Farmácia

Unijuí
Em Ijuí

Preço a consultar
Ou prefere ligar para o centro agora?
(55) ... Ver mais
Compare este curso com outros semelhantes
Ver mais

Informação importante

  • Graduação
  • Ijuí
  • Duração:
    10 Semestres
Descrição

Oferecer ao acadêmico no exercício da profissão conhecimentos abrangentes e competência técnica para exercer atividades referentes à utilização racional dos medicamentos, aos fármacos e aos medicamentos, às análises clínicas e toxicológicas, e ao controle e análise de alimentos.* Possibilitar uma formação de caráter educativo dirigido a uma ação integral e humanizadora, crítica e reflexiva para.
Dirigido a: O perfil profissional proposto pelo Projeto Político Pedagógico do Curso de Farmácia da UNIJUÍ contempla as áreas específicas do conhecimento do farmacêutico, bem como sua formação nas áreas da Saúde Coletiva e Formação Humanística.

Informação importante
Instalações

Instalações e datas

Início Localização
Consultar
Ijuí
Rua Do Comércio, 3000 Cp 560 Bairro Universitário Ijuí - Rs 98.700-000, 98.700-000, Rio Grande do Sul, Brasil
Ver mapa

Programa

A utilização racional de medicamentos é uma preocupação constante do profissional farmacêutico. Ele deve ter conhecimento de todo o processo relacionado ao medicamento, desde a pesquisa e desenvolvimento até a avaliação dos efeitos. Além disso, o profissional da área da Farmácia será capacitado para a análise de materiais biológicos e alimentos, realizando análises, interpretando-as, emitindo laudos e se responsabilizando por eles.


Histórico
O Curso de Graduação em Farmácia na UNIJUÍ foi criado pela Resolução do Conselho Universitário (CONSU) nº 12/97 de 19/06/1997. Seu surgimento explicita o trabalho desenvolvido pelos cursos na área da saúde desta universidade, na busca da consolidação de um espaço institucionalizado de discussão dos aspectos relativos à saúde e das práticas e reflexões próprias da área.

Paralela às discussões presentes na construção, implantação e consolidação do Curso ocorreu à reformulação das diretrizes curriculares nacionais dos Cursos de Graduação em Farmácia conforme a Resolução CNE / CES nº 2 de 19/02/2002. Essas diretrizes curriculares definem os princípios, fundamentos, condições e procedimentos relativos à formação de farmacêuticos, orientando que: Os conteúdos essenciais para o Curso de Graduação em Farmácia devem estar relacionados com todo o processo saúde-doença do cidadão, da família e da comunidade, integrado à realidade epidemiológica e profissional.

Em 2003, constituiu-se o novo currículo do Curso, que procura conferir identidade e proximidade com o campo de atuação profissional bem como adequação às novas diretrizes curriculares com a incorporação parcial dos conteúdos anteriormente desenvolvidos nas habilitações. Para tanto, foram adotadas três estratégias:

* Mudança na abordagem dos conteúdos buscando reduzir a dicotomia entre conteúdos "básicos" e "profissionais";

* Modificação na seriação de forma a antecipar o contato com conteúdos diretamente relacionados ao exercício profissional;

* Inserção de estágios de complexidade crescente no decorrer do curso e atividades complementares à formação dos acadêmicos.

Os acadêmicos realizam 300 horas de estágios específicos. As atividades dos estágios são realizadas em Farmácias e Drogarias, Rede Pública, Laboratórios Industriais e de Análises Clínicas e na Farmácia-escola.


Objetivos

Específicos

* Oferecer ao acadêmico no exercício da profissão conhecimentos abrangentes e competência técnica para exercer atividades referentes à utilização racional dos medicamentos, aos fármacos e aos medicamentos, às análises clínicas e toxicológicas, e ao controle e análise de alimentos.

* Possibilitar uma formação de caráter educativo dirigido a uma ação integral e humanizadora, crítica e reflexiva para atuar em todos os níveis de atenção à saúde, com base no rigor científico e cultural.

* Um profissional generalista que deve necessariamente ter conhecimentos generalizados, ampliados e abrangentes sobre as atividades do âmbito profissional, seja medicamentos, análises clínicas e toxicológicas, alimentos e na atenção à saúde, além da cultura geral;

* Oferecer condições para que o profissional sustente suas ações no compromisso com os pressupostos da saúde coletiva e do Sistema Único de Saúde pautado em princípios éticos e na compreensão da realidade social, cultural e econômica, dirigindo sua ação para a transformação desta.


Perfil Profissional
Contexto de inserção regional

O perfil profissional proposto pelo Projeto Político Pedagógico do Curso de Farmácia da UNIJUÍ contempla as áreas específicas do conhecimento do farmacêutico, bem como sua formação nas áreas da Saúde Coletiva e Formação Humanística. Tal perfil está norteado pelas Diretrizes Curriculares Nacionais dos Cursos de Graduação em Farmácia e no Sistema Único de Saúde, buscando-se um conhecimento amplo, onde se dá grande importância à formação generalista, mas esse conhecimento se estende, também, a todos os níveis da atenção à saúde e à formação humanista.

O egresso da UNIJUÍ tem sua formação voltada principalmente ao medicamento, na sua produção, controle da qualidade e na ação biológica desse, ou seja, o farmacêutico deve ter conhecimento de todo o processo relacionado ao medicamento, desde a sua pesquisa e desenvolvimento até a avaliação dos seus efeitos. Além disso, o farmacêutico será capacitado para a análise de materiais biológicos e alimentos, realizando análises, interpretando-as, emitindo laudos e se responsabilizando por eles.
Áreas de atuação do egresso

Do farmacêutico formado pela UNIJUÍ espera-se:

* Um profissional generalista que deve necessariamente ter conhecimentos generalizados, ampliados e abrangentes sobre as atividades do âmbito profissional, seja medicamentos, análises clínicas e toxicológicas, alimentos e na atenção à saúde, além da cultura geral;

* Um profissional que articule os conhecimentos dos diferentes campos de atuação. Deve ser capaz de inter-relacionar nas suas práticas profissionais os saberes dos diferentes campos, expressando-os na integralidade das ações de saúde;

* Um profissional que entenda a sua inserção na sociedade. Deve atuar como sujeito das ações e políticas de saúde, com competência técnica, científica e postura humanista;

* Um profissional comprometido e em sintonia com os princípios do Sistema Único de Saúde. Deve entender e articular sua inserção no âmbito do SUS e seu papel como integrante da equipe multiprofissional, comprometendo-se com a realidade sócio-epidemiológica do país e particularmente da região. O profissional deve, dentro do seu âmbito, estar apto a desenvolver ações de prevenção, promoção, proteção e reabilitação da saúde individual e coletiva avaliando e analisando os problemas da sociedade. Sua atuação deve estar voltada para a transformação da realidade dos usuários em benefício da saúde dos mesmos;

* Um profissional com ações de caráter humanizador, respeitando e reconhecendo a saúde como direito a condições dignas de vida e desta forma atuando na garantia da integralidade da assistência à saúde;

* Um profissional capaz de trabalhar a partir do conceito da integralidade. Deve reconhecer o todo, suas particularidades e inter-relações realizando seu trabalho de forma articulada e integrada aos demais profissionais da equipe de saúde orientados por princípios comuns buscando os mesmos objetivos nas ações ordenadas e planejadas de forma interdisciplinar e transdisciplinar;

* Um profissional ético no exercício de suas atividades profissionais e de sua cidadania. Deve pautar a realização de seus serviços em condições físicas e instrumentais dentro de padrões de qualidade e dos princípios da ética/bioética, assumindo a responsabilidade da atenção à saúde, não apenas como ato técnico, mas assegurando a resolutividade dos problemas de saúde individuais e coletivos exercendo assistência e atenção farmacêutica;

* Um profissional capaz de compreender o indivíduo no coletivo e o coletivo no indivíduo. Deve ter sua ação pautada pela compreensão do processo saúde-doença-atenção como um determinante social, como fato coletivo, porém sem desconhecer a dimensão individual da doença;

* Um profissional atento às mudanças tecnológicas e inovações científicas. Deve estar preparado para a permanente busca do aperfeiçoamento e da formação através da pesquisa, da atualização e desenvolvimento de habilidades práticas, tanto do ponto de vista profissional quanto humano;

* Um profissional capaz desenvolver atividades administrativas em diferentes instituições públicas ou privadas. Deve ser capaz de planejar e gerenciar os recursos humanos e materiais e exercer liderança nos diferentes espaços de atuação;

* O farmacêutico deve ter seu exercício profissional baseado na ética profissional, assumindo seu papel frente à sociedade, não apenas no ato técnico, mas sendo capaz de exercer a atenção e assistência farmacêutica, assumindo sua função social junto à comunidade local e regional.



Compare este curso com outros semelhantes
Ver mais