Design

Unijuí
Em Ijuí

Preço a consultar
Ou prefere ligar para o centro agora?
(55) ... Ver mais
Compare este curso com outros semelhantes
Ver mais

Informação importante

  • Graduação
  • Ijuí
  • Duração:
    8 Semestres
Descrição

O curso de Design propicia experiência teórico/prática, nas áreas de Design Gráfico e de Produto, em diferentes momentos: em grande parte dos componentes curriculares, nos componentes curriculares de projeto, nos laboratórios de ensino de design gráfico (Usina de Idéias) e de produto (Núcleo de Design de Produto), nos projetos de conclusão de curso e nos estágios curriculares.
Dirigido a: O Bacharel em Design é um profissional que se ocupa do projeto de sistemas de informações visuais, objetos e/ou sistemas de objetos de uso através do enfoque interdisciplinar. No desenvolvimento de seus projetos, o designer considera as características dos usuários e de seu contexto sócio-econômico-cultural, bem como o perfil, potencialidades e limitações econômicas e tecnológicas das unidades produtivas onde os sistemas de informação e objetos de uso serão fabricados.

Informação importante
Instalações

Instalações e datas

Início Localização
Consultar
Ijuí
Rua Do Comércio, 3000 Cp 560 Bairro Universitário Ijuí - Rs 98.700-000, 98.700-000, Rio Grande do Sul, Brasil
Ver mapa

Programa

Design é Projeto. O segredo está em criar projetos gráficos e de produto com diferencial. Mas, para o Designer chegar ao projeto, precisa analisar alguns fatores estratégicos, conhecer os impactos ambientais, além de ter capacidade criativa, domínio de diferentes linguagens, visão setorial e gerencial. O curso caracteriza-se pelas habilitações de designer gráfico e a de designer de produto.


Histórico
O Curso de Design foi autorizado conforme Resolução CONSU nº 11/99, realizando o primeiro vestibular, no primeiro semestre de 2000. Iniciou como curso diurno, com seleção no vestibular de verão.

A primeira turma formou-se em agosto de 2004, quando no mesmo ano ocorreu a avaliação do MEC. Estes fatos proporcionaram reflexões que permitiram, a partir de 2006, passarmos o curso para o turno da noite, e aprimorar o currículo. Permanecem as 50 vagas com ingresso no vestibular de verão.

A implantação do Curso de Design na UNIJUÍ possui como seu objetivo fundamental a capacitação de pessoas, através de graduação superior, não somente para o desenvolvimento de projetos de design para os segmentos produtivos, especificamente o industrial, buscando otimização do processo, planejamento-design-produção-comercialização; como também para compreenderem o lugar do design no mundo contemporâneo, bem como o dos sujeitos agentes, no sentido de serem capazes de refletir e gerir as suas próprias ações, porque de acordo com o Programa Brasileiro de Design - PBD - há uma grande necessidade de especialização nesse campo.


Objetivos

Específicos

* ser um elemento fundamental para agregar valor e criar identidades visuais para produtos, serviços e empresas, constituindo em última análise, à imagem das empresas no mercado. Alguns aspectos incorporados pelo design são: inovação, confiabilidade, evolução tecnológica, padrão estético, rápida percepção da função/uso do produto, adequação às características socioeconômicas e culturais do usuário, e racionalização (PBD);

* fomentar, através da capacitação técnico-gerencial, o surgimento de novas empresas na região, capazes de auxiliar na melhoria da qualidade de vida de seus habitantes, tanto do ponto de vista socioeconômico quanto do cultural;

* fomentar, através da capacitação ético-intelectual, a busca de uma concepção de sociedade humana que motive a adequação dos fins materiais disponíveis e daqueles que podem ser buscados pela ciência e pela técnica, aos fins humanos propriamente ditos, ou seja, de projetar a vida em vez de programá-la.


Perfil Profissional
Contexto de inserção regional

O Bacharel em Design é um profissional que se ocupa do projeto de sistemas de informações visuais, objetos e/ou sistemas de objetos de uso através do enfoque interdisciplinar. No desenvolvimento de seus projetos, o designer considera as características dos usuários e de seu contexto sócio-econômico-cultural, bem como o perfil, potencialidades e limitações econômicas e tecnológicas das unidades produtivas onde os sistemas de informação e objetos de uso serão fabricados. Para isso, deve apresentar os seguintes requisitos:

* Capacidade criativa - deve ser capaz de propor soluções inovadoras pelo domínio de técnicas e processos de criação;

* Domínio de linguagem - deve ser capaz de expressar os conceitos e soluções de seus projetos, tanto à mão livre como pelo uso de instrumentos, dominado as técnicas de expressão e reprodução visual através do emprego de diferentes técnicas;

* Trânsito interdisciplinar - deve ser capaz de saber dialogar com especialistas de outras áreas de modo a utilizar conhecimentos diversos e atuar em equipes interdisciplinares na elaboração e execução de pesquisas e projetos;

* Capacidade de conceituar o projeto - deve ter uma visão sistêmica do projeto pela combinação adequada de diversos componentes, materiais, processos de fabricação, aspectos ergonômicos, psicológicos e sociológicos do produto;

* Conhecimento de aspectos de metodologia de projeto - deve dominar as etapas de desenvolvimento de projeto, a saber: definição de objetivos, técnica de coleta, tratamento e análise de dados, geração e avaliação de alternativas, configuração de solução e comunicação de resultados;

* Visão setorial - deve ter conhecimento do setor produtivo de sua especialização (mobiliário, confecção, calçados, jóias, cerâmica, gráfico, embalagens, software etc.), no que tange ao mercado, materiais, processos produtivos e tecnologias empregadas, além das potencialidades de seu desenvolvimento, principalmente no contexto regional;

* Aspecto gerencial - deve ter noções de gerência de produção, incluindo qualidade, produtividade, arranjo físico de fábrica, estoques, custos e investimentos, além da administração de recursos humanos para a produção;

* Aspectos socioeconômicos - deve ter visão histórica e prospectiva, bem como consciência das implicações econômicas, sociais, antropológicas, ambientais e ética de sua atividade.

Áreas de atuação do egresso

O curso de Design propicia experiência teórico/prática, nas áreas de Design Gráfico e de Produto, em diferentes momentos: em grande parte dos componentes curriculares, nos componentes curriculares de projeto, nos laboratórios de ensino de design gráfico (Usina de Idéias) e de produto (Núcleo de Design de Produto), nos projetos de conclusão de curso e nos estágios curriculares.

De acordo com o projeto político-pedagógico do curso, grande parte dos componentes curriculares do curso de Design possui um caráter prático, conciliando a reflexão teórica com a prática exercida na profissão do designer. Deste modo, usa-se com freqüência diferentes laboratórios.

Os componentes de projeto foram ampliados para seis, em cada habilitação, na última alteração de currículo, com intuito de proporcionar maior experiência prática ao aluno desde o terceiro semestre do curso. Estes componentes estão baseados fundamentalmente na concepção e desenvolvimento de diferentes projetos gráficos ou de produtos.

Os laboratórios de ensino (Usina de Idéias e Núcleo de Design de Produto) oportunizam uma considerável experiência prática aos alunos, porém o número de participantes é limitado. Se considerarmos os ingressos no curso a cada ano, são poucos os alunos que têm a oportunidade de estagiar nos laboratórios de ensino. Entretanto, pode-se observar um diferencial daqueles que passaram por esta experiência, destacando-se no desenvolvimento de projeto e monografias, tanto no design gráfico como no design de produto.



Compare este curso com outros semelhantes
Ver mais