Curso para Carnavalesco

REDE INTERNACIONAL DE ENSINO LIVRE
A distância

Preço a consultar
Ou prefere ligar para o centro agora?
(55) ... Ver mais

Informação importante

  • Curso
  • A distância
Descrição

Informação importante

Opiniões

L

01/01/2012
O melhor Nada

A melhorar De tudo um verdadeiro lixo

Você recomendaria esse curso? Não.

Programa

MÓDULO I


Objetivos


1.Fazer um bom enredo


2.Fazer boas fantasias


3.fazer um bom desfile


4.Palpitar nas performances da escola de samba


5.Considerações finais


MÓDULO II


É preciso


1.ter criatividade


2.Ter responsabilidade


3.Ter tempo para pensar na escola de samba


4.Ter o espírito do carnaval


5.Gostar do carnaval


6.Considerações finais


MÓDULO III


Se possível é bom também


1.Saber pular carnaval


2.Saber tocar algum instrumento


3.saber desenhar para desenhar as fantasias de carnaval


4.Ser compositor de enredos


5.considerações finais


MÓDULO IV


Comissões e carros


1.A comissão de frente cria uma certa expectativa no público por sua coreografia diferenciada e também em relação ao enredo da agremiação. É formada por no máximo quinze pessoas podendo ser homens, mulheres e crianças


2.O carro abre-alas é onde tudo começa. É nele que a escola expõe seu símbolo destaque


3.As alas são grupos de mesma fantasia que fica entre as alegorias. Nela está o sambista que até cruzar o fim da avenida se esbalda podendo perder até dois quilos


4.As alegorias e adereços são partes importantes no desfile. Os carros alegóricos contam a maior parte do enredo. Nos chamados queijos, ficam os destaques principais da agremiação


5.Os destaques desfilam isoladamente no chão ou nos carros alegóricos. Usam fantasias representando personagens do enredo


6.A ala das crianças é opcional e é formada em média por duzentas delas


7.O mestre-sala e a porta-bandeira levam o estandarte da escola usando fantasias luxuosas que podem pesam até quarenta quilos


8.A bateria com cerca de 350 integrantes, é alinhada por instrumentos guiados pelo mestre. Os instrumentos usados são: tamborim, pandeiro, chocalho, reco-reco, tarol, agogô, cuíca, repinique, caixa de guerra e surdos de primeira, segunda e terceira marcação


9.Algumas escolas têm rainhas, princesas e madrinhas de bateria que são mulheres bonitas escolhidas no meio artístico ou por concursos na comunidade


10.O intérprete oficial é responsável por cantar em média 65 vezes o samba-enredo durante o desfile. É acompanhado por cantores de apoio, mas ele é quem determina o andamento do samba


11.Os passistas são responsáveis por preencher os espaços deixados pelos bateristas. Sambam com muito charme e sensualidade


12.A ala das baianas é composta por senhoras sendo algumas bem idosas que apaixonadas por sua escola sustentam o peso de quinze quilos em suas fantasias


13.A ala dos compositores é formada pelos poetas da escola que compõem os sambas até que um seja escolhido como oficial


14.A velha guarda encerra o espetáculo e é composta por integrantes que participaram da fundação da escola


MÓDULO V


Durante a apresentação das escolas, os juízes julgam


1.A bateria que deve estar perfeitamente entrosada


2.O samba-enredo que deve ter a letra adequada ao enredo e melodia-samba


3.Os cantores e o intérprete que devem estar em harmonia


4.As alas e destaques que também devem permanecer coesos


5.O enredo que deve estar claro durante a apresentação


6.O conjunto do desfile que deve estar uniforme e harmonioso


7.As alegorias e adereços que devem ser criativos e bem feitos


8.As fantasias que devem estar adequadas ao enredo


9.A comissão de frente que deve saudar o público e apresentar o enredo coordenamente


10.O mestre-sala e porta-bandeira que devem estar em perfeito entrosamento e no ritmo do samba