Farmácia

ULBRA Universidade Luterana do Brasil
Em Canoas

Preço a consultar
Ou prefere ligar para o centro agora?
(55) ... Ver mais
Compare este curso com outros semelhantes
Ver mais

Informação importante

  • Graduação
  • Canoas
  • Duração:
    60 Mêses
Descrição

Informação importante
Instalações

Instalações e datas

Início Localização
Consultar
Canoas
V. Farroupilha, Nº 8001 · Bairro São José, 92425-900, Rio Grande do Sul, Brasil
Ver mapa

Programa

O Curso

O curso de Farmácia iniciou em março de 1991, autorizado pelo Parecer n° 1031/1989 que aprovou o Plano de Expansão da Universidade, sendo referendado pela Resolução CONSUN 10, de 26 de novembro de 1990. Foi reconhecido através da Portaria Ministerial nº 1.108, de 5 de setembro de 1995, segundo o Parecer 154 do Conselho de Ensino, de 01/09/1995 (DOU 06/09/96) e a Portaria Ministerial 4.237 de 22 de dezembro de 2004 aprovou a renovação de reconhecimento do curso.

Com uma duração de 10 semestres, o curso faz parte da Área da Saúde e Bem-Estar Social. A grade curricular é composta por 51 disciplinas e atividades ordenadas por matrícula semestral, em sequência aconselhada e que deverá ser cumprida integralmente pelo acadêmico.

Objetivo
Capacitar profissionais para realizar com destreza as atividades privativas do farmacêutico e ainda de atuar em áreas afins, comuns a outras profissões, integrando com desenvoltura equipes multiprofissionais e interdisciplinares.

Diferenciais

O curso possui um currículo atualizado com prática pedagógica inovadora, de acordo com as diretrizes do MEC e da Universidade, que orientam para a formação generalista (medicamentos, alimentos, análises clínicas e toxicológicas), com ênfase na política de saúde do país e assistência farmacêutica no SUS, além de atender a demanda gerada pelo mercado de trabalho, diante da constante inovação tecnológica e do caráter interdisciplinar da profissão farmacêutica.

Possui formação técnica conferida através de sete estágios ao longo do curso, que conta com convênios com farmácias municipais, privativas e hospitalares, indústrias farmacêuticas e de alimentos e laboratórios de análises clínicas, onde os alunos desenvolvem atividades relacionadas aos estágios curriculares.

O curso possui laboratórios individuais que permitem o atendimento personalizado do aluno na execução de atividades práticas, bem como uma farmácia escola que atende a demanda de produtos para o Hospital Universitário da Instituição Salienta-se, ainda, a importante integração com a Farmácia Escola para o aprofundamento e a prática da aprendizagem na área de manipulação farmacêutica.

Possui programa de pós-graduação na área, com doutorado e mestrado em Genética e Toxicologia Aplicada.

O curso de Farmácia, a partir da implantação de atividades práticas dentro do Hospital Universitário, passou a oferecer práticas de disciplinas no ambiente hospitalar, assim como os estágios curriculares no laboratório de análises clínicas e na dispensação de medicamentos pela farmácia interna do hospital. Esta inovação proporciona ao corpo discente o acesso ao conhecimento de todo o fluxo operacional da assitência farmacêutica, que abrange desde a seleção de fornecedores, compra e dispensação de medicamentos até a pesquisa clínica, que apenas a vivência em um hospital escola pode proporcionar.

Egresso

O egresso poderá atuar em todos os campos de exercício profissional farmacêutico conforme o decreto 85.878, de 07 de abril de 1981 que estabelece normas para execução da Lei nº 3.820 de 11 de novembro de 1960, sobre o exercício da profissão de farmacêutico.

As principais características do egresso do nosso curso são:

  • Capacidade de assumir atividades ligadas à pesquisa, ao desenvolvimento, produção, manipulação e controle de qualidade de medicamentos e correlatos;
  • Capacidade de gerenciar e administrar estabelecimentos farmacêuticos, e participar em equipe multiprofissional de saúde;
  • Capacidade de exercer assistência farmacêutica e atenção farmacêutica em todos os níveis de atenção à saúde pública ou privada;
  • Gerenciar laboratórios de análises clínicas e toxicológicas;
  • Realizar, interpretar, avaliar, emitir laudos e pareceres e responsabilizar-se tecnicamente por análises de alimentos; de nutracêuticos, de alimentos de uso enteral e parenteral, suplementos alimentares, desde a obtenção das matérias primas até o consumo;
  • Realizar análises físico-químicas e microbiológicas da água.

Mercado de Trabalho

Neste cenário, constitui-se como campo de trabalho do profissional farmacêutico:

  • Farmácia: manipulação magistral alopática; manipulação homeopática, farmácia hospitalar;
  • Drogarias;
  • Distribuidoras de medicamentos;
  • Unidades básicas de saúde;
  • Indústrias de medicamentos, cosméticos, domissaneantes;
  • Indústria de alimentos;
  • Laboratórios de análises clínicas e toxicológicas;
  • Laboratórios de pesquisa;
  • Atuar em órgãos de regulamentação e fiscalização do exercício profissional.


Projeto Pedagógico

O curso de Farmácia, participante ativo de movimentos de avaliação do ensino farmacêutico e em consonância à Missão Institucional da ULBRA, desde o início objetivou a construção de um projeto pedagógico inovador e dinâmico, pautado em uma matriz curricular que possibilite a formação acadêmica integrada e articulada ao compromisso social dos egressos no exercício de atividades de prevenção, promoção e atenção à saúde, tanto em nível individual quanto coletivo, no setor público ou privado, permitindo o resgate da cidadania e de relações solidárias na sociedade.

Para atender às Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Farmácia (Resolução n° CNE/CES 2, de 19 de fevereiro de 2002), a matriz curricular do curso de Farmácia foi reestruturada, aprovada pela Resolução de CONSUN n° 128 em 26/11/2003 e implantada a partir de março de 2004, após inúmeras discussões envolvendo direção, conselho de curso, docentes e representantes dos discentes no período entre 2001 e 2003.

Em 2006, a Universidade, buscando atender os princípios das DCNs, promoveu uma reformulação da organização curricular dos cursos da Área da Saúde e Bem-Estar Social em componentes curriculares que compõem o Ciclo de Formação Geral, Ciclo Básico-Profissional e Ciclo Profissional. Neste cenário, em 2006 foi aprovada uma nova matriz curricular para o curso de Farmácia, com uma carga horária de 4.927 horas e nove semestres para a integralização (Res-C de 28 de junho de 2006).

Considerando a dinâmica da formação profissional em atendimento a demanda das necessidades geradas pelo mercado de trabalho, inovação tecnológica e relações humanistas no exercício da profissão farmacêutica, em meados do segundo semestre de 2008 realizou-se um diagnóstico para se identificar ora as condições de ensino oferecidas aos acadêmicos em especial, as relativas ao perfil do corpo docente, as instalação físicas e a organização pedagógica.

Tal diagnóstico norteou uma nova discussão de proposta de adequação da matriz curricular e atividades pedagógicas que culminou em nova estruturação do projeto pedagógico e matriz curricular. Apartir de março de 2010 inicia uma nova matriz curricular com 10 semestres e 51 disciplinas.


Atividades Acadêmicas

Estágios

Durante a graduação os acadêmicos podem realizar estágios extracurriculares ou curricular em empresas farmacêuticas.

TCC O Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) constitui um dos requisitos das Diretrizes Curriculares Nacionais (Res. CNE/CES 2 de 19/02/2002) para a obtenção do grau no curso de Farmácia.

Atividades Complementares As atividades complementares são atividades extracurriculares que visam propiciar ao aluno a oportunidade de realizar uma trajetória autônoma durante a sua graduação. O acadêmico do curso deverá realizar 235 horas de atividades complementares em três modalidades: ensino, pesquisa e extensão.

Pesquisa

A Ulbra tem como um dos objetivos promover a pesquisa científica e o faz, através da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação, com os programas PROICT/ULBRA, PROBIC/FAPERGS, e PIBIC/CNPq.

O Programa de Iniciação Científica e tecnológica (PROICT/ULBRA) tem por objetivo estimular o desenvolvimento do pensar criativo e a formação do conhecimento prático e metodológico do aluno de graduação, sob a orientação de um professor-orientador participante de um projeto de pesquisa.

O PROICT prevê duas modalidades de participação do aluno:

- Bolsista: Este aluno passa por um processo seletivo e recebe uma bolsa anual;
- Voluntário: É o aluno selecionado para o PROICT que não recebeu bolsa e deseja participar de projetos de pesquisa como voluntário.


Compare este curso com outros semelhantes
Ver mais