Enfermagem

UniEVANGÉLICA

R$39.337
Compare este curso com outros semelhantes
Ver mais

Informação importante

  • Graduação
  • Anapolis
  • Duração:
    4 Anos
Descrição

O Curso de Enfermagem foi aprovado pelo MEC, em 1999, reconhecido pela Portaria Ministerial nº 3121, de 4 de outubro de 2004, sendo que em 2008 teve seu reconhecimento renovado. Os concluintes de enfermagem da UniEVANGÉLICA apresentaram alto desempenho no ENADE/2007, alcançando média superior ao Brasil de 43.4.

Informação importante
Instalações

Instalações e datas

Início Localização
Consultar
Anapolis
Av. Universitária Km. 3,5 - Cidade Universitária, 75083-515, Goiás, Brasil
Ver mapa

Programa

Sobre o Curso

O Curso de Enfermagem foi aprovado pelo MEC, em 1999, reconhecido pela Portaria Ministerial nº 3121, de 4 de outubro de 2004, sendo que em 2008 teve seu reconhecimento renovado. Os concluintes de enfermagem da UniEVANGÉLICA apresentaram alto desempenho no ENADE/2007, alcançando média superior ao Brasil de 43.4.

O enfermeiro é o profissional do cuidado, competente a atuar em diferentes cenários: assistência à saúde de pessoas, gerenciamento e gestão de serviços de saúde públicos e privados, ensino de enfermagem e de outras ciências da saúde, bem como pesquisa em diversas linhas. O Sistema Único de Saúde (SUS) tem apresentado alta demanda de enfermeiros, principalmente, no âmbito da Política de Atenção Básica, onde atua em todos os programas de saúde.

O curso atende, integralmente, as Diretrizes Curriculares Nacionais (DCNs), trazendo vantagens significativas ao futuro profissional:

- além de 800h de Estágios Curriculares Supervisionados desenvolvidas no último ano, a partir do 3º período, os acadêmicos contam com sistema arrojado de prática em campo clínico (hospitalar e atenção básica), com acompanhamento efetivo de professores altamente qualificados, que respeita a proporção professor-aluno exigida pelo Conselho Federal de Enfermagem;

- Suporte de infra-estrutura institucional: biblioteca com amplo acervo, Comitê de Ética em Pesquisa, laboratórios tecnologicamente equipados, sistema de apoio pedagógico e nivelamento.



Concepção do Curso

O Curso de Enfermagem da UniEVANGÉLICA é o pioneiro no município de Anápolis - GO. Por ocasião de sua criação, em 1999, veio atender aos anseios de uma demanda reprimida, caracterizada por concluintes do Ensino Médio e de profissionais de enfermagem de nível técnico. Por outro lado, devido à escassez deste profissional na região, as instituições de saúde públicas e privadas apresentavam déficit em seu quadro de pessoal, com destaque para expansão da atenção básica, através da implantação de seu componente principal, a Estratégia de Saúde da Família e suas equipes.

Nesse contexto, houve manifestação de interesse desses gestores para investimento na qualificação de recursos humanos dessa natureza.

A complexidade da proposta de formação do enfermeiro generalista, conforme as Diretrizes Curriculares Nacionais da Graduação de Enfermagem, fundamenta o projeto pedagógico do curso, que se apóia na concepção de práxis de enfermagem, tendo em vista a superação dos limites da educação tradicional e da saúde reducionista, onde o aluno e o cliente, respectivamente, são as figuras centrais do processo e concebidos como PROTAGONISTAS.

Os componentes da educação superior - ensino, pesquisa e extensão - estão apoiados nos paradigmas holístico e humanístico, sendo que da abordagem interdisciplinar emergem a práxis pedagógica e a práxis de enfermagem.

O arcabouço teórico-conceitual que sustenta a operacionalização da matriz curricular está apoiado na Tendência Pedagógica Progressista, sendo o Construtivismo representado pelas Teorias Aprendizagem Significativa de Alzubel e Novac, Problematizadora de Freire e Crítica Social dos Conteúdos.

Na saúde, o processo do cuidar se norteia pelos princípios e diretrizes do Sistema Único de Saúde (SUS), pelo metaparadigma de Teorias de Enfermagem (Autocuidado e Necessidades Humanas Básicas Afetadas), na humanização e integralidade do cuidar.

A práxis de Enfermagem tem como princípio fundamental a integralidade do cuidar entendido como um sistema de redes de atenção à saúde, que abrange as ações de promoção, prevenção tratamento e reabilitação, cuja porta preferencial de entrada é a Estratégia de Saúde da Família, que garante acesso a todos os níveis de complexidade do sistema.

A ética normativa do curso está apoiada em documentos reguladores das ações profissionais, da educação e da saúde no país. Os princípios bioéticos são de essência principialista - autonomia, beneficência, não-maleficência e justiça - e orientam a conduta humana no estudo das ciências da vida e do cuidado da saúde multidisciplinar.

A nova práxis de enfermagem, firmada na integralidade do cuidar, tem permitido aos discentes, docentes e egressos, a ocupação significativa de diferentes espaços do sistema de saúde. Os atores do curso de Enfermagem são reconhecidos pela sociedade como agentes de re-significação e transformação da realidade epidemiológica do município.



Perfil do Egresso

O curso forma enfermeiro:

- Generalista, com formação humanista, crítica e reflexiva, fundamentada no princípio de integralidade do cuidar, mediante proposta interdisciplinar (assistir, educar e pesquisar);

- Conhecedor do processo saúde/doença do indivíduo, família e comunidade;

- Capaz à tomada de decisão e ao exercício da Enfermagem em todos os níveis de atenção à saúde, durante qualquer fase do ciclo de vida.

- Competente a atuar em equipe multidisciplinar em consonância com as diretrizes das políticas públicas do setor saúde, no atendimento às demandas do Sistema Único de Saúde (SUS), conforme a realidade epidemiológica da macro e da micro região.

- Profissional fundamentado em princípios éticos e morais, voltado para responsabilidade social e compromisso com a cidadania.

Habilidades e competências gerais


* Atuar no âmbito dos programas de saúde de acordo com os princípios e diretrizes do Sistema Único de Saúde (SUS).
* Atuar no âmbito da Política de Atenção Básica à Saúde - cuidar do indivíduo, família e comunidade em diferentes cenários de vida e níveis de complexidade do sistema de saúde - atenção básica, média e alta complexidade.
* Tomar decisões profissionais, a partir do pensamento crítico e julgamento clínico de situações de saúde e doença individuais e/ou coletivas para implementação de assistência sistematizada com otimização de recursos humanos e tecnológicos.
* Utilizar a comunicação como instrumento de acesso à informação, interação com equipe multiprofissional e clientes, bem como de educação em saúde e educação continuada.
* Administrar e gerenciar casos individuais e coletivos.
* Exercer a gestão de serviços públicos e privados, segundo a política pública de saúde vigente no país.
* Ministrar e/ou gerenciar programas de educação permanente, tendo em vista a atualização e aprendizagem contínua da equipe de saúde em diferentes situações.
* Desenvolver projetos de pesquisa na área de saúde.
* Integrar a equipe multidisciplinar de saúde, no desenvolvimento de ações voltadas para transformação social e do perfil epidemiológico da população da micro e macroregião.
* Atuar na área de ensino na formação de profissionais da saúde.
* Assumir o compromisso ético, humanístico e social com o trabalho multiprofissional em saúde.

Habilidades e competências específicas

* Assumir diferentes papéis no mundo do trabalho: assistência, gerenciamento (consultoria, auditoria, responsabilidade técnica, controle de infecção, enfermagem do trabalho), ensino (diferentes níveis) e pesquisa.
* Realizar a Consulta de Enfermagem em diferentes especialidades e situações, fundamentada na Sistematização da Assistência de Enfermagem (coleta de dados, diagnóstico, prescrição, implementação e avaliação do cuidado) de forma a assegurar a integralidade da atenção e a qualidade e humanização do atendimento.a diferentes grupos sociais, em distintos processos de vida, saúde, trabalho e adoecimento.
* Utilizar adequadamente diferentes tecnologias para do cuidar em enfermagem, na promoção, prevenção, manutenção e reabilitação da saúde, almejando a integralidade do cuidar.
* Cuidar do indivíduo, família e comunidade apoiado em julgamento clínico, tomada de decisão e habilidades de cuidar específicas à diferentes situações de saúde e doença.
* Atuar ou coordenar Estratégia de Saúde da Família
* Atuar e/ou gerenciar o Programa Nacional de Imunização, garantindo imunização efetiva e segura de toda a população.
* Atuar na atenção básica à saúde da população em diferentes etapas do ciclo de vida: gestação, infância, adolescência, adulta jovem, terceira idade, climatério.
* Atuar em clínicas e ambulatórios no atendimento de média complexidade.
* Atuar em Centro de Diagnósticos.
* Atuar com auditor em órgãos públicos e privados.
* Gerenciar Programa de Pré-Natal de Baixo risco segundo o Programa de Humanização do Pré-Natal e Nascimento (PHPN/SISpé-natal)
* Realizar parto normal sem distócia
* Colaborar no atendimento do neonato normal ou em condições críticas.
* Atuar em equipes de transplantes de órgãos.
* Colaborar ou gerenciar o Programa de Planejamento Familiar
* Atuar em Banco de leite Humano
* Atuar efetivamente em Unidade de Terapia Intensiva (neonatologia, pediatria e adulto/idoso)
* Atuar ou gerenciar equipe de Enfermagem do Sistema de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU)
* Atuar ou Gerenciar Centro Cirúrgico
* Gerenciar Central de Esterilização de Material de saúde
* Atuar ou gerenciar serviço de tratamento de feridas
* Atuar em Oxigenoterapia Hiperbárica
* Atuar em enfermagem aeroespacial
* Atuar como Enfermeiro do trabalho junto ao Programa de Controle de Saúde Ocupacional (PCMSO)
* Atuar em Unidades Oncológicas (ambulatoriais e hospitalares)
* Atuar ou gerenciar centro de quimioterapia
* Atuar ou ser presidente de Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH)
* Atuar o coordenar programas de vigilância em saúde: vigilância epidemiológica, vigilância sanitária
* Instituir e atuar em Saúde Escolar (Escolas Promotoras da saúde)
* Gestor ou enfermeiro de Home Care
* Atuar em enfermagem alternativa: toque terapêutico, autocuidado, acupuntura.
* Atuar como enfermeiro de educação continuada e divulgação de produtos farmacêuticos e outros insumos ou equipamentos hospitalares (empresas privadas)
* Liderar outros agentes de enfermagem no desempenho de ações de cuidar individuais e/ou coletivas.
* Desenvolver, participar e aplicar pesquisas e/ou outras formas de produção de conhecimento.
* Participar da composição das estruturas consultivas e deliberativas do sistema de saúde, bem como assessorar órgãos, empresas e instituições em projetos de saúde.
* Exercer a docência em diferentes níveis: técnico, tecnológico e superior na área de Enfermagem e outras das Ciências da Saúde.



Matriz Curricular


1 - Periodo

LÍNGUA PORTUGUESA
CIÊNCIAS BIOLÓGICAS I: FISIOLOGIA E DISFUNÇÕES CELULARES
CIÊNCIAS BIOLÓGICAS II: CONCEPÇÃO E FORMAÇÃO DO SER HUMANO
SAÚDE E SOCIEDADE I: SISTEMA DE SAÚDE
INVESTIGAÇÃO E VIGILÂNCIA EM SAÚDE I: BIOÉTICA/INFORMÁTICA
INTRODUÇÃO À ENFERMAGEM
DEONTOLOGIA E EXERCÍCIO PROFISSIONAL DE ENFERMAGEM
COMUNICAÇÃO E CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO EM ENFERMAGEM

2 - Periodo

METODOLOGIA DO TRABALHO CIENTÍFICO
CIÊNCIAS BIOLÓGICAS III: MOVIMENTO
SAÚDE E SOCIEDADE II: SOCIOLOGIA
CIÊNCIAS BIOLÓGICAS IV: METABOLISMO
PSICOLOGIA APLICADA À ENFERMAGEM
CIÊNCIAS BIOLÓGICAS V: DINÂMICA VITAL
INVESTIGAÇÃO E VIGILÂNCIA EM SAÚDE II: VIGILÂNCIA SANITÁRIA, BIOSSEGURANÇA E CONTROLE DE INFECÇÃO
FILOSOFIA DO CUIDAR
ENFERMAGEM EM PROGRAMAS NUTRICIONAIS E PRÁTICAS ALIMENTARES

3 - Periodo

FARMACOLOGIA APLICADA À ENFERMAGEM
SAÚDE E SOCIEDADE III: ANTROPOLOGIA
INVESTIGAÇÃO E VIGILÂNCIA EM SAÚDE III: BIOESTATÍSTICA
FERRAMENTAS PARA EDUCAÇÃO EM SAÚDE
CIÊNCIAS BIOLÓGICAS VI: AGRESSÃO E DEFESA I
MATEMÁTICA APLICADA À ENFERMAGEM
SEMIOLOGIA E SEMIOTÉCNICA DO CUIDAR

4 - Periodo

CULTURA RELIGIOSA
DOENÇAS TRANSMISSÍVEIS
SAÚDE E SOCIEDADE V: MEIO AMBIENTE
CIÊNCIAS BIOLÓGICAS VII: AGRESSÃO E DEFESA II
CIÊNCIAS BIOLÓGICAS IX: PRIMEIROS SOCORROS
ENFERMAGEM EM SAÚDE REPRODUTIVA E SEXUALIDADE
SISTEMATIZAÇÃO DA ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM I

5 - Periodo

LÓGICA APLICADA À ENFERMAGEM
CIÊNCIAS BIOLÓGICAS VIII: ENVELHECIMENTO
INVESTIGAÇÃO E VIGILÂNCIA EM SAÚDE IV: EPIDEMIOLOGIA E BUSCA DE EVIDÊNCIAS
TAXONOMIAS DA ENFERMAGEM
ENFERMAGEM EM SAÚDE COLETIVA

6 - Periodo

OPTATIVA I
GESTÃO DE SISTEMAS E SERVIÇOS DE SAÚDE
ENFERMAGEM EM BLOCO CIRÚRGICO
SISTEMATIZAÇÃO DA ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM II: CLÍNICA DO ADULTO E IDOSO

7 - Periodo

ADMINISTRAÇÃO APLICADA À ENFERMAGEM
ENFERMAGEM EM PSIQUIATRIA
ENFERMAGEM EM PEDIATRIA

8 - Periodo

INVESTIGAÇÃO E VIGILÂNCIA EM SAÚDE V: METODOLOGIA DE PESQUISA EM SAÚDE
ENFERMAGEM EM OBSTETRÍCIA
METODOLOGIA NO ATENDIMENTO DE ALTA COMPLEXIDADE I
PRODUÇÃO CIENTÍFICA EM ENFERMAGEM I

9 - Periodo

OPTATIVA II
ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO I
METODOLOGIA NO ATENDIMENTO DE ALTA COMPLEXIDADE II
PRODUÇÃO CIENTÍFICA EM ENFERMAGEM II

10 - Periodo

ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO II
PRODUÇÃO CIENTÍFICA EM ENFERMAGEM III


Estágio Curricular

As atividades práticas e estágios supervisionados estão regulamentados pelas Diretrizes Curriculares Nacionais de Enfermagem - Resolução CNE/CES nº03/2001 - e pela Resolução do Conselho Federal de Enfermagem nº 299/2005.

"Na formação do Enfermeiro, além dos conteúdos teóricos e práticos desenvolvidos ao longo de sua formação, ficam os cursos obrigados a incluir no currículo o estágio supervisionado em hospitais gerais e especializados: ambulatórios, rede básica de serviços de saúde e comunidades nos dois últimos semestres do Curso de Graduação em Enfermagem". (Diretrizes Curriculares Nacionais de Enfermagem, 2001).
Objetivos do estágio

- Propiciar o desenvolvimento de habilidades e competências do cuidar de enfermagem, que permitam ao egresso atuar segundo o princípio da integralidade do cuidar, em todos os níveis de assistência: atenção básica, média e alta complexidade, de acordo com a realidade epidemiológica da microrregião e as demandas de saúde individuais e coletivas;

- Desenvolver habilidades e competências para o cuidado integral de enfermagem efetivo e específico à cada fase do ciclo de vida e grau de comprometimento de saúde do indivíduo, família e comunidade;

- Tornar o acadêmico e futuro egresso um transformador da realidade, a partir de ações de enfermagem, sistematizadas para prevenção, promoção e reabilitação da saúde de pessoas individuais e /ou coletivas;

- Superar a dicotomia entre a teoria e a prática por meio da abordagem humanística e assistência integral.

Diferença entre atividades práticas e estágios supervisionados

- As atividades práticas curriculares constam de práticas laboratoriais e práticas de campo de caráter assistencial ou gerencial intencionais e sob a responsabilidade e orientação de um professor, obedecendo a proporção professor/aluno exigida na Resolução do COFEN nº 299/2005. Podem ser realizadas visitas técnicas, assistência direta do tipo ambulatorial, domiciliária ou hospitalar;

- Os estágios supervisionados devem acontecer por ocasião dos dois últimos períodos, com carga horária referente a, pelo menos, 20% da carga horária total do curso.
Atividades desenvolvidas no estágio

- As atividades práticas nos 1° e 2° períodos do curso, correspondentes as disciplinas das Ciências Biológicas e Sociais da Enfermagem, são executadas essencialmente em laboratórios, mas o acadêmico já participa de atividades em campo;

- A partir do 3º Período as atividades práticas são essencialmente ligadas às Ciências da Enfermagem/Assistência de Enfermagem e desenvolvidas em instituições da rede de saúde, sob a supervisão do docente responsável. Essas atividades tem enfoque clínico para desenvolvimento de habilidades e competências do cuidar de enfermagem. São desenvolidas em grupos de 5-10 alunos, conforme as exigências da Resolução do Conselho Federal de Enfermagem (COFEn) 299/2005.

- Nos dois últimos períodos do curso (7º e 8º), os alunos participam dos estágios supervisionados em instituições públicas e privadas, que correspondem, criteriosamente, a 20% da carga total do curso.

Campos de estágio

-Fundação de Assistência Social de Anápolis GO - FASA

- Hospital de Urgências Dr. Henrique Santillo - HUHS

- Hospital Evangélico Goiano - HEG

- Hospital Espírita de Anápolis - HEP

- Maternidade Drº Adalberto Pereira Silva - MADAPS

- Vigilância Sanitária

- Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais - APAE

- Hospital de Doenças Transmissíveis - HDT - Goiânia/GO

- Secretaria Municipal de Saúde de Anápolis (ESF, Unidade de Saúde da Mulher, Unidade Jundiaí, CAPS, CAIS e SAMU)

- Instituto Cristão Evangélico

- MORHAM

- Asas de Socorro

- ASSOCIAÇÃO DAS VIÚVAS

- Associação de combate ao câncer - Anápolis

Informação adicional

Forma de pagamento : mensalidade:R$ 819,54

Compare este curso com outros semelhantes
Ver mais