURA DO PROGRAMA
NÚMERO DE VAGAS

18 Vagas



ÁREA DE CONCENTRAÇÃO

Desenvolvimento Regional


LINHA DE PESQUISA
Políticas Públicas e Desenvolvimento Regional



A estruturação da linha de pesquisa constitui uma forma do Mestrado criar canais convergentes de saberes, investigações e críticas, capazes de construir adequações; de um lado, os fios condutores ontológicos, caracterizadores da UnC e de outro, os questionamentos epistemológicos novos, trazidos para o Mestrado pelas demandas da cultura e da política do ambiente.



As pesquisas desenvolvidas deverão priorizar processos que abordem o desenvolvimento socioeconômico, político e cultural, de abrangência regional, produzidos ou não por políticas públicas que, com seus diferentes arranjos, conectem os espaços públicos e privados dos ambientes urbanos e rurais, tendo como contexto referencial de análise inicial, a região do Contestado.


DISCIPLINAS
O programa de mestrado é composto por 05 disciplinas obrigatórias e 12 disciplinas eletivas.



A estrutura curricular espelha os fundamentos direcionadores do mestrado. O conjunto de disciplinas foi estruturado, integrado, progressivamente, às atividades de produção intelectual, culminando com a elaboração da dissertação. É exigido que o mestrando conclua, com aproveitamento, no mínimo 33 créditos. Cada crédito corresponde a 15 horas/aulas



DISCIPLINAS CRÉDITOS
Disciplinas obrigatórias 17
Disciplinas eletivas 10 (mínimo)
Dissertação 06



As disciplinas obrigatórias têm como objetivo auxiliar no estabelecimento da unidade de conhecimento construído. O conhecimento será comum na linha de pesquisa (Políticas Públicas e Desenvolvimento Regional) e permitirá estabelecer o diálogo entre os segmentos de conhecimentos que serão produzidos a partir dessa linha de pesquisa.

As disciplinas eletivas respeitam a identidade sistêmica de sua linha de pesquisa. O Programa garantirá a produção de conhecimento, interligando teoria e prática, relacionando conteúdo de ensino e realidade social.Este conjunto de disciplinas está organizado para abordar questões específicas da linha de pesquisa, bem como na composição dos créditos mínimos dos mestrandos.



DISCIPLINAS OBRIGATÓRIAS CR CH
1. Conhecimento, pesquisa e desenvolvimento 4 60
2. Estado, sociedade e políticas de desenvolvimento 4 60
3. Teorias do desenvolvimento 4 60
4. Sociedade, cultura e desenvolvimento sócio-histórico regional 4 60
5. Seminários temáticos 1 15


DISCIPLINAS ELETIVAS CR CH
1. Políticas educacionais e desenvolvimento regional 3 45
2. Gestão, políticas públicas e desenvolvimento 3 45
3. Gestão ambiental e desenvolvimento regional 3 45
4. Projetos de desenvolvimento socioeconômico 3 45
5. Processos de desenvolvimento para pequenos e médios produtores rurais 3 45
6. Desenvolvimento urbano e rural 3 45
7. Tópicos especiais 1 15
8. Universidade e desenvolvimento regional 2 30
9. Gestão e planejamento em desenvolvimento regional e municipal 2 30
10. Urbanização, cidade e desenvolvimento urbano-regional 2 30
11. Métodos estatísticos quali e quantitativos 2 30
12. Ferramentas de integração da economia regional 2 30


Ementas das disciplinas
As ementas contempladas pelo Programa de Mestrado em Desenvolvimento Regional, constam de informações que permitem sua classificação como Disciplinas Obrigatórias e Eletivas.





DISCIPLINAS OBRIGATÓRIAS


1. CONHECIMENTO, PESQUISA E DESENVOLVIMENTO
EMENTA

As diferentes formas de conhecimento; as abordagens clássicas do conhecimento; alcance e limites do conhecimento científico; desafios da produção do conhecimento sobre o desenvolvimento. O fluxograma básico de pesquisa: abordagem, procedimentos e técnicas de coleta de dados qualitativas e quantitativas; montagem de projeto: tema, problema, modelo de análise, coleta de dados; alcances e limites da pesquisa em desenvolvimento regional.



OBJETIVO

Estudar formas de conhecimento, fluxograma básico de pesquisa, seus alcances e limites em desenvolvimento regional.






2. ESTADO, SOCIEDADE E POLÍTICAS DE DESENVOLVIMENTO
EMENTA

Aproximações entre as Ciências Sociais, a Filosofia Política e a Biologia. Quadro conceitual dos processos de descentralização e regionalização governativa. Movimentos de aproximação entre as esferas estatal e da sociedade civil. Idéia-força de capital social. Força política e institucional do Estado. Aspectos extra-econômicos: reformas políticas, fatores culturais, pedagógicos e biológicos para o desenvolvimento.



OBJETIVO

Estudar por meio de uma abordagem multidisciplinar, aspectos políticos, culturais, econômicos, pedagógicos, filosóficos, éticos e biológicos, relacionáveis à temática do desenvolvimento, ressaltando a importância do papel do Estado e de sua aproximação com a sociedade civil.






3. TEORIAS DO DESENVOLVIMENTO
EMENTA

Os seres humanos não são apenas seres vivos...; A base econômica não é tudo, mas faz a diferença...; Do progresso ao crescimento, do crescimento ao desenvolvimento! Principais formulações do desenvolvimento econômico; A teoria da modernização; A abordagem cepalina; A teoria da dependência; A perspectiva do desenvolvimento sustentável; A teoria da regulação; A abordagem neoschumpeteriana.



OBJETIVO

O cumprimento pleno da disciplina deve permitir à/ao mestranda/o compreender o desenvolvimento econômico como um campo de estudos interdisciplinar; identificar as bases teóricas do desenvolvimento, diferenciando as principais abordagens que dominam o debate - destacadamente: a teoria da modernização, a abordagem cepalina, a teoria da dependência, a perspectiva do desenvolvimento sustentável, a teoria da regulação e a abordagem neoschumpeteriana; e procurar caracterizar o processo de desenvolvimento brasileiro e da América Latina a partir de formulações do desenvolvimento que dêem conta de suas especificidade e complexidade.






4. SOCIEDADE, CULTURA E DESENVOLVIMENTO SÓCIO-HISTÓRICO REGIONAIS
EMENTA

Construção antropológica de identidades e sociedades múltiplas. Desenvolvimento e implicações no modo de vida regional: aspectos históricos; imigração; colonização; formação étnica e cultural de territórios contestados. Sociedades contemporâneas: cultura e hábitos.



OBJETIVO

Conhecer o processo sócio-histórico que fundamenta a construção de identidades e sociedades múltiplas, organizadoras e determinantes do modo de vida no desenvolvimento regional.






5. SEMINÁRIOS TEMÁTICOS
EMENTA

Seminários temáticos em Desenvolvimento Regional e Políticas Públicas. Análise dos conteúdos dos projetos de pesquisa do mestrando. Os seminários temáticos serão desenvolvidos em três momentos: 1)com a participação de todos os alunos, quando serão tratados temas gerais dos diferentes conteúdos e projetos; 2)serão organizados grupos de alunos por áreas afins, quando serão aprofundados os conteúdos específicos de cada projeto; 3)reagrupamento de alunos com projetos de áreas afins, para intercâmbio e socialização da produção entre o grande grupo. Apresentação e discussão das pesquisas dos docentes, visando subsidiar os projetos dos discentes.



OBJETIVO

Socializar, através de seminários em Desenvolvimento Regional e Políticas Públicas, os projetos de pesquisa dos discentes e resultados de pesquisas dos docentes.






DISCIPLINAS ELETIVAS


1. POLÍTICAS EDUCACIONAIS E DESENVOLVIMENTO REGIONAL
EMENTA

Formulação, implementação e avaliação. Estado e educação. A globalização da economia e a reestruturação produtiva. Políticas educacionais e os processos escolares em diferentes configurações históricas. Redefinição no papel do Estado e políticas públicas de educação como instrumento para o desenvolvimento regional.



OBJETIVO

Analisar as matrizes teóricas utilizadas para a formulação de políticas educacionais, os condicionantes para a implementação, avaliação num contexto de globalização econômica e reestruturação produtiva e suas relações com o desenvolvimento regional.






2. GESTÃO, POLÍTICAS PÚBLICAS E DESENVOLVIMENTO
EMENTA

Determinantes socioeconômicos, políticos e culturais na gestão social. Produção de indicadores de pobreza e da exclusão social - repercussões no desenvolvimento regional. Políticas sociais públicas. Cenários e protagonismos na arena política. Terceiro setor. Redes de poder e de gestão social.



OBJETIVO

Refletir aspectos e cenários: Estado e sociedade civil, políticas públicas; arranjos, modos de gestão social e terceiro setor; analisando os processos de descentralização, participação e poder local que promovem ou não o desenvolvimento.






3. GESTÃO AMBIENTAL E DESENVOLVIMENTO REGIONAL
EMENTA

Bases naturais e sociais do espaço geográfico. Apropriação social da natureza. Meio ambiente e desenvolvimento. Administração e gestão do território: a perspectiva ambiental. Aspectos legais da gestão ambiental do território: APAs, EIAs, RIMAs, consórcios e redes municipais de bacias hidrográficas. Planejamento e gestão ambiental no âmbito do desenvolvimento regional.



OBJETIVO

Desenvolver análises dos elementos naturais e sociais na composição do meio ambiente; programas e práticas de planejamento e de gestão ambiental, implementados em escala local, municipal, estadual e federal.






4. PROJETOS DE DESENVOLVIMENTO SOCIOECONÔMICO
EMENTA

Relevância de projetos nos campos das políticas públicas, sociais, educacionais e agrossilvopastoris para o desenvolvimento regional. Planejamento integrador e participativo de projetos. Gerenciamento de projetos. Organismos financiadores.



OBJETIVOS

Conhecer a relevância de projetos nos campos das políticas públicas, sociais, educacionais e agrossilvopastoris para o desenvolvimento regional.






5. PROCESSOS DE DESENVOLVIMENTO PARA PEQUENOS E MÉDIOS PRODUTORES RURAIS
EMENTA

Os conceitos de cadeia produtiva, tecnologia, diversificação produtiva, competitividade e trajetórias tecnológicas. Papel da tecnologia e a sustentabilidade. A diversidade produtiva regional. O comportamento dos mercados dos principais produtos, insumos, serviços e fatores no setor agrícola. Tecnologias de produção e de produtos de origem vegetal e animal.



OBJETIVO

Discutir as relações entre a cadeia produtiva e as tecnologias utilizadas nos seus processos, apresentando os conceitos de tecnologia, sustentabilidade, cadeias produtivas e as integrações nelas contidas para o desenvolvimento regional.






6. DESENVOLVIMENTO URBANO E RURAL
EMENTA

Integração entre rural e urbano. Extensão rural e desenvolvimento urbano: mudança social; desenvolvimento e modernização; metodologia da extensão urbana e rural; comunicação e mudança social. Difusão da pesquisa, tecnologia e inovação no desenvolvimento de comunidades urbanas e rurais. O papel das Universidades no processo de extensão urbano-rural. Cadastro Técnico Multifinalitário Rural e Urbano.



OBJETIVO

Desenvolver a visão multidisciplinar sobre os fundamentos da extensão rural e aplicados no desenvolvimento urbano; sua influência sobre os sistemas sociais, analisando os processos de mudança social e o estágio de desenvolvimento tecnológico.






7. TÓPICOS ESPECIAIS
EMENTA

Temas emergentes nas áreas de: desenvolvimento regional, multidisciplinaridade e interdisciplinaridade, políticas públicas, educação, economia, agrossilvopastoril.



OBJETIVO

Discutir multi e interdisciplinarmente temas emergentes das políticas públicas e desenvolvimento regional.






8. UNIVERSIDADE E DESENVOLVIMENTO REGIONAL
EMENTA

Evolução do ensino superior no Brasil. Políticas de ensino superior. Relação universidade e sociedade. Pesquisa e extensão no desenvolvimento regional. As universidades comunitárias. O sistema fundacional municipal catarinense de educação superior e o desenvolvimento regional.



OBJETIVO

Conhecer os impactos e mudanças propiciadas pela universidade através do ensino, pesquisa e extensão no desenvolvimento regional.






9. GESTÃO E PLANEJAMENTO EM DESENVOLVIMENTO REGIONAL E MUNICIPAL
EMENTA

Importância do planejamento estratégico: conceito e ciclo do planejamento; processo de gestão. Análise do ambiente: recursos físicos, financeiros, humanos e de informação; contexto institucional e administrativo; contexto político; políticas e programas vinculados ao desenvolvimento; organismos de desenvolvimento urbano-rural; estruturas, programas, fundos da União, Estados e situação geográfica. Análise conjuntural e socioeconômico, política e cultural: das forças, das potencialidades; das perspectivas de desenvolvimento regional e municipal. Proposição de: objetivos estratégicos; linhas de trabalho; recursos disponíveis; avaliação, possibilidades de desenvolvimento dos diversos setores de atividades da região e apresentação das reais alternativas. Gestão de projetos: escolhas de estratégias; planos táticos e operacionais; orçamento; implantação e controle.



OBJETIVO

Estudar, num pressuposto multidisciplinar, os conceitos de gestão e planejamento estratégico, desenvolvendo habilidades para reconhecer, formular, analisar e avaliar as alternativas e os problemas típicos do desenvolvimento de regiões e municípios.






10. URBANIZAÇÃO, CIDADE E DESENVOLVIMENTO URBANO-REGIONAL
EMENTA

Urbanização e cidade: concepções e aspectos históricos. A dimensão natural e a dimensão social na construção da cidade. Paradigmas do urbanismo na modernidade. Problemas sócio-ambientais urbanos contemporâneos. Planejamento e gestão urbana. Desenvolvimento urbano-regional. A problemática da urbanização latino-americana e brasileira.



OBJETIVO

Aprofundar conhecimentos: acerca do processo de urbanização; dos problemas socioambientais; do planejamento e gestão de cidades latino-americanas, analisando o papel das cidades no âmbito do desenvolvimento regional.






11. MÉTODOS ESTATÍSTICOS QUALI E QUANTITATIVOS
EMENTA

Planejamento e delineamento da coleta e tratamento de dados quali e quantitativos: questões e conexões entre problemas e necessidades na formulação de indicadores sociais e econômicos. Procedimentos da estatística descritiva, censo e amostragem. Modelos lineares. Correlação e regressão simples e múltipla. Estatística avançada: controle de qualidade (produção industrial), análise de Cluster (agrupamento), teste de hipótese (verificação dos padrões dos produtos), programação linear (alocação de recursos).



OBJETIVO

Propiciar conhecimento do planejamento de pesquisas, análise dos dados e a sua interpretação de forma quali e quantitativa. Descrever, através de modelos matemáticos, os fenômenos em estudo, utilizando os modelos na tomada de decisões, monitorando dos fenômenos, visando o desenvolvimento regional.






12. FERRAMENTAS DE INTEGRAÇÃO DA ECONOMIA REGIONAL
EMENTA

Integração da economia regional com as economias nacional e internacional. Desenvolvimento de produtos e marcas locais.



OBJETIVO

Estudar, de forma multidisciplinar, como as ferramentas da economia são utilizadas para o desenvolvimento socioeconômico de uma região; e de que forma estas ferramentas podem ser utilizadas como processo estrutural e propulsor do desenvolvimento.



Compare este curso com outros semelhantes
Ver mais