Comunicação Social -Jornalismo

UNOPAR
Em

R$4.384
Os usuários que se interessaram por esse curso também buscaram...
Ver mais

Informação importante

  • Graduação
  • Duração:
    8 Semestres
Descrição

Formação de jornalistas com capacidade investigativa, narrativa, expositiva e opinativa, que registrem os fatos com postura ética e compromisso com a cidadania, usando adequadamente as linguagens que caracterizam os meios impressos, eletrônicos e virtuais, com coerência e sentido de inovação, para atuar em um mercado influenciado pelas novas tecnologias de comunicação.O jornalista é o responsável.
Dirigido a: O mercado de trabalho, cada vez mais exigente, busca jornalistas com ampla cultura e criatividade, domínio do idioma e das estruturas narrativas e expositivas aplicáveis às mensagens jornalísticas. Ao jornalista cabe efetuar, além da cobertura de acontecimentos, o registro de imagens, condensação e interpretação das informações, a redação de crônicas e comentários de acontecimentos políticos, sociais, econômicos, artísticos e culturais a serem divulgados em jornais, revistas, rádio e televisão.

Informação importante
Instalações

Instalações e datas

Início Localização
Consultar
Av. Paris, 675 - Jd. Piza, 86041-140, Paraná, Brasil
Ver mapa

Programa

Turno Grau Outorgado Duração

Matutino e Noturno Bacharel em
Comunicação Social Mínima 8 semestres
Máxima 14 semestres



Formação de jornalistas com capacidade investigativa, narrativa, expositiva e opinativa, que registrem os fatos com postura ética e compromisso com a cidadania, usando adequadamente as linguagens que caracterizam os meios impressos, eletrônicos e virtuais, com coerência e sentido de inovação, para atuar em um mercado influenciado pelas novas tecnologias de comunicação.
O jornalista é o responsável pela apuração das informações, redação, planejamento e organização de todas as etapas de produção até que a notícia chegue ao público.



Campos de Atuação: Mídias impressa, eletrônica (rádio e televisão) e virtual (jornalismo on-line), assessorias de imprensa para órgãos públicos e privados, consultorias de comunicação e agências de notícias, elaboração de periódicos, sites e redação de textos para CD-ROM. A profissão de jornalista é regulamentada pelo Decreto 83.284, de 13 de março de 1979, que dá nova regulamentação ao Decreto-Lei 972, de 17 de outubro de 1969, que dispõe sobre o exercício da profissão.


Areas de Atuação:

· Rádio
· Jornal
· Televisão
· Internet
· Empresas de assessoria e consultoria
· Agências de notícias
· Comunicação em empresas públicas e privadas


Objetivo:
Formar profissionais de Jornalismo com capacidade investigativa, narrativa e expositiva que efetivem o registro de fatos com uso adequado das linguagens que caracterizam os meios impressos, audiovisuais e eletrônicos, com coerência e sentido de inovação. Preparar o jornalista para atuar em um mercado afetado pelas novas tecnologias de comunicação e que não mais se caracteriza pelo estrito limite das profissões, mas por competências e visão de oportunidades.



Perfil profissional:
O mercado de trabalho, cada vez mais exigente, busca jornalistas com ampla cultura e criatividade, domínio do idioma e das estruturas narrativas e expositivas aplicáveis às mensagens jornalísticas. Ao jornalista cabe efetuar, além da cobertura de acontecimentos, o registro de imagens, condensação e interpretação das informações, a redação de crônicas e comentários de acontecimentos políticos, sociais, econômicos, artísticos e culturais a serem divulgados em jornais, revistas, rádio e televisão. Também compete a ele planejar, organizar e administrar esses mesmos serviços. Dentre suas competências, está implícito o esforço contínuo para manter o espírito crítico e reflexivo no que diz respeito às realidades sócio-econômica e cultural. É de sua competência atuar em consonância com a realidade do mercado, na busca contínua de acompanhar as mudanças decorrentes da era globalizada e tecnológica que se vive nos dias de hoje. Deve pautar-se pelo exercício da objetividade na apuração, interpretação e divulgação dos fatos de interesse social.


Programa:
A estrutura curricular do curso de Comunicação Social permite a articulação das diferentes áreas de conhecimento e de alternativas criativas por meio de trabalho coletivo, contemplando a inclusão de estudos e pesquisas e de temas e questões regionais. Deste modo, esta estrutura proporciona o desenvolvimento das competências e habilidades dos alunos, a compreensão do Curso e a interligação das diferentes disciplinas, visando a uma formação ética inovadora e crítica voltada para a compreensão do ambiente organizacional e social atual. Há uma proposição de articulação dos conteúdos, possibilitando uma visão ampla do processo e da construção do aprendizado de forma gradativa e integrada.
As disciplinas do Curso são organizadas a partir de matérias básicas e profissionalizantes, objetivando garantir a coerência entre as áreas de conhecimento do curso.


Os usuários que se interessaram por esse curso também buscaram...
Ver mais