História

Universidade Católica Dom Bosco UCDB
Em Campo Grande

Preço a consultar
Compare este curso com outros semelhantes
Ver mais

Informação importante

  • Graduação
  • Campo grande
  • Duração:
    6 Semestres
Descrição

Informação importante
Instalações

Instalações e datas

Início Localização
Consultar
Campo Grande
Av. Tamandaré, Tamandaré-Jardim Seminário - Campo Grande/Ms Cep 79 117 900, 79117 900, Mato Grosso do Sul, Brasil
Ver mapa

Programa

Finalidade

O curso de História visa proporcionar aos (as) acadêmicos(as) a formação humanística, cultura e científica necessária a sua inserção na sociedade, bem como instrumentalizar-se teórica e metodologicamente no exercício de sua atividade profissional, através de uma educação crítica, para a construção de uma sociedade justa e igualitária.

Objetivos

Proporcionar ao acadêmico, formação histórica, humanística e cultural, aliada ao desenvolvimento do espírito crítico e reflexivo, bem como o conhecimento de instrumentos teórico-práticos, indispensáveis à produção e difusão do conhecimento histórico, exercício do magistério na educação básica, assessoria a entidades públicas e privadas e preservação do patrimônio.

Podemos elencar ainda como objetivos do curso, a preparação dos(as) acadêmicos (as) de História para a compreensão do processo de globalização, exigindo novos paradigmas de ensino e educação, o oferecimento de cursos de extensão para às comunidades interna e externa, com vistas à ampliação e difusão do conhecimento científico e histórico e proporcionar oportunidades de realização de trabalho de pesquisa e de investigação científica, visando a consolidação do saber, reflexão e ensino.


Profissional Pretendido

Perfil do Egresso:

O historiador deve estar preparado para as atividades profissionais de pesquisa, ensino e outras modalidades de atuação que envolvam as informações e instrumentos de trabalho concernentes ao conhecimento histórico, com domínio amplo desse campo de conhecimento e das práticas essenciais de sua produção e difusão.

Além disso, o profissional de história caracteriza-se pela consciência da responsabilidade social de seu trabalho. Durante sua formação, ele deve assumir a responsabilidade de produzir de um tipo de conhecimento com profundas implicações sociais, já que trata da consciência do passado comunitário que todo o grupo humano necessita para sua identificação, orientação, sobrevivência no presente e proposição de futuro. Por isso, a História, a par da legitimidade do conhecimento que gera, é matéria prima ideológico-política para legitimação/contestação de diferentes projetos sobre a sociedade. Assim, um aspecto decisivo no oficio do historiador consiste em estar ele atento para que os usos do discurso histórico apontem para o fortalecimento da prática da cidadania.


Mercado de trabalho:

Na qualidade de professor de história, o licenciado atua orientando a aprendizagem e produzindo conhecimentos, na educação básica, das escolas públicas e privadas;


Como historiador, o profissional atua desenvolvendo e produzindo pesquisas nas diversas especialidades históricas. Acrescentando-se ainda, a função de consultor em órgãos de veiculação do conhecimento histórico, por exemplo: museus, arquivos, bibliotecas, veículos de comunicação (rádio, TV, jornais, revistas e internet) e teatros.


COMPETÊNCIAS E HABILIDADES:



a) Capacidade de interrogar, com os instrumentos teórico-metodológicos e técnicos próprios do conhecimento histórico, as aparências com que os fatos se oferecem ao observador, ultrapassando a apropriação do senso comum, a leitura meramente empírica dos dados.


b) Capacidade de entender que as fontes históricas são múltiplas e se apresentam por meio de diferentes suportes e linguagens: escrita, iconográfica, oral, gestual, monumental, etc., que o historiador deve conhecer e saber interpretar.



c) Capacidade de produzir análises e interpretações utilizando-se dos conceitos, categorias e vocabulário pertinentes ao discurso historiográfi
d) Capacidade de produzir, criticar e transmitir conhecimento.



e) O historiador deve estar capacitado a entender a história do próprio conhecimento histórico, suas transformações ao longo do tempo, os diferentes estatutos que experimentou, as tendências e escolas que orientaram e vem orientando sua produção e os "corpus" historiográficos mais representativos.


f) Capacidade de distinguir a diferença entre a experiência histórica vivenciada e seu conhecimento, que é uma construção.



g) Capacidade de reconhecer a pluralidade das experiências históricas das sociedades humanas, sem remetê-las a um modelo único de sociabilidade.



h) Capacidade de reconhecer o estatuto histórico a todas as práticas sociais integram o processo histórico.



i) Capacidade de entender a especificidade e as características do conhecimento histórico no conjunto das demais disciplinas com as quais se relaciona. Isto significa que, apesar das numerosas formas de sua produção e de limites assumidos, o conhecimento histórico tem como horizonte o princípio racional-explicativo e o comprometimento com a supremacia da evidência, com a representação de um passado com existência real que constitui seu referente, o qual pretende analisar, compreender e explicar.



j) Capacidade de selecionar, organizar e sistematizar bibliografia básica para um determinado tema de História.



l) Capacidade de entender o sentido de um texto, reproduzir seus principais conteúdos e argumentos, problematizá-los e estabelecer relações com outros conteúdos e questões.



m) Capacidade de propor e justificar um problema de investigação, estabelecer suas delimitações (cronológica, espacial, temática, etc.), definir as fontes da pesquisa, as referências analíticas, os procedimentos técnicos, realizar a análise do material pesquisado, justificar suas conclusões e expor os resultados de acordo com os requisitos do trabalho acadêmico.



n) Capacidade de perceber a temporalidade do histórico para além da simples sucessão cronológica, suas continuidades, rupturas e ritmos diferentes.



o) Capacidade de perceber a diversidade das relações históricas e as inúmeras mediações que as articulam.



p) Capacidade de perceber as relações/tensões entre as ações dos sujeitos e as determinações que as constrangem no processo histórico.



q) Capacidade de perceber a unidade do social ultrapassando as várias divisões disciplinares, (História, Antropologia, Sociologia, Economia, Ciência Política, etc.), temáticas (História política, História social, História econômica, História cultural, etc.), geopolíticas (História do Brasil, História da América, História da Europa, História do Extremo Oriente etc.), cronológicas (Antigüidade, Idade Média, Idade Moderna, Idade Contemporânea, Tempo Presente, etc.) ou espaciais (global, nacional e regional) do processo histórico.



r) Capacidade de ultrapassar a simples descrição de fatos tais como se oferecem à observação do historiador.



s) Capacidade de incorporar sua experiência de vida como elemento para o conhecimento histórico.



t) Capacidade de considerar a contribuição que seu trabalho pode receber de disciplinas como a Antropologia, Ciência Política, Economia, Epistemologia, Literatura, Psicologia, Sociologia etc.".







Compare este curso com outros semelhantes
Ver mais