CURSO BÁSICO

Montanhismus
Em São Bento Do Sapucaí

€500 - (R$1.830)
Ou prefere ligar para o centro agora?
(55) ... Ver mais
Compare este curso com outros semelhantes
Ver mais

Informação importante

  • Curso
  • São bento do sapucaí
Descrição

A finalidade do Curso Básico de Escalada em Rocha é tornar claras ao iniciante as principais técnicas utilizadas para a escalada de uma montanha, e nos treinamentos para tal.

Informação importante
Instalações

Instalações e datas

Início Localização
Consultar
São Bento Do Sapucaí
Estr. Dos Serranos, Km 3- Cond. Village, São Paulo, Brasil
Ver mapa

Programa

A finalidade do Curso Básico de Escalada em Rocha é tornar claras ao iniciante as principais técnicas utilizadas para a escalada de uma montanha, e nos treinamentos para tal.


Tópicos
São apresentados durante o curso as técnicas de escalada livre, técnicas de rapel, nós, equipamentos, logística e sistemas de proteção e segurança.
No primeiro dia, o curso tem início as 08:00hs, e os alunos permanecem em um campo-escola, onde os apreenderão na prática as técnicas de segurança, treinamento, nós, equipamentos e dinâmica da escalada.
A aula teórica acontecerá à tarde, em nossa sede, com projeção de vídeo.
Temos ainda o compromisso de terminado o curso, ficar a disposição dos ex-alunos para qualquer consulta referente as técnicas de escalada em rocha.

A Escalada
É de extrema importância num curso básico, que o aluno tenha contato com uma via de montanha, executando neste ambiente, tudo o que foi visto durante as aulas. Assim, no segundo dia de curso, iremos à uma das falésias da região, onde um aluno por vez, guiado pelo instrutor, escalará uma rota preparada para o curso. Estas vias, de baixa graduação de dificuldade, seguras e de pouca exposição, possibilitam que o aluno permaneça sempre à vista do instrutor.
O dia termina com o aprendizado das técnicas de auto-resgate.

Condições
Os Cursos Básicos tem a duração de dois dias, e geralmente ocorrem durante os finais de semana, sempre que se tem confirmado o mínimo de 2 alunos, e sua lotação é de no máximo 4 alunos. A idade mínima é de 15 anos (ou 14 anos para acompanhados dos pais).
Você poderá vir sozinho, e se encaixar em um grupo, ou formar seu próprio grupo, tendo assim, direito a uma tabela progressiva de desconto.
Cursos individuais, ou durante dias de semana também podem ser agendados.
O que trazer

Por conta do Aluno
Condução até São Bento do Sapucaí, alimentação, roupa de cama ou saco de dormir, tênis justo ao pé, e cantil.

A Escola fornece
Alojamento em abrigo de montanha, empréstimo de todo o equipamento técnico e de segurança inclusive sapatilhas.

Staff

Quem ministra os cursos na Montanhismus é Eliseu Frechou, guia de montanha e instrutor de escalada que dedicou 25 dos seus 39 anos ao montanhismo. Eliseu abriu algumas das maiores e mais difíceis vias de escalada do Estado de São Paulo, dentre as quais "Neurônios Fritos" (V 5º VI A3 - 250m/3 dias) na face norte do Bauzinho, "Distraídos Venceremos" (V 5ºVII A3 - 310m/5 dias), e dezenas de outras na região da Pedra do Baú. Conquistou também, quase duas centenas de novas rotas na região da Serra da Mantiqueira, em diversos estilos e com até 9° grau de dificuldade.

Em 94, escalou em companhia de sua esposa Elizabeth B. Frechou a big wall Half Dome pela "Northwest Regular Route"(5.11 A2 - 800m/3 dias). Logo após, subiu uma as maiores paredes rochosas do planeta, o big wall El Capitan, pela rota "Zenyatta Mondatta"(VI 5.9 A4+ - 850m/9 dias), uma das mais difíceis rotas já escaladas por brasileiros, graduada em A4+. Ambas as big walls estão situadas no Parque Nacional de Yosemite, na Califórnia, EUA. Por estas duas escaladas, Eliseu e Elizabeth ganharam o prêmio "Os Maiores Aventureiros de 1995", conferido pela comunidade excursionista brasileira.

Em junho de 96, estabeleceu com uma equipe brasileira sob um calor de 53°C a rota "Solução Suicida" (6º VII A4 - 550m/6 dias) no Kaga-Tondo, a maior torre rochosa africana, situada no deserto do Sahel, Mali. Em agosto deste ano escalou ainda, em solitário, a face norte da Pedra do Baú, uma das mais difíceis do país, numa escalada de dois dias.

Em julho de 98, repetiu a escalada mais difícil do Brasil, a rota "Terra de Gigantes" (VI 4°sup A4 600m/5 dias), na Pedra do Sino. Em setembro, com Márcio Bruno, fez a terceira repetição da escalada mais difícil do El Capitan, a "Plastic Surgery Disaster" (VI 5.VI A5 - 750m/8 dias), sendo um dos únicos brasileiros que tem em seu currículo duas escaladas no El Cap.

No final de maio de 2003 escalou em solitário a parede da Yosemite Falls (maior cachoeira americana e quinta mais alta do mundo), pela rota "Yosemite Pointless" (V 5.9 C3+ - 600m/3 dias), realizando a primeira ascensão clean da rota. Ainda em maio, repetiu a "West Face" (V 5.8 C2+ - 300m/2 dias) da Leaning Tower, considerada a parede mais negativa dos EUA. Em dezembro esteve com Chistopher Young em Siurana e Montserrat na Espanha para uma temporada de escalada esportiva e tradicional.
Em 2004 escalou a "West Face" (V 5.8 C2+ - 300m/2 dias) da Leaning Tower novamente, desta vez com o montanhista Marcelo Vaccari.

Em maio de 2006 esteve pela segunda vez no Mali onde abriu com Fernando Leal diversas vias e boulders, dentre elas a "Filhos do Sol", no Wanderdu. Em setembro deste ano, ainda escalou com Wagner Pahl o "East Butress" do Mount Whitney, montanha mais alta dos EUA continental.

Entre estas e outras viagens ao exterior, Eliseu viaja freqüentemente pelo Brasil, escalando e abrindo rotas do CE ao RS.




Compare este curso com outros semelhantes
Ver mais