Desiderius Erasmus - Cerimonial e Protocolo

FACHA - Faculdades Integradas Hélio Alonso
Em Rio De Janeiro

R$800

Informação importante

  • Curso
  • Rio de janeiro
  • 32 horas letivas
Descrição

O curso tem por objetivo precípuo conscientizar as pessoas da importância dos procedimentos cerimoniais e da linguagem protocolar nas relações inter-pessoais, inter-grupais e inter-governamentais que envolvam profissionalismo e seriedade, sem deixar de realçar características sociológicas e antropológicas dos brasileiros, que aparentemente são refratários à formalidade.Esmiuçar a necessidade do pr.
Dirigido a: Ensino Médio ou Superior em curso ou já formado

Informação importante
Instalações

Instalações e datas

Início Localização
Consultar
Rio De Janeiro
Rua Muniz Barreto, 51 - Botafogo, Rio de Janeiro - Cep: 22251-090, 22251-090, Rio de Janeiro, Brasil
Ver mapa

Programa

APRESENTAÇÃO:
Desiderius Erasmus, mais conhecido por Erasmo de Roterdã, é o filósofo-filólogo mais importante do séc. XVI. Ele nasceu em 1466/1469 na cidade portuária de Roterdã, a segunda maior dos Países Baixos, durante o reinado de Carlos o Temerário (*1433 +1477), Duque Soberano da Borgonha que era também Duque de Brabante, Conde da Holanda e da Zelândia etc.
Erasmo de Roterdã pode e deve ser tido como um dos maiores educadores de todos os tempos.
Seu best-seller sobre a educação das crianças e dos adolescentes foi publicado postumamente: De civilitate morum puerilium libellus. Margareth Visser (1998) considera a obra atualíssima e lembra que apesar do próprio autor explanar que a preocupação com as boas maneiras representa a crassissima pars da filosofia, a etiqueta é o sinal externo daquilo que deve constituir a polidez verdadeira e introjetada. A publicação, que nunca chama a atenção da indústria livresca, foi reeditada no ano passado pela Hardcover, em tradução da Profª. Eleanor Merchant (Univ. de Londres), especialista em Renascimento, sob o título A Handbook on Good Manners for Children: De Civilitate Morum Puerilium Libellus by Desiderius Erasmus.
Parceria entre o Instituto D. Isabel I (IDII) e as Faculdades Integradas Helio Alonso (FACHA), o Curso DESIDERIUS ERASMUS , que é dividido em 3 módulos temáticos sobre as origens, a abrangência, a prática e a utilização dos conceitos de Etiqueta, Cerimonial e Protocolo pelos profissionais de Relações Públicas, Relações Internacionais, Ciências Sociais, Diplomacia, Turismo, Hotelaria, Secretaria Executiva etc. que trabalham com Organização de Eventos.
O Curso DESIDERIUS ERASMUS pretende desmistificar a aura de estranheza e de "esnobismo" que as idéias de etiqueta, cerimonial e protocolo costumam formular nas pessoas alheias ao cotidiano dos organizadores, gestores e agentes de eventos, assessores e funcionários de órgãos governamentais, eclesiais, não-governamentais etc.
OBJETIVO:
O curso tem por objetivo precípuo conscientizar as pessoas da importância dos procedimentos cerimoniais e da linguagem protocolar nas relações inter-pessoais, inter-grupais e inter-governamentais que envolvam profissionalismo e seriedade, sem deixar de realçar características sociológicas e antropológicas dos brasileiros, que aparentemente são refratários à formalidade.
Esmiuçar a necessidade do processo de aprendizado da cultura alheia, naquilo que psicologicamente poderia se denominar "apreensão da alteridade", conduz o aluno a reformular e reinventar suas posturas no dia-a-dia, ajudando-o a criar ambientes pessoais e profissionais mais salutares. Como já dizia Esopo (c. VI a.C.), filósofo grego da Antiguidade, "Nenhum gesto de gentileza, por menor que seja, é perdido", ou, em tempos mais atuais, por parte do grande filósofo popular carioca, "Gentileza gera gentileza"...
Por outro lado, é necessário informar que o Curso DESIDERIUS ERASMUS não é um simpósio de etiqueta, menos ainda, de moda. A abordagem de assuntos relacionados a estes tópicos se dará apenas quando referirmo-nos aos trajes cerimoniais, alijando-se considerações sobre o vestir - contexto em que já incide a subjetividade.

CARGA HORÁRIA:
32 horas

HORÁRIO:
8h às 17h - 1 hora de almoço

DIA DA SEMANA:
3 SÁBADOS + 5 horas de atividades complementares em casa

PRÉ-REQUISITO:
Ensino Médio ou Superior em curso ou já formado

TURMAS:
MÁXIMO: 20 MÍNIMO: 10

CONTEÚDO BÁSICO:
Módulo I - CONCEITUAÇÃO E FAMILIARIZAÇÃO COM A TRÍADE: ETIQUETA, CERIMONIAL E PROTOCOLO

Este módulo visa introduzir o aluno nas origens dos termos e classificações que são utilizadas no jargão cerimonialístico e protocolar.
· O que é etiqueta?
· O que é cerimonial?
· O que é protocolo?
· O que é hierarquia e em que ela se relaciona com a precedência?
Já na primeira aula, o alunado discernirá sobre as diferenças e especificidades existentes entre as expressões que compõem a tríade etiqueta-cerimonial-protocolo. Além disso, será introduzido na temática da hierarquia, que é vastíssima, para a compreensão coesa do significado da precedência nos protocolos do mundo inteiro.
Módulo II - ORGANIZAÇÃO DO ESTADO BRASILEIRO, REDAÇÃO OFICIAL E TÍTULOS & TRATAMENTOS

Para que esteja capacitado ao dia-a-dia das atividades protocolares e mesmo para que exerça com maior propriedade a cidadania, cabe ao nacional de qualquer país o conhecimento, basilar que seja, das instituições de seu Estado, bem como da simbologia que elas engendram.
Neste módulo, o aluno é introduzido em Organização do Estado Brasileiro e na forma como se estruturam os Poderes nas instâncias federal, estaduais e municipais. A captação desse universo administrativo é amplamente necessária para que o aluno possa se munir de noções e elementos fulcrais ao desenvolvimento de suas atividades profissionais.
Parte largamente descurada nos cursos mais comuns sobre Protocolo, a Redação Oficial é suporte fundamental para a correta função dos agentes, assessores e chefes de Cerimonial e de todos os profissionais que se queiram qualificar em suas atuações.
Afinal, sem o apreço pela prática escorreita do idioma pátrio, qualquer profissão, mormente as de caráter público, tende a se tornar inadequada.
O aluno também será orientado sobre as formas e fórmulas de tratamento e cortesia utilizados nas correspondências oficiais. Aprenderá, ainda, como organizar uma mala-direta setorial que contemple todas as informações necessárias ao uso correto de pronomes, tratamentos, títulos, cargos etc.
Módulo III - ORGANIZANDO CERIMÔNIAS E SOLENIDADES

No último módulo, o aluno deverá se capacitar a organizar eventos, distinguindo-os e aplicando seus conhecimentos de forma tranqüila e eficaz.
· O que é uma solenidade?
· Como ela é planejada?
· Qual a diferença entre uma solenidade, uma cerimônia e um encontro/reunião formal?
Por fim, haverá uma oficina de trabalho, onde os alunos serão instados sobre detalhes do Decreto Presidencial nº. 70.274/1979, que regulamenta as normas do Cerimonial Público e a Ordem Geral de Precedência.
O decreto, que é considerado obsoleto, por não corresponder à realidade dos inúmeros novos cargos e estruturas administrativas da União, dos Estados e dos Municípios brasileiros criados nos últimos trinta anos, é o único documento emanado da Presidência da República dando conta das regras para planejamento de solenidades. Cópia do decreto fará parte do material didático.