Dança de Salão

Cia La Luna - Escola de Dança de Salão
Em São Paulo

Preço a consultar
Ou prefere ligar para o centro agora?
(55) ... Ver mais
Compare este curso com outros semelhantes
Ver mais

Informação importante

  • Curso
  • São paulo
Descrição

A dança de salão, também chamada de dança social, enquadra-se na categoria popular, pois origina-se de movimentos históricos, sociais ou políticos. Com o passar do tempo pode ser modificada e, conseqüentemente, gerar outras danças.

Informação importante
Instalações

Instalações e datas

Início Localização
Consultar
São Paulo
Vila Guilherme, Av. Joaquina Ramalho, 791, 02065 - 000, São Paulo, Brasil
Ver mapa

Programa

Dança de Salão

A dança de salão, também chamada de dança social, enquadra-se na categoria popular, pois origina-se de movimentos históricos, sociais ou políticos. Com o passar do tempo pode ser modificada e, conseqüentemente, gerar outras danças.

Surgiu na Europa no século XV, na época do Renascimento, como uma forma de lazer entre a plebe e a nobreza. Chegou ao Brasil, no Século XVI, por intermédio dos portugueses e imigrantes da Europa.

Entre os séculos XVII e XVIII, a grande influência no Brasil era das danças espanholas.

Gradativamente, a influência passou a ser da França, com o Minueto, que começarou a ganhar espaço no Brasil juntamente com a Country Dance e Quadrilhas, comumente dançadas na Inglaterra.

No final do século XVIII, a Valsa chegou ao Brasil tornando-se à primeira dança em casal. Essa valsa é a mesma dançada atualmente em festas de casamentos e de debutantes. Em seguida veio a Polca também chamada de valsa pulada.

Após 1870, surge o Maxixe, o Choro e posteriormente o Samba.

Em São Paulo, no início do século XX, a suíça Louise Frida Reynold Poças Leitão, também conhecida como Madame Poças Leitão, chega a cidade com o objetivo de ensinar as danças de salão. Com isso, fundou a "Escola de Boas Maneiras Madame Poças Leitão", onde ensinava as danças européias. Tornou-se a professora mais importante da cidade.



Bolero

A origem do bolero é, controversa. Em alguns registros encontra-se que é oriundo da Espanha, em outras, que surgiu na Inglaterra, passou pela França, fortaleceu-se na Espanha, viajou para o México e finalmente chegou a Cuba por volta de 1880.

No Brasil, o Bolero sofreu influência do Tango e agregou giros, caminhadas, cruzadas e outras variações tornando a dança mais atraente, criando o Bolero Carioca. A base da dança é o famoso "dois pra lá, dois pra cá", mas sofre algumas variações dependendo do local.



Samba

A palavra samba surgiu de vários elementos africanos e o samba do Rio de Janeiro surgiu do batuque africano, de Angola e do Congo.

Antes do surgimento do samba propriamente dito, se dançava ,entre outras danças o maxixe. Na década de 30, o maxixe foi transformando-se ou cedendo lugar para um novo estilo de dança: o samba. É válido lembrar que o samba como ritmo expresso através de instrumentos musicais, surgiu antes da dança e pode ter firmado as suas características principais com a evolução da indústria fonográfica.



Soltinho

O Soltinho é apenas um estilo de dança, não existem músicas neste gênero. O que existem são muitas músicas que podem ser dançadas com o estilo soltinho.

É semelhante ao rock e ao swing americanos.

Surgiu no Rio de Janeiro, na década de 80, como uma nova forma de dançar em casal. E em São Paulo na década de 90, acompanhando o sucesso do samba de gafieira e do bolero vindos do Rio de Janeiro.



Forró

Forró é uma festa popular brasileira, de origem nordestina e é a dança praticada nessas festas, conhecida também por arrasta-pé, bate-chinela, fobó, forrobodó. Esta dança é acompanhada de música, que possui o mesmo nome da dança. A música de forró possui temática ligada aos aspectos culturais e cotidianos da região Nordeste do Brasil. A música de forró é acompanhada dos seguintes instrumentos musicais: triângulo, sanfona e zabumba.

No forró, vários ritmos musicais daquela região, como baião, a quadrilha, o xaxado, que tem influências holandesas e o xote, que veio de Portugal, são tocados, tradicionalmente, por trios, compostos de um sanfoneiro (tocador de acordeon-que no forró é tradicionalmente a sanfona de oito baixos), um zabumbeiro e um tocador de triângulo.

Compare este curso com outros semelhantes
Ver mais